Blog do Rafael Reis

Arquivo : neymar

“Estrelas e estrelos”: 7 casais de celebridades da Copa do Mundo
Comentários Comente

Rafael Reis

A Copa do Mundo-2018 é um palco para estrelas. A maior parte delas, como Messi, Cristiano Ronaldo, Neymar e Mohamed Salah, a gente costuma ver dentro de campo nos gramados da Rússia.

Mas também há celebridades que ficam bem distante da área de jogo. Elas estão espalhadas pelas arquibancadas. São ex-jogadores, narradores, fãs de futebol ou simplesmente gente conhecida que foi ao estádio para torcer pelo amor de sua vida.

Afinal, muitos jogadores de futebol de primeiro escalão são casados ou namoram com personalidades tão ou até mais conhecidas do que eles próprios.

Apresentamos abaixo sete casais de celebridades que fazem parte da Copa-2018.

NEYMAR E BRUNA MARQUEZINE

Entre várias idas e vindas, o camisa 10 da seleção brasileira e a atriz antagonista da novela “Deus Salve o Rei” estão juntos desde 2012. Os dois começaram a namorar após os Jogos Olímpicos de Londres, mas só assumiram o relacionamento no ano seguinte. Depois de alguns términos e reaproximações, eles reataram em dezembro. Recentemente, protagonizaram um ensaio publicitário sensual para uma loja de departamentos.

GERARD PIQUÉ E SHAKIRA

O zagueiro da seleção espanhola e a cantora colombiana formam um dos casais mais conhecidos do futebol. Eles se conheceram na gravação do clipe de “Waka Waka”, música de Shakira escolhida como tema da Copa do Mundo-2010 e estão juntos desde então. O relacionamento deu origem a dois filhos: Milan, de 5 anos, e Sasha, de 3.

KEVIN TRAPP E IZABEL GOULART

O goleiro reserva do Paris Saint-Germain também deve assistir do banco aos jogos da Alemanha na Copa do Mundo, mas tem uma das namoradas mais conhecidas da competição. Trapp namora há dois anos a modelo brasileira Izabel Goulart, que integrou durante mais de uma década o seleto grupo de “angels” da Victoria Secret, e até aprendeu português para melhorar o relacionamento com ela.

SERGIO RAMOS E PILAR RUBIO

Não é por causa do casamento de seis anos com o capitão do Real Madrid e uma das estrelas da seleção espanhola que Pilar Rubio tem mais de 2 milhões de seguidores no Instagram. A atriz tem uma carreira consolidada na TV espanhola e já apresentou programas em cinco emissoras diferentes. Atualmente, participa do elenco do talk show “El Hormiguero” e apresenta um reality show de luta.

DAVID DE GEA E EDURNE GARCÍA

Os jogadores da seleção espanhola são bem chegados em uma celebridade. No caso do goleiro De Gea, a escolhida é a cantora Edurne García, sua namorada desde 2010. Apesar de pouco conhecida fora da Espanha, ela já lançou seis álbuns e é muito famosa em sua terra natal. Não à toa, é uma das juradas da versão espanhola do reality show “Got Talent”, que foi produzido no Brasil pela Record.

ROBERT LEWANDOWSKI E ANNA LEWANDOWSKA

O centroavante e principal jogador da seleção polonesa sonha conquistar na Rússia-2018 um feito que, de certa forma, é corriqueiro para sua esposa. Anna Lewandowska, que é casada com o camisa 9 há cinco anos, já conquistou três medalhas em Campeonatos Mundiais de caratê. Também foi medalhista em dois Europeus da modalidade e subiu ao pódio 29 vezes em competições nacionais.

RADAMEL FALCAO GARCÍA E LORELEI TARÓN

O capitão e centroavante da seleção colombiana é casado há 11 anos com a cantora e compositora argentina Lorelei Tarón. Especializada em música gospel, ela lançou em 2017 seu álbum mais recente “No Me Rendiré”, com 12 canções. A mais famosa delas, justamente a que dá nome ao disco, já tem mais de 2 milhões de visualizações no YouTube.


Mais de Cidadãos do Mundo

De Pelé a Marcelo (contra): quem marcou o 1º gol de cada Copa do Mundo?
Futuro do Futebol: 7 garotos que merecem sua atenção na Copa-2018
Copa em família: Conheça os parentes que vão jogar o Mundial da Rússia
Coisa de brasileiro? 7 jogadores da Copa que são conhecidos pelo apelido


7 jogadores da Copa-2018 que já tiveram problemas com a Justiça
Comentários Comente

Rafael Reis

Jogadores de futebol, especialmente os de primeiro escalão que estarão em campo a partir desta quinta-feira (14) na Copa do Mundo-2018, são ídolos endeusados por crianças, adolescentes e adultos.

Mas, por mais talento que eles demonstrem com a bola nos pés, também são pessoas normais, que acertam e erram no dia a dia de suas vidas pessoais. E esses erros muitas vezes os levam a responder processos judiciais.

