Blog do Rafael Reis

Arquivo : messi

Europa não tinha temporada tão farta em gols desde tempos de Eusébio
Comentários Comente

Rafael Reis

Da última vez que a Europa viu tantos gols, os maiores nomes do Velho Continente eram Eusébio, Bobby Charlton, Franz Beckenbauer e Giancinto Facchetti.

Os amantes do futebol ofensivo não têm do que reclamar. A temporada 2016/17 dos principais campeonatos nacionais do planeta teve a média de gols mais alta dos últimos 51 anos.

As primeiras divisões de Espanha, Inglaterra, Alemanha, Itália e França, as cinco ligas nacionais mais importantes da Europa (e consequentemente do planeta) tiveram uma média combinada de 2,83 gols por partida em suas edições recém-terminadas.

Isso significa incríveis 5.173 gols em 1.826 partidas.

Desde a temporada 1965/66, época em que o Brasil era apenas bicampeão mundial e só quatro seleções já haviam vencido a Copa, o primeiro escalão do futebol europeu não via tantas bolas na rede.

Na ocasião, as cinco grandes ligas registraram média de 2,84 gols por partida. Uma marca que, até a atual temporada, jamais havia estado perto de ser igualada.

Nos últimos 51 anos, a média de gols dos principais campeonatos nacionais da Europa sempre flutuou entre 2,38 (em 1991/92, ainda na ressaca da sonolenta Copa de 1990) e 2,80 (em 1976/77).

Na atual temporada, quatro das cinco ligas analisadas tiveram um resultado ofensivo completamente fora da curva.

O Inglês teve sua segunda maior média de gols nos últimos 50 anos (2,8). Já o Espanhol não tinha uma frequência tão alta de bolas na rede (2,94) desde 1963.

O Francês registrou sua média de gols mais alta das últimas três décadas (2,61). E a Itália foi ainda mais impressionante: desde 1951 a casa de 2,95 gols por partida, média da atual temporada, não era atingida.

Em relação a 2015/16, o salto no número de gols beira o absurdo. Foram marcados 299 tentos a mais nesta temporada. E a quantidade de partidas permaneceu inalterada.

No total, cinco clubes conseguiram chegar à casa dos 90 gols em seu campeonato nacional: Barcelona (116), Real Madrid (106), Monaco (107), Napoli (94) e Roma (90). E nenhum time colocou menos que 27 bolas na rede, marca do Middlesbrough, penúltimo colocado da Premier League inglesa.

Em relação à artilharia, o grande nome da temporada foi Messi. O argentino conquistou a Chuteira de Ouro, concedida ao maior goleador das ligas nacionais europeias, ao marcar 37 gols no Espanhol e 74 pontos no ranking do prêmio.

O holandês Bas Dost, do Sporting, fez 68 pontos e ficou na segunda colocação. Com 62 pontos, o gabonês Pierre-Emerick Aubameyang, do Borussia Dortmund, completou o pódio.


Mais de Cidadãos do Mundo

5 destaques da fase de grupos da Libertadores para seu time contratar
Por onde andam os jogadores do Real que impediu Mundial do Vasco em 1998?
Buffon largou casamento para viver com apresentador esportiva de TV
7 aspirantes a craque para acompanhar de perto no Mundial sub-20


Cavani iguala gols de Messi, mas fica longe da briga por Chuteira de Ouro
Comentários Comente

Rafael Reis

Autor de dois gols na confortável vitória por 5 a 0 do Paris Saint-Germain sobre o Saint-Étienne, no domingo, Edinson Cavani poderia estar travando uma batalha cabeça a cabeça com Lionel Messi pela Chuteira de Ouro. Só poderia…

Apesar de ter os mesmos 35 gols em um campeonato nacional nesta temporada do líder do prêmio, o uruguaio do PSG ocupa apenas a sétima colocação no ranking da competição entre os goleadores da Europa.

Isso porque, de acordo com o regulamento da Chuteira de Ouro, cada gol marcado no Francês vale 1,5 ponto, enquanto as bolas na rede nos campeonatos Inglês, Espanhol, Italiano, Alemão e Português têm peso 2.

Resultado: Messi lidera com folga a disputa do prêmio de maior artilheiro da temporada europeia, com 70 pontos. Já Cavani tem “apenas” 52,5 pontos.

