PUBLICIDADE
Topo

Quem foi o melhor goleiro dos anos 2010?

Rafael Reis

26/12/2019 04h20

Por cerca de 150 anos, o goleiro teve uma missão muito bem definida no futebol. Sua única preocupação era ficar dentro da área (da pequena, preferencialmente) e usar as mãos para evitar que as finalizações dos adversários se transformassem em gols.

Mas, a última década transformou radicalmente esse cenário. Os arqueiros viraram peças dos sistemas táticos armados pelos treinadores, passaram a se posicionar muitas vezes como líberos e também a iniciar a construção dos ataques.

Crédito: Montagem

E essa mutação, evidentemente, influencia na escolha de quem foi o grande goleiro do planeta nos anos 2010.

O italiano Gianluigi Buffon, os espanhóis Iker Casillas e David de Gea, o alemão Marc-André ter Stegen, o belga Thibaut Courtois, o esloveno Jan Oblak e o brasileiro Alisson tiveram atuações brilhantes ao longo da última dezena de anos.

Mas nenhum deles é um símbolo tão grande da revolução pela qual a posição de goleiro passou quanto Manuel Neuer.

O vencedor da Champions-2013 pelo Bayern de Munique e campeão mundial com a seleção germânica no ano seguinte não foi o primeiro arqueiro a sair da área para cortar lançamentos adversários ou fazer a sobra para zagueiros.

Também não foi pioneiro na arte de jogar com os pés, seja em lançamentos longos para os atacantes nos momentos de contra-ataque ou em toques curtos para os zagueiros em um regime de manutenção de posse de bola.

Só que o alemão, pela repercussão que suas atuações alcançaram, foi o cara que virou definitivamente a chave da função. Depois de Neuer, todos os goleiros tiveram que ser um pouco como Neuer.

É claro que o camisa 1 do Bayern não foi importante para o futebol da década apenas por suas habilidades táticas. Em seus melhores momentos (e hoje um pouco menos, há de se admitir), ele pegava demais. Com isso, cansou de salvar seu time e também a seleção.

Prova disso é que o alemão foi o único goleiro a subir no pódio do prêmios de melhor jogador do mundo nos anos 2010. Em 2014, ano do tetra germânico, ele obteve 15,72% dos votos e só ficou atrás de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

Com exceção de Neuer, o melhor desempenho de um goleiro na eleição anual da Fifa foi o de Buffon, que terminou no quarto lugar em 2017, quando, já aos 39 anos, foi vice da Champions pela Juventus.

O FUTEBOL DOS ANOS 2010

Gol mais bonito – Zlatan Ibrahimovic (14/11/2012)
Melhor time – Barcelona (2008-2012)
Melhor seleção – Espanha (2008-2012)
Melhor técnico – Pep Guardiola
Melhor goleiro – Manuel Neuer
Melhores laterais – 27/12
Melhores zagueiros – 28/12
Melhores meias – 29/12
Melhores atacantes – 30/12
Melhor jogador – 31/12

 

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Rafael Reis