PUBLICIDADE
Topo

Como Romário entortou zagueiro do Real e virou ícone em Barcelona

Rafael Reis

16/12/2019 04h00

Romário foi jogador do Barcelona por apenas um ano e meio. Chegou à Catalunha em julho de 1993 e foi embora em janeiro de 1995. Não fez nem 70 partidas com a camisa blaugrana e seu número de gols não chegou a 40.

Mesmo com uma trajetória tão rápida no Camp Nou, o brasileiro ainda hoje é lembrado como um dos grandes da história de um dos clubes mais poderosos e tradicionais do planeta. E uma parte considerável dessa idolatria nasceu em 8 de janeiro de 1994.

Meses antes de ser o grande nome da seleção brasileira na conquista do tetracampeonato mundial, Romário simplesmente destruiu o Real Madrid em seu primeiro clássico válido pelo Campeonato Espanhol.

O "Baixinho" anotou um hat-trick (três gols em uma única partida) sobre o arquirrival culé. E um dos seus gols é até hoje presença obrigatória em qualquer antologia dos grandes lances da história dos confrontos entre Barça e Real.

O lance aconteceu aos 24 minutos do primeiro tempo, quando o placar ainda estava zerado. O craque, que na época vestia a camisa 10, recebeu um passe na entrada da área de Pep Guardiola (sim, o hoje técnico do Manchester City), girou o corpo dando um drible desconcertante no zagueiro Rafael Alkorta e tocou para o fundo das redes.

A jogada, conhecida na Espanha como "cola de vaca", permanece tão relevante na memória dos torcedores que praticamente todos os jornais esportivos da Espanha fizeram questão de publicar reportagens sobre ela no começo do ano, quando a partida de 1994 comemorou as "Bodas de Prata".

Crédito: Reprodução

O curioso é que esse foi o único dos cinco clássicos contra o Real disputados por Romário em que o brasileiro conseguiu balançar as redes. Na vitória por 1 a 0, no empate por 1 a 1 e nas derrotas por 3 a 1 e 5 a 0, ele passou em branco.

O atacante foi campeão do Espanhol 1993/94 pelo Barcelona e cumpriu sua promessa de que terminaria a competição como artilheiro e com pelo menos 30 gols (foi exatamente essa sua marca).

Eleito o melhor jogador do planeta em 1994, principalmente por sua atuação na Copa do Mundo, ele pediu para ser negociado com o Flamengo no ano seguinte e, apesar de ser o craque do time, teve sua solicitação atendida pela diretoria.

Barcelona e Real Madrid fazem nesta quarta-feira, no Camp Nou, o primeiro "El Clásico" da temporada. A partida, válida pela décima rodada do Campeonato Espanhol, estava originalmente marcada para 26 de outubro, mas acabou adiada em virtude dos protestos em favor da independência da Catalunha.

A equipe blaugrana vem dominando nos últimos tempos os encontros entre as duas maiores forças do futebol espanhol. Já são seis partidas e mais de dois anos sem perder (quatro vitórias e dois empates).

A última vez que o Real conseguiu comemorar um triunfo sobre seu maior rival foi no dia 16 de agosto de 2017, quando venceu por 2 a 0 o confronto de volta da Supercopa da Espanha, que marca o início da temporada.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Qual é o time ideal na Europa para os destaques do futebol brasileiro?
Por onde andam 7 brasileiros que jogaram na Inter de Milão
Os 5 brasileiros que estão no caminho do Flamengo no Mundial de Clubes
7 jogadores que podem deixar o futebol brasileiro na janela de janeiro

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Rafael Reis