Faltando apenas uma rodada para o encerramento da maioria dos campeonatos nacionais do Velho Continente, o astro argentino do Barcelona já está com nove dedos na quarta Chuteira de Ouro de sua carreira.

Vencedor do prêmio em 2009/10, 2011/12 e 2012/13, o camisa 10 tem oito pontos de vantagem para o holandês Bas Dost, do Sporting, segundo colocado.

Ou seja, para não conquistar o troféu desta temporada, Messi teria de passar em branco contra o Eibar, domingo, na última rodada do Espanhol, e ver Dost marcar ao menos cinco vezes ante o Desportivo Chaves, no mesmo dia, no encerramento do Português.

Caso confirme o favoritismo e conquiste a Chuteira de Ouro, o argentino irá igualar o recorde de Cristiano Ronaldo, campeão em 2007/08, 2010/11, 2013/14 e 2014/15).

Desta vez, o português do Real Madrid está fora da disputa. Com apenas 44 pontos, ocupa uma modesta 14ª colocação no ranking dos artilheiros dos campeonatos nacionais do Velho Continente.

O “Blog do Rafael Reis” publica a cada terça-feira uma nova parcial do prêmio.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 70 pontos (35 gols)
2º – Bas Dost (HOL, Sporting) – 62 pontos (31 gols)
3º – Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) – 60 pontos (30 gols)
4º – Pierre-Emerick Aubameyang (GAB, Borussia Dortmund) – 58 pontos (24 gols)
5º – Luis Suárez (URU, Barcelona) – 56 pontos (28 gols)
6º – Edin Dzeko (BOS, Roma) – 54 pontos (27 gols)
7º – Edinson Cavani (URU, Paris Saint-Germain) – 52,5 pontos (35 gols)
8º – Anthony Modeste (FRA, Colônia) – 50 pontos (25 gols)
9º – Dries Mertens (BEL, Napoli) – 50 pontos (25 gols)
10º – Andrea Belotti (ITA, Torino) – 50 pontos (25 gols)


Mais de Cidadãos do Mundo

Pivô de escândalo no Barça, “Messi japonês” estreia aos 15 e causa furor
Por onde andam os jogadores do Milan de 1990, último bicampeão europeu?
Acusação de estupro é mais uma na lista de polêmicas extracampo de CR7
Por onde andam os jogadores do Mazembe que surpreenderam o Inter em 2010?


Perto do tetra, Messi só bate 1 dos 6 últimos campeões da Chuteira de Ouro
Comentários Comente

Rafael Reis

A um passo de conquistar a Chuteira de Ouro pela quarta vez na carreira, Lionel Messi deve se tornar nesta temporada o “segundo pior” vencedor do prêmio concedido ao maior artilheiro das ligas nacionais europeias dos últimos sete anos.

Faltando duas rodadas para o fim do Campeonato Espanhol, o astro do Barcelona ocupa a primeira colocação do ranking dos goleadores do continente, com 70 pontos, e ostenta uma confortável vantagem de oito pontos (quatro gols) para o segundo colocado, o holandês Bas Dost, do Sporting.

No entanto, a marca atual do camisa 10 argentino é inferior a de cinco dos seis últimos vencedores da Chuteira de Ouro.

Desde 2010/11, a única vez que o prêmio foi entregue a alguém que ficou abaixo dos 70 pontos atuais de Messi foi em 2013/14, quando Cristiano Ronaldo e Luis Suárez empataram na primeira colocação, com 62 pontos.

Todos os outros campeões alcançaram marcas que estão distantes do desempenho do astro na atual temporada.

Para superar outros vencedores recentes da história do prêmio, o argentino precisaria balançar as redes pelo menos seis vezes nos últimos dois compromissos do Barça no Espanhol (contra Las Palmas e Eibar).

Assim, iria a 82 pontos e deixaria para trás os 80 pontos que deram a Chuteira de Ouro a Suárez, na temporada passada, e a Cristiano Ronaldo, em 2011.

Messi já venceu o prêmio em três ocasiões (2009/10, 2011/12 e 2012/13) e detém o recorde de pontos em uma única temporada: 100, cinco anos atrás.

Caso confirme o favoritismo e levante o troféu pela quarta vez, ele irá igualar o recorde de Cristiano Ronaldo, campeão em 2007/08, 2010/11, 2013/14 e 2014/15).