Apresentamos abaixo sete jogadores de futebol inscritos no Mundial da Rússia que já tiveram problemas judiciais. E, sim, a dupla que vem protagonizando o futebol na última década faz parte desta lista.

LIONEL MESSI
Meia-atacante
30 anos
Barcelona (ESP)
Argentina

O melhor jogador do mundo em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015 chegou a ser condenado a 21 meses de prisão no ano passado por ter sonegado 4,1 milhões de euros (R$ 18,2 milhões) em impostos ao Fisco espanhol entre 2007 e 2009. A pena do craque da seleção argentina e do Barcelona foi posteriormente reduzida para uma multa superior a 500 mil euros (R$ 2,2 milhões).

CRISTIANO RONALDO
Atacante
33 anos
Real Madrid (POR)
Portugal

Também eleito cinco vezes o melhor do planeta (2008, 2013, 2014, 2016 e 2017), o astro português também tem problemas com a Justiça espanhola em virtude de fraudes fiscais. Cristiano Ronaldo é acusado de ter deixado de pagar 14,7 milhões de euros (R$ 55,6 milhões) em impostos e chegou a ter a prisão pedida por uma das chefes da Receita espanhola. O caso de CR7, no entanto, ainda não foi julgado.

NEYMAR
Atacante
26 anos
Paris Saint-Germain (FRA)
Brasil

O camisa 10 da seleção de Tite na Copa da Rússia-2018 enfrentou processos judiciais por questões fiscais no Brasil e também na Espanha. Por aqui, o craque é acusado de ter usado empresas que possui em sociedade com o pai para deixar de pagar R$ 63,6 milhões em impostos entre 2012 e 2014. Já na Europa, chegou a ter a prisão solicitada pela promotoria espanhola por supostas fraudes na transferência do Santos para o Barcelona. Ambos os casos ainda não foram julgados.

JAVIER MASCHERANO
Zagueiro-volante
34 anos
Hebei Fortune (CHN)
Argentina

O que não falta são jogadores com problemas judiciais por sonegação de impostos, principalmente na Espanha. Em 2015, quando ainda atuava no Barcelona, Mascherano admitiu ter cometido fraude fiscal no valor de 1,5 milhão de euros (R$ 6,7 milhões) entre 2011 e 2012. Condenado a um ano de prisão, pagou multa de 816 mil euros (R$ 3,6 milhões) e escapou da cadeia.

RAHEEM STERLING
Atacante
23 anos
Manchester City (ING)
Inglaterra

A sonegação de impostos é o mais frequente, mas não o único motivo que lega jogadores de futebol a terem problemas judiciais. Um dos principais nomes da seleção inglesa, Raheem Sterling foi acusado duas vezes de agressão a mulheres com quem estava se relacionando. Em ambos os casos, o atacante acabou absolvido.

FABIAN DELPH
Meia
28 anos
Manchester City (ING)
Inglaterra

O problema no meio-campista do English Team foi misturar álcool com direção. Em 2008, quando ainda estava no início da carreira e defendia o Leeds United, ele foi preso por conduzir um veículo com mais quatro pessoas sob efeito de bebida. Delph foi julgado, considerado culpado e condenado a pagar uma multa de 1.400 libras (R$ 7.100).

MANUEL DA COSTA
Zagueiro
32 anos
Basaksehir (TUR)
Marrocos

O zagueiro nascido na França, que defendeu as seleções de base de Portugal e hoje faz parte do elenco de Marrocos, tem um histórico cheio de problemas disciplinares. Em 2011, ele foi indiciado por assédio sexual e agressão contra uma garota em uma boate na Inglaterra. Da primeira acusação, ele escapou. Mas, na segunda, acabou condenado. Da Costa também já foi preso por dirigir sob efeito de álcool.


Mais de Cidadãos do Mundo

Coisa de brasileiro? 7 jogadores da Copa que são conhecidos pelo apelido
Polêmica sobre masturbação encerrou casamento de rival de estreia do Brasil
Comparado a Maradona em 94, saudita ficou preso e foi açoitado em público
Sem contrato: 7 jogadores que vão ficar desempregados durante a Copa


Sem CR7 e com Neymar? Como será o Real Madrid da próxima temporada?
Comentários Comente

Rafael Reis

Campeão europeu pela 13ª vez na história e vencedor de quatro das cinco edições mais recentes da Champions, o Real Madrid pode passar por uma verdadeira revolução na próxima temporada.

O clube, que sonha com a contratação de Neymar e também pretende buscar reforços para a meta e para a defesa, corre risco de ficar sem Cristiano Ronaldo depois da Copa do Mundo-2018.

A revelação foi feita em tom misterioso pelo próprio jogador depois da vitória por 3 a 1 sobre o Liverpool, no sábado, que deu ao Real mais um título do torneio interclubes mais importante do planeta.

“Foi muito bonito jogar no Real Madrid. Nos próximos dias, darei uma resposta aos torcedores, que sempre estiveram ao meu lado. Por enquanto, é hora de desfrutar”, disse o português à “Bein Sports”.

