Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Fora de quase metade dos jogos do PSG, Neymar é desfalque 550% mais que CR7

Rafael Reis

18/10/2019 04h00

Líder do Campeonato Francês com 21 pontos conquistados em nove rodadas, o Paris Saint-Germain enfrenta hoje o Nice, fora de casa. Essa será a 122ª partida oficial do clube francês desde a contratação de Neymar e a 53ª vez que ele será desfalque por problemas físicos.

É isso mesmo: desde agosto de 2017, quando foi contratado por 222 milhões de euros (mais de R$ 1 bilhão) e se tornou o jogador mais caro da história do futebol mundial, o atacante brasileiro ficou de fora de 42,3% dos compromissos da equipe parisiense apenas por questões médicas.

Crédito: Divulgação

As seguidas contusões do camisa 10 incomodam (e muito) a diretoria do PSG. Afinal, o atacante chegou à capital francesa para fazer do clube um possível vencedor da Liga dos Campeões da Europa e para se firmar como candidato real ao prêmio de melhor jogador do mundo.

Só que Neymar se machuca bem mais do que os dois maiores protagonistas do futebol contemporâneo, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo. E com um detalhe: é consideravelmente mais novo e, em tese, menos desgastado fisicamente.

No mesmo período em que o brasileiro foi desfalque para o PSG em 52 partidas, Messi (32 anos, cinco a mais que o antigo companheiro) deixou de defender o Barcelona por estar no departamento médico em apenas dez oportunidades.

Ronaldo, que já bateu os 34 anos e é sete anos mais velho que o astro da equipe francesa, é ainda mais "inquebrável". Desde o começo da temporada 2017/2018, só ficou de fora de oito partidas de Real Madrid/Juventus devido a contusões.

Na prática, isso significa que, desde que se tornou o reforço mais caro da história do futebol, Neymar perdeu 420% partidas a mais que Messi e 550% a mais que CR7. E, vale sempre frisar, já descontando os jogos em que ele ficou de fora por estar cumprindo diferentes suspensões (oito, a propósito).

As lesões mais graves sofridas pelo brasileiro foram as duas fraturas no quinto metatarso do pé direito, que coincidiram justamente com as mais recentes eliminações do PSG na Champions.

Em 2017/2018, foram 16 partidas de ausência devido à recuperação dessa contusão. Já na temporada passada, ele ficou 18 jogos de molho. E houve ainda várias outras pequenas contusões rotineiras e desgastes musculares que fizeram com que o time francês não o escalasse.

Atualmente, Neymar se recupera uma lesão muscular na perna esquerda sofrida ainda no primeiro tempo do empate por 1 a 1 da seleção brasileira com a Nigéria, em amistoso disputado no último domingo.

De acordo com o departamento médico do PSG, o atacante deve ficar fora de ação por cerca de quatro semanas. Caso essa previsão se concretize, ele será desfalque em quatro jogos do Francês (Nice, Olympique de Marselha, Dijon e Brest) e em duas rodadas da Champions (ambas contra o Brugge).

Neymar também é dúvida para os compromissos da seleção brasileira na Data Fifa de novembro. No dia 14, a equipe de Tite enfrenta a Argentina, na Arábia Saudita. Cinco dias depois, mede forças contra a Coreia do Sul, nos Emirados Árabes.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Por onde andam 7 brasileiros que jogaram no Arsenal?
7 brasileiros em baixa na Europa para seu time repatriar para 2020
Por onde andam 7 brasileiros que jogaram no Chelsea?
Marquinhos se consolida como volante no PSG e vira problema para seleção

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Blog do Rafael Reis