Desta vez, o português do Real Madrid está fora da disputa. Com apenas 40 pontos, ocupa uma modesta 16ª colocação no ranking dos artilheiros dos campeonatos nacionais do Velho Continente.

O “Blog do Rafael Reis” publica a cada terça-feira uma nova parcial do prêmio.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 70 pontos (35 gols)
2º – Bas Dost (HOL, Sporting) – 62 pontos (31 gols)
3º – Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) – 56 pontos (28 gols)
4º – Pierre-Emerick Aubameyang (GAB, Borussia Dortmund) – 56 pontos (28 gols)
5º – Edin Dzeko (BOS, Roma) – 54 pontos (27 gols)
6º – Luis Suárez (URU, Barcelona) – 54 pontos (27 gols)
7º – Anthony Modeste (FRA, Colônia) – 50 pontos (25 gols)
8º – Andrea Belotti (ITA, Torino) – 50 pontos (25 gols)
9º – Edinson Cavani (URU, Paris Saint-Germain) – 49,5 pontos (33 gols)
10º – Gonzalo Higuaín (ARG, Juventus) – 48 pontos (24 gols)


Mais de Cidadãos do Mundo

Por onde andam os jogadores do Mazembe que surpreenderam o Inter em 2010?
Como Falcao enterrou piadas para se tornar líder de time sensação da Europa
Messi já o vencedor da Chuteira de Ouro desta temporada?
Geração saúde: 7 jogadores de sucesso que foram flagrados fumando cigarro


Messi já é o vencedor da Chuteira de Ouro desta temporada?
Comentários Comente

Rafael Reis

Vencedor de três Chuteiras de Ouro (2009/10, 2011/12 e 2012/13), Lionel Messi parece ter tudo encaminhado para conquistar pela quarta vez na carreira o prêmio concedido ao maior artilheiro das ligas nacionais da Europa na temporada.

Artilheiro do Campeonato Espanhol, com 33 gols, o camisa 10 do Barcelona lidera o ranking dos goleadores do Velho Continente, com 66 pontos, quatro a mais que o holandês Bas Dost, do Sporting, segundo colocado.

Mantendo o atual ritmo de gols (média de 1,06 gol por partida) e com apenas mais três jogos pela frente (Villarreal, Las Palmas e Eibar), o argentino dificilmente será alcançado pelos outros concorrentes à Chuteira de Ouro.

Mesmo assim, é bom saber qual será o caminho percorrido até o fim da temporada pelos principais opositores de Messi ao prêmio.

Bas Dost – Vice-líder da Chuteira de Ouro, o holandês soma 31 gols no Campeonato Português e 62 pontos no ranking. O Sporting ainda tem pela frente Belenenses, Feirense e Chaves, mas quase só cumpre tabela na reta final da liga.

Robert Lewandowski – Terceiro colocado da Chuteira de Ouro, o polonês soma 28 gols no Campeonato Alemão e 56 pontos no ranking. O Bayern já é campeão antecipado da Bundesliga, mas ainda joga contra Darmstadt, RB Leipzig e Freiburg.

Pierre-Emerick Aubameyang – Quarto colocado da Chuteira de Ouro, o gabonês soma 27 gols no Campeonato Alemão e 54 pontos no ranking. O Borussia Dortmund, que ainda briga por vaga direta na fase de grupos da Liga dos Campeões, medirá forças contra Hoffenheim, Augsburg e Werder Bremen até o fim da temporada.

Maior vencedor da história da Chuteira de Ouro, com quatro títulos, Cristiano Ronaldo continua longe da briga pelo prêmio. O português tem 40 pontos e é só o 15º colocado no ranking.

O atual vencedor da Chuteira de Ouro é Luis Suárez, do Barcelona, que somou 80 pontos (40 gols) na última temporada. Nesta edição, o uruguaio tem 52 pontos e ocupa o quinto lugar.