Caso o veterano de 33 anos realmente deixe o Santiago Bernabéu, o Real já sabe quem deseja contratar para liderar sua equipe a partir de agosto.

Neymar é sonho antigo da equipe da capital espanhola. E vem convivendo nos últimos meses com vários rumores que sua passagem pelo Paris Saint-Germain pode ser encurtada por uma transferência para Madri.

Até mesmo o ex-atacante Ronaldo, que é embaixador do Real, foi escalado para ajudar na tentativa de tirar o camisa 10 da seleção brasileira da capital francesa para levá-lo de volta à Espanha.

O maior empecilho ao negócio é o fato de o atual contrato de Neymar não prever multa rescisória. Ou seja, se quiser contratar o atacante, o atual tricampeão europeu terá de convencer o PSG a vendê-lo.

Mas o maior craque brasileiro da atualidade não é o único representante do futebol pentacampeão mundial que está na lista de compras do Real para a próxima temporada.

A diretoria do time dirigido pelo técnico francês Zinédine Zidane não está satisfeita com o goleiro costarriquenho Keylor Navas e pretende aproveitar a janela de transferências para encontrar um novo camisa 1.

O favorito para a vaga seria Alisson, titular da Roma e também da seleção de Tite. De acordo com o jornal italiano “Corriere dello Sport”, o clube italiano planeja fazer jogo duro e só aceitará se desfazer do brasileiro se receber uma proposta na casa dos 100 milhões de euros (R$ 426 milhões).

Outro nome da Roma que pode aparecer no Real é o zagueiro grego Kostas Manolas. Segundo o jornal “Marca”, o defensor foi oferecido aos espanhóis, que contam atualmente com Sergio Ramos, Raphaël Varane, Nacho e Jesús Vallejo para o setor.

O clube também tem o direito de pedir já no meio deste ano a integração do meia-atacante brasileiro Vinícius Júnior. O garoto foi contratado no Flamengo ainda em 2017 e vai continuar atuando no Brasil enquanto o Real não quiser levá-lo à Espanha.

POSSÍVEIS SAÍDAS

Cristiano Ronaldo não é o único nome importante do Real cotado para deixar o clube na próxima temporada. Karim Benzema e Gareth Bale, seus companheiros de ataque nos últimos anos, também vivem essa situação.

O francês, autor do primeiro gol da decisão contra o Liverpool, vem sendo especulado em vários clubes ingleses, como Manchester United, Tottenham e West Ham. Já Bale, que marcou os outros dois gols contra os Reds, vem sendo “namorado” pelo Chelsea.

Outro nome também bastante cotado para deixar Madri é o croata Mateo Kovacic, uma espécie de primeiro reserva de Casemiro, Luka Modric e Toni Kroos. De acordo com o “Marca”, Juventus e Inter de Milão têm interesse em contratá-lo.


Mais de Clubes

– Final “mais louca” do século deu último título de Champions ao Liverpool
– Brasil pode ter a pior campanha da década na fase de grupos da Libertadores
– “Cinderela da Bola”, rival do PSG em final tem teto salarial de 3 mil euros
– Vale nada? 5 motivos para acompanhar Barcelona x Real Madrid


Mesmo com lesão, Neymar foi o brasileiro que mais criou gols na temporada
Comentários Comente

Rafael Reis

Neymar perdeu os últimos dois meses e meio da temporada em virtude de uma fratura no pé direito. Mesmo assim, foi o jogador brasileiro que mais criou gols no futebol europeu em 2017/18.

Em primeiro ano atuando na França, o camisa 10 da seleção de Tite teve participação direta em 47 gols marcados pelo Paris Saint-Germain. Foram 28 bolas empurradas para as redes por ele próprio e mais 19 passes para seus companheiros marcarem.

Como Neymar atuou em apenas 30 partidas ao longo da temporada, isso significa que ele produziu uma média incrível de 1,57 gol por partida que disputou.

O brasileiro foi o segundo principal artilheiro do PSG ao longo dos últimos nove meses (perdeu apenas para o uruguaio Edinson Cavani, autor de 40 anos) e o jogador do time francês que mais deu assistências.

Ele participou ativamente de 27,5% de todos os 171 gols anotados pela equipe de Paris ao longo da temporada.

Nenhum brasileiro que atua na primeira divisão de alguma das dez dez principais ligas da Europa (Espanha, Inglaterra, Itália, Alemanha, França, Rússia, Portugal, Ucrânia, Bélgica e Turquia, segundo os coeficientes da Uefa) criou tantos gols quanto Neymar.

Quem mais se aproxima dele é Roberto Firmino. O camisa 9 do Liverpool, adversário do Real Madrid na final da Liga dos Campeões da Europa, neste sábado, em Kiev (Ucrânia), produziu 44 gols, três a menos que Neymar –27 marcados por ele mesmo e 17 criações para outros jogadores completarem.

