PUBLICIDADE
Topo

Maiores vencedores, Messi e CR7 correm atrás de líderes da Chuteira de Ouro

Rafael Reis

27/11/2018 04h20

Maiores vencedores da história da Chuteira de Ouro e principais protagonistas do futebol mundial nos últimos anos, o argentino Lionel Messi e o português Cristiano Ronaldo ainda estão longe da briga pelo prêmio de artilheiro dos campeonatos nacionais da Europa nesta temporada.

Apesar de serem vice-líderes do ranking de goleadores das ligas que disputam, o camisa 10 do Barcelona e o número 7 da Juventus não aparecerem nem no top 15 da disputa pelo troféu continental.

Crédito: Luis Gene/AFP

Messi, que ganhou na temporada passada sua quinta Chuteira de Ouro e também venceu em 2010, 2012, 2013 e 2017, já marcou nove vezes, e Cristiano Ronaldo, campeão em 2008, 2011, 2014 e 2015, já marcaram nove vezes nos Campeonatos Espanhol e Italiano, respectivamente.

Com 18 pontos, já que cada gol marcado nas ligas de primeiro escalão europeu vale em dobro, a dupla divide a 18ª colocação com nomes como o espanhol Paco Alcácer (Borussia Dortmund), o uruguaio Edinson Cavani (Paris Saint-Germain) e o sérvio Luka Jovic (Eintacht Frankfurt).

No último fim de semana, Ronaldo marcou uma vez na vitória por 2 a 0 da Juventus sobre o Spal. Já Messi passou em branco no empate por 1 a 1 com o Atlético de Madri, que custou ao Barcelona a liderança do Espanhol.

O topo da classificação da Chuteira de Ouro continua ocupado por jogadores de campeonatos menores, que adotam um calendário anual e já terminaram ou estão nas últimas rodadas.

Líder da corrida pelo prêmio, com 31 pontos, o brasileiro Liliu, do Nömme Kalju, é um desses jogadores que já não têm mais como pontuar, já que o Campeonato Estoniano chegou ao fim no começo do mês.

Dentre os 10 primeiros colocados da artilharia, apenas dois, o francês Kylian Mbappé, do PSG, e o argentino Emiliano Sala, do Nantes, jogam em campeonatos que costumam consagrar vencedores da Chuteira de Ouro. Os co-líderes do ranking de goleadores do Francês ocupam a oitava posição, com 22 pontos.

O Brasil não fatura o prêmio desde 2001/02, quando Jardel (Sporting) foi o goleador máximo da temporada. O ex-centroavante do Grêmio também levantou a taça em 1998/99. Além dele, apenas Ronaldo (1996/97) já colocou o país no lugar mais alto do pódio.

"Blog do Rafael Reis" publica a cada terça-feira uma nova parcial da disputa.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Liliu (BRA, Nömme Kalju) – 31 pontos (31 gols)
2º – Zakaria Beglarishvili (GEO, Flora Tallinn) – 30 pontos (30 gols)
Paulinho (BRA, BK Häcken) – 30 pontos (20 gols)
4º – Patrick Hoban (IRL, Dundalk) – 29 pontos (29 gols)
5º – Roman Debelko (UCR, Levadia) – 27 pontos (27 gols)
Linus Hallenius (SUE, Sundsvall) – 27 pontos (18 gols)
7º – Pavel Savitskiy (BLR, Dínamo Brest) – 22,5 pontos (15 gols)
8º – Kylian Mbappé (FRA, Paris Saint-Germain) – 22 pontos (11 gols)
Emiliano Sala (ITA, Nantes) – 22 pontos (11 gols)
10º – Mbaye Diagne (FRA, Kasimpasa) – 21 pontos (14 gols)
Klauss (BRA, HJK Helsinque) – 21 pontos (21 gols)
Tristan Koskor (EST, Jalgpallikool Tammeka) – 21 pontos (21 gols)


Mais de Cidadãos do Mundo

Venezuelano que já esteve na mira do Grêmio supera Ibra e vira nº 1 da MLS
5 destaques da Libertadores para seu clube contratar no próximo ano
1º negro da história das seleções era filho de escrava e foi 'corinthiano'
Aos 19, Mbappé é melhor na seleção que Messi e Cristiano Ronaldo

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Rafael Reis