O “Blog do Rafael Reis” publica a cada terça-feira uma nova parcial do prêmio.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 66 pontos (33 gols)
2º – Bas Dost (HOL, Sporting) – 62 pontos (31 gols)
3º – Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) – 56 pontos (28 gols)
4º – Pierre-Emerick Aubameyang (GAB, Borussia Dortmund) – 54 pontos (27 gols)
5º – Luis Suárez (URU, Barcelona) – 52 pontos (26 gols)
6º – Edin Dzeko (BOS, Roma) – 50 pontos (25 gols)
7º – Andrea Belotti (ITA, Torino) – 50 pontos (25 gols)
8º – Mauro Icardi (ARG, Inter de Milão) – 48 pontos (24 gols)
9º – Romelu Lukaku (BEL, Everton) – 48 pontos (24 gols)
10º – Edinson Cavani (URU, Paris Saint-Germain) – 46,5 pontos (31 gols)


Mais de Cidadãos do Mundo

Geração saúde: 7 jogadores de sucesso que foram flagrados fumando cigarro
Com chuteira preta, Dybala vira alvo de “guerra” entre marcas esportivas
Por onde andam os jogadores da França que calou o Brasil na Copa de 1998?
Filho de pastor, ala do Chelsea teve pais mortos por perseguição religiosa

 


Messi abre vantagem recorde e encaminha tetra da Chuteira de Ouro
Comentários Comente

Rafael Reis

A atuação decisiva de Lionel Messi na heroica vitória por 3 a 2 do Barcelona sobre o Real Madrid, no domingo, fez o argentino disparar na liderança da Chuteira de Ouro.

O camisa 10, que fez dois gols no clássico disputado no Santiago Bernabéu, o último no minuto final dos acréscimos, tem agora a maior vantagem do líder para o segundo colocado da atual temporada do prêmio concedido ao maior artilheiro das ligas nacionais da Europa.

Goleador do Campeonato Espanhol, com 31 pontos, Messi acumula 62 pontos no ranking da Chuteira de Ouro, seis a mais que o holandês Bas Dost, vice-líder, que passou em branco no empate por 1 a 1 entre Sporting e Benfica.

Até então nesta temporada, nenhum líder do prêmio havia aberto mais de cinco pontos em relação ao segundo colocado.

A maior vantagem antes da arrancada do astro do Barcelona havia sido estabelecida em dezembro por Pierre-Emerick Aubameyang, do Borussia Dortmund, que chegou a liderar o ranking com 30 pontos contra 25 do russo Evgeni Kabaev, do estoniano Sillamäe Kalev.

Além da acelerada de Messi rumo à quarta Chuteira de Ouro de sua carreira (já ganhou em 2009/10, 2011/12 e 2012/13), a nova parcial do prêmio tem como novidade os retornos de Mauro Icardi e Edinson Cavani ao top 10.

O argentino marcou três vezes no 5 a 4 da Inter de Milão sobre a Fiorentina e subiu para a oitava colocação, com 48 pontos. Já o uruguaio fez um dos gols do Paris Saint-Germain na vitória por 2 a 0 contra o Montpellier e pulou para décimo, com 46,5 pontos.

Maior vencedor da história da Chuteira de Ouro, com quatro títulos, Cristiano Ronaldo continua longe da briga pelo prêmio. Sem marcar há mais de um mês no Espanhol, ele estacionou em 38 pontos e é só o 16º colocado no ranking.

O atual vencedor da Chuteira de Ouro é Luis Suárez, do Barcelona, que somou 80 pontos (40 gols) na última temporada. Nesta edição, o uruguaio tem 48 pontos e ocupa o sétimo lugar.

O “Blog do Rafael Reis” publica a cada terça-feira uma nova parcial do prêmio.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 62 pontos (31 gols)
2º – Bas Dost (HOL, Sporting) – 56 pontos (28 gols)
3º – Pierre-Emerick Aubameyang (GAB, Borussia Dortmund) – 54 pontos (27 gols)
4º – Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) – 52 pontos (26 gols)
5º – Edin Dzeko (BOS, Roma) – 50 pontos (25 gols)
6º – Andrea Belotti (ITA, Torino) – 50 pontos (25 gols)
7º – Luis Suárez (URU, Barcelona) – 48 pontos (24 gols)
8º – Mauro Icardi (ARG, Inter de Milão) – 48 pontos (24 gols)
9º – Romelu Lukaku (BEL, Everton) – 48 pontos (24 gols)
10º – Edinson Cavani (URU, Paris Saint-Germain) – 46,5 pontos (31 gols)


Mais de Cidadãos do Mundo

Quem é a modelo que acusa Cristiano Ronaldo de usar enchimento na cueca?
Por onde andam os jogadores do time dos “galácticos” do Real Madrid?
Árbitro que prejudicou Bayern foi o 1º a marcar pênalti com ajuda de vídeo
Piqué pertence à “nobreza” do Bayern, mas carrega símbolo do Real no nome


“Show” no Espanhol faz Messi retomar liderança isolada da Chuteira de Ouro
Comentários Comente

Rafael Reis

Graças à atuação de gala na vitória por 3 a 2 do Barcelona sobre a Real Sociedad, no sábado, Lionel Messi voltou à liderança isolada da Chuteira de Ouro.

