PUBLICIDADE
Topo

Tem quem não goste: 5 personalidades do futebol que já atacaram CR7

Rafael Reis

09/01/2020 04h00

Detentor de cinco títulos europeus de clubes (quatro pelo Real Madrid e um pelo Manchester United), ganhador de uma Eurocopa com a seleção portuguesa e autor de mais de 700 gols ao longo da carreira como profissional, Cristiano Ronaldo não tem mais nada a provar para ninguém.

Mas, assim como Lionel Messi, seu coprotagonista no futebol mundial deste século, o português também não conseguiu se transformar em uma unanimidade. Vira e mexe, alguém aparece destilando seu veneno contra o camisa 7 mais famoso da atualidade.

O "Blog do Rafael Reis" apresenta abaixo cinco jogadores, ex-atletas ou treinadores que já criticaram publicamente o vencedor dos prêmios de melhor do planeta em 2008, 2013, 2014, 2016 e 2017.

Crédito: Getty Images

FABIO CAPELLO

Um dos papas do futebol italiano, o ex-treinador do Milan, do Real Madrid e da seleção inglesa não tem gostado muito da passagem de CR7 pelo Calcio. Em março do ano passado, colocou Messi acima de Ronaldo na lista dos maiores jogadores da história do futebol. Em novembro, foi bem mais rígido. Capello criticou o português por ter se revoltado com uma substituição durante partida da Juventus e disse que falta gingado a ele. "A verdade é que o Ronaldo não dribla um adversário há três anos", disse, durante a transmissão da Sky Sports.

NICOLA AMORUSO

O ex-atacante da Juventus é outro que tem batido pesado nas atuações do camisa 7 pelo clube de Turim. No mês passado, Amoruso afirmou que o jogador português já não tem mais condições físicas para suportar várias partidas na sequência e que precisa urgentemente aceitar isso. "Já faz um tempo que Cristiano Ronaldo se arrasta pelo campo. Ele deve ter a humildade de entender que, em uma certa idade, é mais importante descansar do que brincar", opinou.

LUKA MODRIC

Eleito o melhor jogador do planeta em 2018, o camisa 10 do Real Madrid e da seleção croata ficou incomodado com a decisão de Cristiano Ronaldo, com quem jogou durante seis temporadas na capital espanhola, de não prestigiá-lo na festa de entrega do prêmio, assim como fez Messi. "Não posso falar sobre as razões que levam alguém a faltar a uma cerimônia de premiação. Foi a escolha deles, mas não faz sentido. A recompensa pelos votos parece que só vale quando eles ganham", disse o meia, ao jornal croata "Sportske Novosti".

ZLATAN IBRAHIMOVIC

O centroavante sueco, que acabou de retornar ao Milan, é outro desafeto compartilhado por Messi e Cristiano Ronaldo. Ibra, que jamais jogou com CR7 e só o teve como adversário, criticou o português por anunciar que sua transferência do Real Madrid para a Juventus, em 2018, era um desafio. "Ir para a Juventus não é nenhum desafio…Porque é que não escolheu um clube da segunda divisão para tentar levá-los ao mais alto nível? Isso sim é um desafio", disse o polêmico atacante, à revista belga "Voetbal Nieuws".

GARY LINEKER

Artilheiro da Copa do Mundo de 1986, o ex-atacante inglês não detonou Cristiano Ronaldo pelo comportamento dentro de campo, mas sim pela falta de sensibilidade no uso das redes sociais. Em janeiro do ano passado, no mesmo dia do acidente aéreo que matou o atacante Emiliano Sala (Nantes), o craque português postou uma imagem todo sorridente a bordo de um avião. "Não é o dia para um tuíte destes. Não mesmo", escreveu Lineker.


Mais de Cidadãos do Mundo

Dá para não gostar de Messi? 5 boleiros que já detonaram o argentino
Janela já movimentou R$ 1,5 bi em janeiro; conheça os reforços mais caros
Immobile aproveita férias de Lewandowski e alcança topo da Chuteira de Ouro
7 garotos para acompanhar de perto no futebol mundial em 2020

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Rafael Reis