PUBLICIDADE
Topo

Quais foram os melhores meias dos anos 2010?

Rafael Reis

29/12/2019 04h20

Se os passes curtos e a preocupação em manter a posse de bola foram duas das principais características do futebol praticado nos anos 2010, é inegável que os meio-campistas tenham assumido um papel de protagonismo.

A década começou com Wesley Sneijder levando a Inter de Milão à conquista da Liga dos Campeões e a Holanda a outro vice-campeonato mundial. Teve ainda Sergio Busquets, Bastian Schweinsteiger, N'Golo Kanté e Kevin de Bruyne deixando torcedores boquiabertos e, já no finalzinho, viu Luka Modric interromper a hegemonia de Lionel Messi e Cristiano Ronaldo nos prêmios de melhor jogador do mundo.

Crédito: Montagem

Mas quem será que foram os grandes meias do planeta ao longo dos últimos dez anos?

A resposta para essa pergunta não traz nenhum dos nomes citados acima. Uma seleção de melhores dos anos 2010 teria no seu setor de meio-campo o alemão Toni Kroos ao lado dos espanhóis Andrés Iniesta e Xavi Hernández.

Os três foram campeões mundiais por seus países, empilharam títulos pelos clubes que defenderam e desfilaram a classe, a elegância e a criatividade que a posição onde atuaram tanto pede.

Xavi e Iniesta fizeram no Barcelona um dueto dos quais os torcedores sentem saudades até hoje. Eles só não foram os protagonistas da fase mais vencedora da história do clube porque sempre houve um certo Messi no meio do caminho.

Mas esse papel lhes coube na seleção espanhola. Foram eles os caras das conquistas das Euros de 2008 e 2012 e, principalmente, do inédito título mundial de 2010, ano em que ambos subiram ao pódio do prêmio de melhor do planeta – Iniesta em segundo, com seu parceiro em terceiro.

Kroos nunca chegou tão longe em premiações individuais, mas foi quase sempre um reloginho que marcou as horas com precisão e que ditou o ritmo do sucesso alcançado pela Alemanha e pelo Real Madrid durante a década.

Por isso, apesar de ainda ter 29 anos, já acumula quatro títulos de Liga dos Campeões (três com a equipe espanhola e um pelo Bayern de Munique, onde iniciou a carreira) e três participações em Copa do Mundo, com uma taça (2014).

O meia germânico é o único deles que continua atuando em alto nível e segue titular absoluto do Real. Iniesta ainda joga, mas atua no Japão (Vissel Kobe). Já Xavi escolheu o Qatar para encerrar a carreira. Após a aposentadoria, no meio do ano, assumiu o comando do Al-Sadd, que disputou o Mundial de Clubes.

O FUTEBOL DOS ANOS 2010

Gol mais bonito – Zlatan Ibrahimovic (14/11/2012)
Melhor time – Barcelona (2008-2012)
Melhor seleção – Espanha (2008-2012)
Melhor técnico – Pep Guardiola
Melhor goleiro – Manuel Neuer
Melhores laterais – Philipp Lahm e Marcelo
Melhores zagueiros – Gerard Piqué e Sergio Ramos
Melhores meias – Andrés Iniesta, Toni Kroos e Xavi Hernández
Melhores atacantes – 30/12
Melhor jogador – 31/12

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Rafael Reis