O argentino, que marcou duas vezes e deu uma assistência para Paco Alcácer no fim de semana, chegou a 29 gols no Campeonato Espanhol e 58 pontos na ponta da tabela de classificação dos artilheiros das ligas nacionais da Europa nesta temporada.

Messi abriu dois pontos de vantagem para o holandês Bas Dost, que só marcou um no 3 a 0 aplicado pelo Sporting ante o Vitória de Setúbal, também no sábado. Na semana passada, eles dividiam a primeira colocação do prêmio.

Os outros integrantes do top 5 da Chuteira de Ouro continuam os mesmos: Robert Lewandowski (Bayern de Munique), Pierre-Emerick Aubameyang (Borussia Dortmund) e Edin Dzeko (Roma).

Messi já tem três Chuteiras de Ouro no currículo (2009/10, 2011/12 e 2012/13) e busca a quarta conquista para igualar o recorde de Cristiano Ronaldo.

CR7, aliás, continua longe da briga pelo prêmio nesta temporada. Poupado contra o Sporting Gijón, ele permanece com 19 gols no Espanhol. Ou seja, tem 38 pontos e caiu para a 15ª colocação do ranking.

O atual vencedor da Chuteira de Ouro é Luis Suárez, do Barcelona, que somou 80 pontos (40 gols) na última temporada. Nesta edição, o uruguaio tem 48 pontos e ocupa o sétimo lugar.

O “Blog do Rafael Reis” publica a cada terça-feira uma nova parcial do prêmio.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 58 pontos (29 gols)
2º – Bas Dost (HOL, Sporting) – 56 pontos (28 gols)
3º – Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) – 52 pontos (26 gols)
4º – Pierre-Emerick Aubameyang (GAB, Borussia Dortmund) – 52 pontos (26 gols)
5º – Edin Dzeko (BOS, Roma) – 50 pontos (25 gols)
6º – Andrea Belotti (ITA, Torino) – 50 pontos (25 gols)
7º – Luis Suárez (URU, Barcelona) – 48 pontos (24 gols)
8º – Romelu Lukaku (BEL, Everton) – 48 pontos (24 gols)
9º – Gonzalo Higuaín (ARG, Juventus) – 46 pontos (23 gols)
10º – Anthony Modeste (FRA, Colônia) – 46 pontos (23 gols)


Mais de Cidadãos do Mundo

Inimiga de Trump, Coreia do Norte já “fabricou” amistoso contra o Brasil
Por onde andam os jogadores do Arsenal campeão inglês invicto?
Hat-trick faz zebra holandesa alcançar Messi e dividir artilharia da Europa
Sensação da temporada, Monaco pode faturar até R$ 1,2 bilhão com revelações


Hat-trick faz zebra holandesa alcançar Messi e dividir artilharia da Europa
Comentários Comente

Rafael Reis

Bas Dost não joga em nenhum dos clubes mais temidos do mundo e só agora virou titular da seleção holandesa. Mesmo assim, o centroavante de 27 anos tornou-se a principal ameaça à liderança de Lionel Messi na Chuteira de Ouro.

O camisa 28 do Sporting anotou um hat-trick na goleada por 4 a 0 sobre o Boavista, no sábado, chegou a 27 gols no Campeonato Português e, com 54 pontos, passou a dividir com o astro do Barcelona a primeira colocação do prêmio concedido ao maior goleador das ligas nacionais da Europa nesta temporada.

Para alcançar o topo da tabela, Dost se beneficiou do fato de Messi ter passado em branco na derrota por 2 a 0 para o Málaga, também no último sábado.