O artilheiro brasileiro da temporada e goleador do Campeonato Português completa o pódio. Além dos 37 gols marcados pelo Benfica, Jonas também distribuiu seis assistências. No total, criou 43 gols.

Philippe Coutinho, que trocou o Liverpool pelo Barcelona na janela de transferências de janeiro, foi o quarto e último brasileiro que rompeu a casa dos 30 gols criados na temporada. O meia marcou 22 vezes e deu 14 passes para companheiros marcarem.

Dos 11 brasileiros mais bem posicionados nesse ranking, dez atuam em posições ofensivas, como meias ou atacantes. O único defensor na lista é o lateral esquerdo Alex Telles, do Porto. Sétimo colocado, o ex-Grêmio produziu 24 gols: foram quatro bolas nas redes e 20 passes (ou cruzamentos) que originaram gols.

BRASILEIROS COM MAIS GOLS CRIADOS NA TEMPORADA:

1º – Neymar (Paris Saint-Germain) – 47 (28 gols + 19 assistências)
2º – Roberto Firmino (Liverpool) – 44 (27+17)
3º – Jonas (Benfica) – 43 (37+6)
4º – Philippe Coutinho (Liverpool/Barcelona) – 36 (22+14)
5º – Anderson Talisca (Besiktas) – 28 (20+8)
6º – Willian (Chelsea) – 25 (13+12)
7º – Alex Telles (Porto) – 24 (4+20)
Raphinha (Vitória de Guimarães) – 24 (18+6)
Willian José (Real Sociedad) – 24 (20+4)
10º – Fabrício (Portimonense) – 23 (16+7)
Luiz Adriano (Spartak Moscou) – 23 (15+8)


Mais de Balanço da Temporada

Ex-Grêmio supera Neymar e é o “garçom” brasileiro da temporada europeia
Ignorado por Tite, Jonas é o goleador brasileiro da temporada; veja top 10
Dortmund é campeão de público da Europa; Barça despenca sem Neymar
Dupla do Real está entre os mais indisciplinados da temporada; veja top 10
Nenhum jogador produziu mais gols que Messi na temporada; veja top 10
Finalista da Liga Europa é maior “garçom” da temporada; veja o top 10
Salah bem que tentou, mas Chuteira de Ouro irá pela 5ª vez para Messi


Ex-Grêmio supera Neymar e é o “garçom” brasileiro da temporada europeia
Comentários Comente

Rafael Reis

Pela primeira vez nos últimos três anos, Neymar não foi o jogador brasileiro que mais distribuiu assistências no futebol europeu.

Prejudicado pela lesão no pé esquerdo que o tirou de ação durante os últimos dois meses e meio de sua temporada de estreia no Paris Saint-Germain, o craque perdeu o posto de maior “garçom” brasileiro do Velho Continente para Alex Telles.

Campeão português pelo Porto, o lateral esquerdo que se destacou no Grêmio e também teve passagens por Galatasaray e Inter de Milão deu 20 passes para seus companheiros marcarem em 2017/18.

Nenhum outro representante do futebol pentacampeão mundial que atua em alguma das dez principais ligas do Velho Continente (Espanha, Inglaterra, Itália, Alemanha, França, Rússia, Portugal, Ucrânia, Bélgica e Turquia, segundo os coeficientes da Uefa) deu tantas assistências no período.

Apesar de ser lateral, Alex Telles foi o jogador que mais deu passes para gol no Campeonato Português (14) e um dos principais nomes do Porto que encerrou a hegemonia de quatro anos do Benfica no futebol local.

O sucesso do brasileiro o colocou na alça de mira de clubes importantes de toda a Europa. Segundo o jornal português “A Bola”, times de Espanha, Alemanha, Itália e Inglaterra já manifestaram interesse em contratá-lo.

Ao longo da temporada, Telles deu uma assistência a mais que Neymar, que havia liderado esse ranking dos dois últimos anos.

Quem completa é o pódio das assistências é Roberto Firmino, do Liverpool. O finalista da Liga dos Campeões da Europa já deu 17 passes para gol na temporada e ainda pode aumentar a conta contra o Real Madrid, no domingo.

O top 10 dos maiores garçons brasileiros no Velho Continente é formado basicamente por rostos bastante conhecidos.

As principais exceções são o lateral esquerdo Ismaily, do Shakhtar Donetsk, que foi convocado por Tite para os amistosos da seleção brasileira em março, e o meia Fernando Canesin, que defende o Oostende, da Bélgica.

Ismaily é o sétimo colocado da lista, com 11 passes para gol. Já Canesin deu uma assistência a menos e divide o oitavo lugar com Daniel Alves (PSG) e Felipe Anderson (Lazio).

