PUBLICIDADE
Topo

Quem foi o melhor técnico dos anos 2010?

Rafael Reis

24/12/2019 04h20

Se tem algo em que o futebol mundial definitivamente não ficou devendo nem um pouquinho durante os anos 2010 é qualidade de treinadores.

Ao longo da última década, técnicos de diferentes nacionalidades e perfis mudaram radicalmente a forma como o jogo é disputado, aceleraram e deram mais inteligência à troca de passes, viram a modalidade ganhar intensidade e as estratégias de marcação serem todas redesenhadas.

Crédito: Montagem

Diego Simeone e José Mourinho foram os gênios da defesa, os caras que fizeram o futebol se aproximar da dinâmica de proteção à área vista no handebol. Jürgen Klopp desenvolveu um "caos organizado" ao atacar na maior velocidade possível e com um número absurdo de jogadores.

Zinédine Zidane faturou três Liga dos Campeões consecutivas com o Real Madrid graças a um jogo "on demand", sem um rosto tão definido, mas com capacidade de adaptação plena a cada partida e adversário.

Mas, é inegável que nenhum deles povoa tanto o imaginário popular quanto Pep Guardiola, o treinador número um do planeta ao longo dos últimos dez anos.

À frente de Barcelona, Bayern de Munique e Manchester City, o catalão deu show de regularidade e virou uma figura quase imbatível pontos corridos. Foram sete títulos nacionais desde 2010: dois espanhóis, três alemães e dois ingleses.

É verdade, no entanto, que ele deixou a desejar um pouco nos mata-matas. Guardiola ganhou a Champions pela última vez em 2011, com o Barça. Depois, sequer voltou à decisão do principal torneio interclubes do planeta.

Mesmo assim, não dá para considerar que algum outro treinador tenha sido melhor que o ex-meia espanhol nos anos 2010.

Pep montou o time mais impressionante da década, o Barcelona, de Lionel Messi, Andrés Iniesta e Xavi Hernández, que influenciou profundamente a seleção mais poderosa vista nos últimos tempos: a Espanha, bi da Eurocopa em 2008 e 2012 e campeã mundial em 2010.

Guardiola é também o treinador que fez o restante do primeiro escalão de técnicos evoluir. Mourinho e Simeone desenvolveram fórmulas de jogo específicas para enfrentá-lo. Klopp pegou tudo que o catalão já fazia e inseriu uma dose extra de velocidade e intensidade.

Mesmo o Brasil, que tradicionalmente torce um pouco o nariz para o futebol praticado fora daqui e ainda tem um certo preconceito a treinadores estrangeiros, rendeu-se a Pep. Houve até mesmo uma campanha para que o hoje comandante do City assumisse o controle da seleção.

O FUTEBOL DOS ANOS 2010

Gol mais bonito – Zlatan Ibrahimovic (14/11/2012)
Melhor time – Barcelona (2008-2012)
Melhor seleção – Espanha (2008-2012)
Melhor técnico – Pep Guardiola
Melhor goleiro – 26/12
Melhores laterais – 27/12
Melhores zagueiros – 28/12
Melhores meias – 29/12
Melhores atacantes – 30/12
Melhor jogador – 31/12

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Rafael Reis