Na briga particular com a zebra holandesa, o argentino tem uma importante vantagem. Enquanto o Barcelona ainda tem sete jogos pela frente nesta edição do Espanhol, o Sporting só jogará mais seis vezes no Português.

Messi já tem três Chuteiras de Ouro no currículo (2009/10, 2011/12 e 2012/13) e busca a quarta conquista para igualar o recorde de Cristiano Ronaldo.

CR7, aliás, continua longe da briga pelo prêmio nesta temporada. Com 19 gols no Espanhol e 38 pontos, aparece apenas na 14ª colocação do ranking.

O atual vencedor da Chuteira de Ouro é Luis Suárez, do Barcelona, que somou 80 pontos (40 gols) na última temporada. Nesta edição, o uruguaio tem 48 pontos e ocupa o sexto lugar.

O “Blog do Rafael Reis” publica a cada terça-feira uma nova parcial do prêmio.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 54 pontos (27 gols)
2º – Bas Dost (HOL, Sporting) – 54 pontos (27 gols)
3º – Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) – 52 pontos (26 gols)
4º – Pierre-Emerick Aubameyang (GAB, Borussia Dortmund) – 50 pontos (25 gols)
5º – Edin Dzeko (BOS, Roma) – 48 pontos (24 gols)
6º – Luis Suárez (URU, Barcelona) – 48 pontos (24 gols)
7º – Andrea Belotti (ITA, Torino) – 48 pontos (24 gols)
8º – Anthony Modeste (FRA, Colônia) – 46 pontos (23 gols)
9º – Romelu Lukaku (BEL, Everton) – 46 pontos (23 gols)
10º – Edinson Cavani (URU, Paris Saint-Germain) – 43,5 pontos (29 gols)


Mais de Cidadãos do Mundo

Ele é alemão, vale R$ 100 mi e tem jogador do Fla como ídolo de infância
Por onde andam os jogadores do Ajax que bateu o Grêmio no Mundial-1995?
Time com os mais caros do mundo vale R$ 2,4 bi e tem duelo CR7 x Neymar
Lewa e Aubameyang encostam em Messi e esquentam briga por Chuteira de Ouro


Time com os mais caros do mundo vale R$ 2,4 bi e tem duelo CR7 x Neymar
Comentários Comente

Rafael Reis

Quanto dinheiro seria necessário para um clube de futebol montar a seleção do mundo? De acordo com o “Transfermarkt”, site especializado no mercado da bola, 725 milhões de euros (cerca de R$ 2,4 bilhões).

É essa a soma dos valores de mercado estimados dos jogadores mais caros do planeta em cada posição.

A seleção do mundo-2017 é 2% mais cara do que a do ano passado. Em abril de 2016, os 11 atletas mais valiosos do planeta, posição por posição, valiam 710 milhões de euros (R$ 2,3 bilhões, na cotação atual).

A base da equipe continua a mesma: Neuer no gol, Carvajal na lateral direita, Alaba na esquerda, Pogba no meio-campo, Messi pela faixa direita do ataque e Suárez no posto de centroavante.

A principal mudança é que, ao contrário de 2016, a seleção do mundo deste ano tem presença de um jogador brasileiro.

Em alta no Barcelona e na seleção, Neymar tem agora valor estimado de 100 milhões de euros (R$ 332 milhões) e divide com o português Cristiano Ronaldo, atual melhor jogador do mundo, o posto de atacante pela esquerda mais caro da Terra.

Esse é apenas um dos quatro empates no time dos mais valiosos do planeta.

No miolo de zaga, quatro nomes dividem o posto de defensor mais valorizado: o italiano Bonucci (Juventus), o espanhol Sergio Ramos (Real Madrid), o uruguaio Godín (Atlético de Madri) e o alemão Boateng (Bayern). Cada um deles vale 40 milhões de euros (R$ 133 milhões).

A outra indefinição está no meio de campo. Sergio Busquets (Barcelona) e Toni Kroos (Real Madrid) têm preço estimado em 60 milhões de euros (R$ 199 milhões) e disputam um lugar ao lado de Pogba.

Segundo o “Transfermarkt”, o jogador mais valioso do planeta continua sendo Messi, que está avaliado em 120 milhões de euros (R$ 399 milhões). Cristiano Ronaldo e Neymar dividem a segunda colocação.

Espanha e Alemanha, as duas últimas campeãs mundiais, são os países mais representados na seleção dos mais caros. Cada uma delas emplacou três jogadores na lista.