GARÇONS BRASILEIROS NA EUROPA

1º – Alex Telles (Porto) – 20 assistências
2º – Neymar (Paris Saint-Germain) – 19
3º – Roberto Firmino (Liverpool) – 17
4º – Douglas Costa (Juventus) – 14
Philippe Coutinho (Liverpool/Barcelona) – 14
6º – Willian (Chelsea) – 12
7º – Ismaily (Shakhtar Donetsk) – 11
8º – Daniel Alves (Paris Saint-Germain) – 10
Felipe Anderson (Lazio) – 10
Fernando Canesin (Oostende) – 10


Mais de Balanço da Temporada

Ignorado por Tite, Jonas é o goleador brasileiro da temporada; veja top 10
Dortmund é campeão de público da Europa; Barça despenca sem Neymar
Dupla do Real está entre os mais indisciplinados da temporada; veja top 10
Nenhum jogador produziu mais gols que Messi na temporada; veja top 10
Finalista da Liga Europa é maior “garçom” da temporada; veja o top 10
Salah bem que tentou, mas Chuteira de Ouro irá pela 5ª vez para Messi


Ignorado por Tite, Jonas é o goleador brasileiro da temporada; veja top 10
Comentários Comente

Rafael Reis

O artilheiro brasileiro na temporada 2017/18 do futebol europeu não veste a camisa da seleção há praticamente dois anos e foi ignorado por Tite na convocação para a Copa do Mundo-2018.

Aos 34 anos, Jonas, do Benfica (POR), fez mais gols nos últimos nove meses do que qualquer outro representante do futebol pentacampeão mundial que atua em alguma das dez principais ligas do Velho Continente (Espanha, Inglaterra, Itália, Alemanha, França, Rússia, Portugal, Ucrânia, Bélgica e Turquia, segundo os coeficientes da Uefa).

E isso inclui todos os homens de frente escalados para tentar dar o hexacampeonato mundial à seleção na Rússia: Neymar, Douglas Costa, Roberto Firmino, Gabriel Jesus e Taison.

Na soma de todas as competições que disputou ao longo da temporada, Jonas marcou 37 vezes em 41 partidas. Só no Campeonato Português, competição da qual se sagrou artilheiro, foram 34 bolas na rede.

Se a liga que disputa não tivesse um coeficiente de pontos menor (1,5, contra 2 de Espanhol, Italiano, Inglês, Alemão e Francês), o brasileiro teria empatado com o argentino Lionel Messi, do Barcelona, na primeira colocação da Chuteira de Ouro, prêmio concedido anualmente ao maior artilheiro dos Nacionais da Europa.

Apesar do bom momento, o ex-jogador de Santos e Grêmio jamais foi convocado por Tite. Sua última aparição na seleção foi a Copa América Centenário de 2016, que marcou a despedida do técnico Dunga e a troca do comando no Brasil.

Mesmo tendo perdido os dois meses e meio da temporada devido a uma contusão no pé, Neymar foi o brasileiro quem mais se aproximou da marca de Jonas em 2017/18.

O reforço mais caro da história do futebol mundial marcou 28 vezes em seu primeiro ano pelo Paris Saint-Germain, um a mais que Roberto Firmino, do Liverpool, que ainda pode ultrapassá-lo caso balance as redes na final da Liga dos Campeões, contra o Real Madrid, neste sábado.

Além de Neymar e Firmino, outros dois convocados para a Copa aparecem no top 10 da artilharia nacional na temporada. Philippe Coutinho, que começou 2017/18 no Liverpool e depois migrou para o Barcelona, é o quarto colocado, com 22 gols, e Gabriel Jesus, do City, o oitavo, com 18.

Apenas dois nomes da lista jamais foram lembrados pela seleção: o meia-atacante Raphinha, ex-Avaí, que marcou 18 gols pelo Vitória de Guimarães, e Fabrício, centroavante com passagem pelo Botafogo e que defende o Portimonense, autor de 16 tentos na temporada.

ARTILHEIROS BRASILEIROS NA EUROPA:

1º – Jonas (Benfica) – 37 gols
2º – Neymar (Paris Saint-Germain) – 28
3º – Roberto Firmino (Liverpool) – 27
4º – Philippe Coutinho (Liverpool/Barcelona) – 22
5º – Anderson Talisca (Besiktas) – 20
Willian José (Real Sociedad) – 20
7º – Raphinha (Vitória de Guimarães) – 18
8º – Gabriel Jesus (Manchester City) – 17
9º – Fabrício (Portimonense) – 16
10º – Giuliano (Fenerbahce) – 15
Luiz Adriano (Spartak Moscou) – 15
Vágner Love (Alanyaspor/Besiktas) – 15


Mais de Balanço da Temporada

Dupla do Real está entre os mais indisciplinados da temporada; veja top 10
Nenhum jogador produziu mais gols que Messi na temporada; veja top 10
Finalista da Liga Europa é maior “garçom” da temporada; veja o top 10
Salah bem que tentou, mas Chuteira de Ouro irá pela 5ª vez para Messi
Dortmund é campeão de público da Europa; Barça despenca sem Neymar


Nenhum jogador produziu mais gols que Messi na temporada; veja top 10
Comentários Comente

Rafael Reis

Lionel Messi não foi apenas campeão espanhol e vencedor da Chuteira de Ouro nesta temporada. Em 2017/18, o craque do Barcelona também foi o maior produtor de gols do futebol europeu.

