PUBLICIDADE
Topo

Afinal, quantos brasileiros jogam no exterior? E que países mais contratam?

Rafael Reis

21/12/2019 04h00

Exatos 1.999 posts atrás, o "Blog do Rafael Reis" estreou aqui no UOL Esporte levantando uma questão: "quantos jogadores brasileiros de futebol estão atualmente ganhando a vida no gramados do exterior?"

Hoje, 1.536 dias depois daquele 6 de outubro de 2015, esse espaço aproveita sua 2.000ª publicação para refazer essa mesma pergunta e tentar traçar um mapa completo do pé de obra verde e amarelo no futebol internacional.

Crédito: Khaled Desouki/AFP

Assim como quatro anos atrás, descobrir o número exato de representantes do único país pentacampeão mundial que estão expatriados é uma tarefa impossível, já que nenhum órgão ou instituição faz esse levantamento.

A Fifa e a CBF só contabilizam o fluxo anual de entrada e saída de jogadores que passaram por seus sistemas de transferência – ou seja, o número ignora atletas que estavam sem contrato e simplesmente assinaram com um novo clube.

De acordo com o "Global Transfer Market Report", documento feito pela Fifa, os times brasileiros fizeram no ano passado 832 vendas ou empréstimos de jogadores para equipes de outros países.

No entanto, não há distinção sobre as nacionalidades dos atletas. Além disso, nada impede que um mesmo futebolista tenha sido envolvido em duas transações diferentes – uma na janela de janeiro e outra na de julho/agosto, por exemplo.

Outro dado disponível é o estudo anual publicado pelo Observatório do Futebol do CIES (Centro Internacional de Estudos Esportivos), que mostra a nacionalidade dos jogadores que disputam a primeira divisão de 31 ligas nacionais da Europa.

No levantamento mais recente do órgão, apresentado no mês passado, havia 466 jogadores brasileiros espalhados por esses campeonatos, um crescimento de 2,4% em relação à marca de 2015.

Como não há um estudo definitivo sobre o tema, o "Blog do Rafael Reis" passou as últimas semanas analisando diferentes bancos de dados para tentar chegar ao o número mais próximo possível do real e encontrou 2.913 atletas brasileiros de futebol espalhados por 100 países diferentes.

Na comparação com quatro anos atrás, houve um aumento de 34% na quantidade de jogadores do país localizados no exterior.

Portugal, Alemanha e Itália continuam sendo, nessa ordem, as três nações que mais acolhem os compatriotas de Neymar, Philippe Coutinho e Roberto Firmino.

As novidades no top 10 dos países mais importadores de brasileiros são a presença da Tailândia (nona colocada) e a ausência de Turquia e China, que dividiam a décima posição em 2015.

O levantamento considera apenas jogadores que têm a cidadania brasileira como principal. Foram desconsiderados atletas que defendem outras seleções (principal ou de base), assim como filhos/netos de brasileiros que tenham nascido no exterior e não joguem pelo time da CBF em nenhuma categoria.

OS DEZ PAÍSES COM MAIS JOGADORES BRASILEIROS

1º – Portugal – 684
2º – Alemanha – 249
3º – Itália – 152
4º – Japão – 111
5º – Estados Unidos – 107
6º – Suíça – 103
7º – Espanha – 85
8º – Malta – 77
9º – Tailândia – 65
10º – Áustria – 63


Mais de Brasileiros pelo Mundo

O dia em que Luxemburgo deu nó no Barcelona de Ronaldinho e surrou o rival
Como Romário entortou zagueiro do Real e virou ícone em Barcelona
Qual é o time ideal na Europa para os destaques do futebol brasileiro?
Por onde andam 7 brasileiros que jogaram na Inter de Milão

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Rafael Reis