Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Dia das Crianças: 5 garotos que já estão brilhando no futebol mundial

Rafael Reis

12/10/2019 04h00

A história do futebol é repleta de fenômenos precoces. Aos 17 anos, Pelé já brilhava em uma Copa e trazia para casa o título mundial. Kylian Mbappé, Lionel Messi, Ronaldo Ronaldinho Gaúcho, Neymar e Romelu Lukaku são outros exemplos de jogadores que já eram bastante conhecidos antes da maioridade.

Essa roda está sempre girando. Anualmente, surgem novas promessas que despontam cedo e começam a fazer estragos no futebol mesmo antes de oficialmente se tornarem adultos.

No Dia das Crianças, o "Blog do Rafael Reis" apresenta cinco garotos, todos eles ainda menores, que já estão brilhando no futebol mundial e merecem a atenção dos torcedores e fãs do esporte.

ANSU FATI
Atacante
16 anos
Barcelona (ESP)
Espanhol

Crédito: Getty Images

Despontou como candidato a futuro craque neste início de temporada, quando aproveitou a lesão de Lionel Messi para ganhar espaço no Barcelona e se tornar o jogador mais jovem a anotar um gol pelo clube catalão no Campeonato Espanhol (e o segundo mais novo a ir a campo). Nascido em Guiné-Bissau, Ansu Fati mudou-se para a Espanha aos seis anos e acabou de completar seu processo de naturalização. No entanto, o atacante ficou de fora da convocação para o Mundial sub-17 para não desfalcar o Barça no clássico contra o Real Madrid, marcado para dia 26.

TALLES MAGNO
Atacante
17 anos
Vasco (BRA)
Brasileiro

Crédito: Thiago Ribeiro/Agif

Um dos destaques do Vasco no Campeonato Brasileiro, o atacante é tão novo que nasceu no mesmo dia em que a seleção brasileira derrotou a Turquia e se classificou para a final da Copa do Mundo de 2002. Talles Magno estreou pelo time profissional no começo de junho, fez seu primeiro gol em agosto e agora já se transformou no protagonista da equipe que luta para permanecer na primeira divisão na próxima temporada. Só que o Vasco terá que aprender a se virar sem o garoto, já que ele foi convocado para o Mundial sub-17, que começa no fim do mês.

EDUARDO CAMAVINGA
Volante
16 anos
Rennes (FRA)
Congolês

Crédito: AFP

O jovem chamou a atenção do mundo todo logo na segunda rodada desta temporada do Campeonato Francês, quando ganhou o prêmio de melhor jogador da vitória por 2 a 1 sobre o poderoso Paris Saint-Germain. Apesar de ainda ter 16 anos, Camavinga já é o dono do meio-campo do Rennes, décimo colocado na Ligue 1, e está na mira de gigantes, como Bayern de Munique e Borussia Dortmund. Também é alvo de disputa entre três seleções: Angola (onde nasceu), República Democrática do Congo (terra dos seus familiares) e França (onde mora desde que tinha um ano).

REINIER
Meia-atacante
17 anos
Flamengo (BRA)
Brasileiro

Crédito: Thiago Ribeiro/Agif

Comparado a Kaká, o adolescente é a principal cara nova que o técnico português Jorge Jesus vem inserindo no Flamengo. Apesar de talentoso, Reinier ainda não é titular do líder do Campeonato Brasileiro e já levou uma pesada bronca do treinador por fantasiar demais nas jogadas ofensivas. Assim como Talles Magno, ele desfalcará seu time nas próximas semanas porque estará a serviço da seleção sub-17 na disputa do Mundial da categoria, que será jogado aqui mesmo no Brasil.

MOHAMED IHATTAREN
Meia
17 anos
PSV Eindhoven (HOL)
Holandês

Crédito: Divulgação

O garoto de origem marroquina, mas que defende as seleções da Holanda desde a categoria sub-15, é o nome mais experiente da lista. Revelado na base do PSV Eindhoven, Ihattaren já está jogando entre os profissionais há nove meses e acumula 24 partidas pelo time adulto. Na atual temporada, assumiu um lugar cativo entre os titulares e não tem decepcionado. Em 13 apresentações, meteu cinco bolas nas redes e distribuiu outras seis assistências. Números dignos que alguém com bem mais que os seus 17 anos.


Mais de Cidadãos do Mundo

Por que Messi desistiu do Newell's e agora fala em se aposentar no Barça?
Com gol em todos os jogos, Lewandowski caça líder da Chuteira de Ouro
Na reta final da carreira, Messi vira roupa e show do Cirque du Soleil
Bananas, macacos e música sobre pênis: como racismo se manifesta no futebol

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Blog do Rafael Reis