O camisa 10 argentino participou ativamente de 63 jogadas que se transformaram em bolas na rede ao longo de 53 partidas pelo clube catalão nos últimos nove meses.

O próprio Messi marcou 45 vezes, mais do que qualquer outro jogador inscrito em uma das seis maiores ligas nacionais do Velho Continente (Espanha, Inglaterra, Itália, Alemanha, França e Portugal). Além disso, distribuiu 18 assistências.

Isso significa que o craque eleito cinco vezes o melhor do planeta (2009, 2010, 2011, 2012 e 2015) foi responsável direto por 45% de todos os 140 gols anotados pelo Barcelona ao longo da temporada.

O retrospecto de Messi em 2017/18 ainda pode melhorar mais um pouquinho, já que o argentino tem mais um compromisso pela frente, contra a Real Sociedad, domingo, pela última rodada do Espanhol.

Assim como na Chuteira de Ouro, prêmio concedido ao maior goleador das ligas nacionais da Europa em uma temporada, o grande adversário do astro do Barça na disputa pelo posto de maior produtor de gols da atualidade foi Mohamed Salah.

Vivendo a melhor fase de sua carreira, o egípcio teve participação direta em 60 gols marcados pelo Liverpool: 44 anotados por ele próprio e 16 que nasceram dos seus passes para companheiros.

Assim como Messi, Salah também só irá a campo mais uma vez antes de ser liberado para defender sua seleção na Copa do Mundo. No dia 26, ele será uma das estrelas da final da Liga dos Campeões, entre os Reds e o Real Madrid.

Na prática, uma atuação de gala do egípcio na decisão da Champions pode até fazer com que ele assuma a dianteira do ranking de gols criados na temporada.

O top 10 do ranking conta com a presença de apenas um brasileiro. Apesar de estar fora de ação desde fevereiro em virtude de uma lesão no pé, Neymar ocupa a sétima colocação nessa classificação, com 47 gols criados (28 marcados por ele mesmo e 19 oriundos de suas assistências no PSG).

MAIS GOLS CRIADOS NA TEMPORADA:

1º – Lionel Messi (ARG/Barcelona) – 63 (45 gols + 18 assistências)
2º – Mohamed Salah (EGI/Liverpool) – 60 (44+16)
3º – Ciro Immobile (ITA/Lazio) – 52 (41+11)
Edinson Cavani (URU/Paris Saint-Germain) – 52 (40+12)
5º – Cristiano Ronaldo (POR/Real Madrid) – 51 (43+8)
6º – Luis Suárez (URU/Barcelona) – 48 (31+17)
7º – Neymar (BRA/Paris Saint-Germain) – 47 (28+19)
8º – Harry Kane (ING/Tottenham) – 46 (41+5)
9º – Robert Lewandowski (POL/Bayern de Munique) – 45 (40+5)
10º – Florian Thauvin (FRA/Olympique de Marselha) – 44 (26+18)


Mais de Balanço da Temporada

Finalista da Liga Europa é maior “garçom” da temporada; veja o top 10
Salah bem que tentou, mas Chuteira de Ouro irá pela 5ª vez para Messi
Dortmund é campeão de público da Europa; Barça despenca sem Neymar


“Cinderela da Bola”, rival do PSG em final tem teto salarial de 3 mil euros
Comentários Comente

Rafael Reis

Durante as cerca de duas horas em que ficará sentado nas tribunas do Stade de France para assistir à decisão da Copa da França, nesta terça-feira, Neymar irá receber do Paris Saint-Germain algo em torno de 8.500 euros (R$ 35,8 mil).

O valor é equivalente a quase três meses de salário dos jogadores mais bem remunerados do Les Herbiers, o adversário do PSG na decisão mais desigual da temporada 2017/18 no futebol europeu.

O time da terceira divisão, que nunca havia ido além das oitavas de final da Copa da França, é um nanico até mesmo para os padrões dos escalões inferiores do futebol local.

Seu orçamento anual é 2 milhões de euros (R$ 8,4 milhões), apenas 25% da grana de que dispõe o Laval, sétimo colocado na terceirona francesa.

Já os ganhos anuais do PSG estão na casa de 540 milhões de euros (quase R$ 2,3 bilhões), ou seja, 270 vezes mais do que os do Les Herbiers.

A diferença financeira fica explícita quando se compara a folha salarial dos dois clubes.

Enquanto o campeão nacional desta temporada e favorito ao título desta terça tem elenco com média salarial mensal de 750 mil euros (R$ 3,1 milhões) e um jogador que ganha mais de 3 milhões de euros (R$ 12,6 milhões) a cada 30 dias, Neymar, o azarão da Copa da França não paga mais de 3 mil euros (R$ 12,6 mil) de salário a nenhum dos seus atletas.

Mesmo assim, conseguiu o milagre de chegar à final do torneio mata-mata mais importante da terra de Michel Platini e Zinédine Zidane.