Conheça a seleção dos mais caros do mundo (por posição)
G – Manuel Neuer (ALE, Bayern) – 45 milhões de euros
LD – Dani Carvajal (ESP, Real Madrid) – 30 milhões de euros
Z – Leonardo Bonucci (ITA, Juventus) ou Sergio Ramos (ESP, Real Madrid) – 40 milhões de euros
Z – Diego Godín (URU, Atlético de Madri) ou Jérôme Boateng (ALE, Bayern) – 40 milhões de euros
LE – David Alaba (AUT, Bayern) – 45 milhões de euros
V – Sergio Busquets (ESP, Barcelona) ou Toni Kroos (ALE, Real Madrid) – 60 milhões de euros
V – Paul Pogba (FRA, Manchester United) – 80 milhões de euros
MAD – Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 120 milhões de euros
MAC – Antoine Griezmann (FRA, Atlético de Madri) – 90 milhões de euros
MAE  – Neymar (BRA, Barcelona) ou Cristiano Ronaldo (POR, Real Madrid) – 100 milhões de euros
A – Luis Suárez (URU, Barcelona) – 90 milhões de euros


Mais de Cidadãos do Mundo

Lewa e Aubameyang encostam em Messi e esquentam briga por Chuteira de Ouro
Fama em dose dupla: 5 jogadores com mulheres que são estrelas
Por onde andam os jogadores do Manchester que impediu Mundial do Palmeiras?
Goleador das eliminatórias é homem de um time só e carrega legado familiar


Lewa e Aubameyang encostam em Messi e esquentam briga por Chuteira de Ouro
Comentários Comente

Rafael Reis

Artilheiros do Campeonato Alemão, os atacantes Robert Lewandowski (Bayern de Munique) e Pierre-Emerick Aubameyang (Borussia Dortmund) balançaram as redes no fim de semana e encostaram na liderança da Chuteira de Ouro, prêmio concedido ao goleador máximo das ligas nacionais da Europa nesta temporada.

O polonês marcou três vezes na goleada por 6 a 0 aplicada pelo Bayern sobre o Augsburg, enquanto o gabonês fez o gol de empate do Dortmund no 1 a 1 no clássico ante o Schalke 04.

Com os gols do fim de semana, Lewandowski e Aubameyang se igualaram ao holandês Bas Dost, do Sporting. O trio soma 48 pontos (24 gols) e está a apenas um gol de Lionel Messi, o líder da Chuteira de Ouro.

O argentino do Barcelona cumpriu suspensão no domingo e não participou do 4 a 1 sobre o Granada. Com isso, viu a aproximação dos seus adversários pela primeira colocação do ranking de goleadores do Velho Continente.

Messi já tem três Chuteiras de Ouro no currículo (2009/10, 2011/12 e 2012/23) e busca a quarta conquista para igualar o recorde de Cristiano Ronaldo.

CR7, aliás, continua longe da briga pelo prêmio nesta temporada. Com 19 gols no Espanhol e 38 pontos, aparece apenas na 13ª colocação do ranking.

O atual vencedor da Chuteira de Ouro é Luis Suárez, do Barcelona, que somou 80 pontos (40 gols) na última temporada. Nesta edição, o uruguaio tem 44 pontos e ocupa o sétimo lugar.

O “Blog do Rafael Reis” publica a cada terça-feira uma nova parcial do prêmio.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 50 pontos (25 gols)
2º – Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) – 48 pontos (24 gols)
3º – Bas Dost (HOL, Sporting) – 48 pontos (24 gols)
4º – Pierre-Emerick Aubameyang (GAB, Borussia Dortmund) – 48 pontos (24 gols)
5º – Edin Dzeko (BOS, Roma) – 46 pontos (23 gols)
6º – Andrea Belotti (ITA, Torino) – 44 pontos (23 gols)
7º – Luis Suárez (URU, Barcelona) – 44 pontos (22 gols)
8º – Anthony Modeste (FRA, Colônia) – 44 pontos (22 gols)
9º – Romelu Lukaku (BEL, Everton) – 42 pontos (21 gols)
10º – Edinson Cavani (URU, Paris Saint-Germain) – 40,5 pontos (27 gols)


Mais de Cidadãos do Mundo

Fama em dose dupla: 5 jogadores com mulheres que são estrelas
Por onde andam os jogadores do Manchester que impediu Mundial do Palmeiras?
Goleador das eliminatórias é homem de um time só e carrega legado familiar
Perdoado no doping, ele trocou as drogas pela seleção inglesa em 2 anos


Saiba o que o Brasil precisa fazer para virar líder do ranking da Fifa
Comentários Comente

Rafael Reis

Com sete vitórias em sete jogos desde a demissão de Dunga e a contratação de Tite, no meio do ano passado, a seleção está a um passo de retornar à liderança do ranking da Fifa depois de quase sete anos de ausência.