E foi um milagre com grande pitada de sorte. O clube deu sorte nos sorteios e não precisou enfrentar nenhum time de primeira divisão até a final. Seus adversários mais conhecidos foram duas equipes da Ligue 2, o Auxerre, derrotado por 3 a 0 nas oitavas de final, e o Lens, batido nos pênaltis nas quartas.

O elenco do Les Herbiers, é óbvio, não conta com nenhum jogador conhecido. Os atletas que passam mais perto desse status são o centroavante Adrian Dabasse (ex-Bordeaux) e o meia Joachim Eickmayer, que começou a carreira no Sochaux.

“Se eles chegaram à final é porque mereceram. Havia equipes mais conhecidas na competição, mas elas não estão na decisão. Então, parabéns ao clube por viver um momento histórico. Disputar um título no Stade de France cheio é algo único na vida”, disse o técnico do PSG, Unai Emery, ao tomar conhecimento do seu adversário na decisão.

Além da chance histórica de se mostrar para a França e completar com final feliz seu conto de fadas, o Les Herbiers sonha com a classificação para a Liga Europa e com os 2,4 milhões de euros (R$ 10,1 milhões) que conquistará em caso de título – dinheiro suficiente para sustentar o clube por mais de um ano.

“Vamos celebrar este belo final de temporada, aconteça o que acontecer”, resumiu à agência de notícias France Presse o presidente do pequeno time do oeste da França, Michel Landreau.


Mais de Clubes

– Vale nada? 5 motivos para acompanhar Barcelona x Real Madrid
– Como La Bombonera deixou de ser pesadelo para times brasileiros
– À espera da 1ª vez: 7 times famosos que nunca foram campeões nacionais
– Qual é o time que mais evoluiu nesta temporada? E o que mais caiu?


Faraó do custo-benefício: gol de Salah custa 87% menos que o de Neymar
Comentários Comente

Rafael Reis

Quando o Liverpool anunciou que pagaria 42 milhões de euros (R$ 176,5 milhões) pela contratação de Mohamed Salah, em julho, muito torcedor chiou. Afinal, era muito dinheiro por um jogador que não havia mostrado nada de mais com as camisas de Chelsea, Fiorentina e Roma.

Dez meses depois, não há mais quem duvide que o egípcio de 25 anos foi o melhor reforço do futebol europeu na temporada 2017/18.

Esses 42 milhões de euros se transformaram em 43 gols, 15 assistências, o orgulho de ter o artilheiro do Campeonato Inglês e uma possível vaga na decisão da Liga dos Campeões da Europa.

Para voltar a ser finalista da principal competição interclubes do planeta depois de 11 anos e consagrar ainda mais seu craque africano, o Liverpool pode até perder por dois gols de diferença contra a Roma, nesta quarta-feira, na Itália –se marcar três vezes ou mais, obtém a vaga mesmo com derrota por três gols.

E o sucesso da equipe dirigida pelo alemão Jürgen Klopp nesta temporada passa pelo futebol de Salah, o melhor custo-benefício entre os principais atacantes do planeta na atualidade.

Dos dez jogadores de frente que protagonizaram as transferência mais endinheiradas da janela de transferências do início da atual temporada, o camisa 11 dos Reds é que o tem o gol “mais barato”.

Dividindo o valor da sua contratação pelo número de bolas na rede empurras por Salah chegamos ao custo de cada gol seu: 977 mil euros (R$ 4,1 milhões).

O custo-benefício é muito melhor que o do segundo colocado neste ranking, o belga Romelu Lukaku, do Manchester United, que custou 84,7 milhões de euros (R$ 353 milhões) e anotou 27 tentos: uma média de 3,14 milhões de euros (R$ 13,2 milhões) por gol.

A comparação com Neymar, a contratação mais cara da história do futebol mundial (222 milhões de euros, ou R$ 932 milhões) e protagonista da transferência mais midiática da temporada, chega a ser uma covardia.

Cada gol de Salah pelo Liverpool custou 87% menos do que cada uns dos 28 tentos anotados pelo brasileiro em 30 jogos pelo Paris Saint-Germain. Ou seja, o valor investido pelo PSG em um gol de Neymar compraria oito gols do egípcio.

Mesmo que o astro da seleção de Tite não houvesse se lesionado, o custo-benefício dos seus gols não chegaria perto do registrado pelo atacante do Liverpool.

Afinal, em 2017/18, nenhum reforço valeu mais a pena que Mohamed Salah, o Faraó que está a um passo de levar o Liverpool de volta à final da Liga dos Campeões da Europa.

CUSTO-BENEFÍCIO: QUANTO CUSTOU O GOL DE CADA ATACANTE EM 2017/18?

Mohamed Salah (EGI, Liverpool): 977 mil euros
Romelu Lukaku (BEL/Manchester United): 3,14 milhões
Alexandre Lacazette (FRA/Arsenal): 3,31 milhões
André Silva (POR/Milan): 3,80 milhões
Álvaro Morata (ESP/Chelsea): 4,40 milhões
Bernardo Silva (POR/Manchester City): 6,25 milhões
Neymar (BRA/Paris Saint-Germain): 7,93 milhões
Federico Bernadeschi (ITA/Juventus): 8 milhões
Kylian Mbappé* (FRA/Paris Saint-Germain): 8,57 milhões
Ousmane Dembélé (FRA/Barcelona): 57,5 milhões

*Oficialmente, está emprestado ao PSG. Mas contrato inclui uma cláusula de compra automática por 180 milhões de euros

Mais de Cidadãos do Mundo

Messi desbanca Salah, assume liderança e caminha para 5ª Chuteira de Ouro
Por que capitão da Suíça é conhecido como Forrest Gump?
“Melhor base do mundo”, Inglaterra sofre com falta de espaço para jovens
Técnico “tampão” deixou aposentadoria para montar melhor Bayern em 70 anos


Seleção dos mais valiosos do mundo custa R$ 4,5 bi e tem dois brasileiros
Comentários Comente

Rafael Reis

O lateral esquerdo Marcelo, do Real Madrid, e o atacante Neymar, do Paris Saint-Germain, são os representantes brasileiros em uma lista de respeito: a seleção dos jogadores mais valiosos do planeta.

De acordo com o “Transfermarkt”, site especializado em transferências internacionais, a seleção do mundo de 2018, formada pelos atletas com maior valor de mercado em cada posição, está avaliada em 1,07 bilhão de euros (R$ 4,5 bilhões).

O valor é 47,6% maior que o do ano passado. Em 2017, a seleção dos mais caros do mundo custava “apenas” 725 milhões de euros (R$ 3 bilhões).

Um crescimento tão grande em um período de apenas 12 meses tem explicação: a inflação no mercado da bola provocada pela transferência de 222 milhões de euros (R$ 932 milhões) de Neymar, que trocou o Barcelona pelo PSG.

Não à toa, as quatro transações mais caras do futebol em todos os tempos (Neymar, Kylian Mbappé, Philippe Coutinho e Ousmane Dembélé) foram seladas depois de julho do ano passado.

Para o “Transfermarkt”, Neymar não vale todo o dinheiro que o clube francês desembolsou para contratá-lo. Mesmo assim, de acordo com o site, o atacante brasileiro divide com Lionel Messi (Barcelona) o posto de jogador mais valioso da atualidade. Cada um deles teria como “preço real” 180 milhões de euros (R$ 756 milhões).

Os ex-companheiros de Barça são dois dos quatro remanescentes da seleção do ano passado que continuam na lista dos jogadores mais valiosos do planeta.

Além de Messi e Neymar, somente o alemão Toni Kroos (Real Madrid) e o francês Paul Pogba (Manchester United) estavam na relação dos mais caros do mundo em 2017 e permanecem na atual.

Todos os outros sete nomes são novos, inclusive Marcelo, atual bicampeão da Liga dos Campeões pelo Real, agora avaliado em 60 milhões de euros (R$ 252 milhões), que superou o austríaco David Alaba, do Bayern de Munique.

Outras caras novas na seleção são o goleiro Jan Oblak (Atlético de Madri), o lateral direito Sergi Roberto (Barcelona), os zagueiros Mats Hummels (Bayern) e Raphaël Varane (Real Madrid), o meia Kevin de Bruyne (Manchester City) e o atacante Harry Kane (Tottenham).

Além do Brasil, somente França e Alemanha contam com dois jogadores na seleção dos mais valiosos do mundo. Eslovênia, Espanha, Argentina, Bélgica e Inglaterra também estão representadas na equipe ideal.

CONHEÇA A SELEÇÃO DOS MAIS CAROS DO MUNDO (POR POSIÇÃO)

G – Jan Oblak (ESL, Atlético de Madri) – 70 milhões de euros
LD – Sergi Roberto (ESP, Barcelona) – 60 milhões de euros
Z – Mats Hummels (ALE, Bayern) – 60 milhões de euros
Z – Raphaël Varane (FRA, Real Madrid) – 60 milhões de euros
LE – Marcelo (BRA, Real Madrid) – 60 milhões de euros
V – Toni Kroos (ALE, Real Madrid) – 80 milhões de euros
V – Paul Pogba (FRA, Manchester United) – 90 milhões de euros
MAD – Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 180 milhões de euros
MAC – Kevin de Bruyne (BEL, Manchester City) – 110 milhões de euros
MAE – Neymar (BRA, Paris Saint-Germain) – 180 milhões de euros
A – Harry Kane (ING, Tottenham) – 120 milhões de euros


Mais de Brasileiros pelo Mundo

– 7 brasileiros que já se sagraram campeões nesta temporada europeia
– Esquecido por Tite, Oscar “renasce” e vira maestro de melhor time da China
– 7 brasileiros veteranos de Europa para seu time repatriar no 2º semestre
– Seleção deve ter batalhão de campeões nacionais na Copa-2018