Atual número dois da lista, com 1.534 pontos, o Brasil enfrenta o Uruguai, nesta quinta-feira, em Montevidéu, e o Paraguai, na próxima terça, na Arena Corinthians, pelas eliminatórias da Copa do Mundo-2018.

E há uma série de combinações de resultados que pode fazer com que ele apareça à frente da Argentina, atual líder, com 1.644 pontos, na próxima edição do ranking, que será divulgada em 6 de abril.

Seleção que mais ocupou a liderança da lista da Fifa na história, o Brasil está fora da primeira colocação desde julho de 2010. Nos últimos anos, acumulou resultados negativos que chegaram a colocá-lo no 22º lugar, sua pior posição em todos os tempos.

Conheça abaixo os diferentes cenários desta Data Fifa que podem colocar a equipe pentacampeã mundial no topo do ranking mundial:

SE VENCER URUGUAI E PARAGUAI: Será a seleção número um do mundo, não importa o que aconteça com a Argentina. De acordo com a ferramenta de simulação de resultados, existente do próprio site da Fifa, o Brasil chegará a 1.661 pontos caso vença seus dois próximos compromissos. Mesmo que derrote Chile (22 de março) e Bolívia (27 de março), os argentinos não passarão de 1.655 pontos.

SE VENCER O URUGUAI E EMPATAR COM O PARAGUAI: Chegará a 1.601 pontos e ultrapassará a Argentina caso a equipe de Messi não consiga vencer o Chile. Nesse caso, a seleção dirigida por Edgardo Bauza alcançaria no máximo 1.589 pontos. Mas, se os argentinos baterem os chilenos, então nada feito para o Brasil.

SE VENCER O PARAGUAI E EMPATAR COM O URUGUAI: Alcançará 1.587 pontos e tomará a ponta da Argentina caso ela perca para o Chile ou não vença nenhum dos seus dois compromissos de março. Nesse cenário, a Argentina iria no máximo a 1.557 pontos (vitória sobre a Bolívia e derrota ante os chilenos).

SE VENCER O URUGUAI E PERDER PARA O PARAGUAI: Irá a 1.570 pontos e deixará a Argentina para trás caso ela perca para o Chile ou não vença nenhum dos seus dois compromissos de março. Nesse cenário, a Argentina iria no máximo a 1.557 pontos (vitória sobre a Bolívia e derrota ante os chilenos).

SE VENCER O PARAGUAI E PERDER PARA O URUGUAI: Ficará com 1.551 pontos e terá de torcer demais contra a Argentina para alcançar o primeiro posto. O Brasil só será líder caso a seleção bicampeã mundial (1978 e 1986) some no máximo um ponto nos jogos de março. Nesse cenário, os argentinos não passariam de 1.538 pontos.

SE EMPATAR COM URUGUAI E PARAGUAI: Aparecerá com 1.527 pontos no próximo ranking e só estará à frente da Argentina se ela perder para o Chile e não conseguir mais do que um empate contra a Bolívia. Com essa combinação de resultados, a seleção de Messi terá no máximo 1.522 pontos na lista de abril.

Caso consiga apenas um ponto na soma dos confrontos com Uruguai e Paraguai, o Brasil não terá como assumir a primeira colocação do ranking nesta Data Fifa. Se for derrotado pelos dois, poderá ainda perder a vice-liderança do ranking para o Chile, atualmente quarto colocado.


Mais de Seleções:

– Eliminatórias têm ingressos a R$ 4; Brasil é o mais caro da Conmebol
China tem técnico mais caro que Guardiola, mas patina nas eliminatórias
Para 10 ex-participantes de Copa do Mundo, Rússia-2018 já acabou