Blog do Rafael Reis

Arquivo : lukaku

Mais caro da temporada, belga já foi estrela de “Big Brother” adolescente
Comentários Comente

Rafael Reis

Não é de hoje que o reforço mais caro da atual janela de transferências do futebol europeu convive com câmeras apontadas para ele.

Contratado do Everton pelo Manchester United em um negócio que movimentou pelo menos 84,7 milhões de euros (R$ 309 milhões), Romelu Lukaku descobriu o que é a fama ainda na adolescência.

Em 2010, quando tinha apenas 17 anos e estava em sua segunda temporada como profissional do Anderlecht, o centroavante protagonizou um reality show na TV belga.

Exibido em dez episódios, “De School van Lukaku” (A Escola de Lukaku, em tradução livre para o português) mostrava o cotidiano dos alunos do último ano do ensino médio de um colégio de Bruxelas, capital da Bélgica.

Apesar de estrelado por um futuro astro do esporte mundial, o programa não tinha o futebol como tema.

De acordo com sua sinopse, o reality era focado nos anseios, temores e expectativas de adolescentes prestes a ingressar na vida adulta. Durante o show, Lukaku e os colegas de sala expuseram suas opiniões sobre temas como amizade, mercado de trabalho, sexo, religião, segurança e futuro.

Além da nova esperança de gols do United, outros garotos das categorias de base do Anderlecht que estudavam na escola participaram do programa. Nenhum deles, porém, conseguiu ter destaque como profissional.

Lukaku permaneceu no clube que o revelou até 2011, quando teve a primeira grande chance de sua carreira ao se transferir para o Chelsea. Muito jovem, o belga praticamente não jogou, foi emprestado ao West Bromwich e acabou negociado com o Everton.

No clube de Liverpool, o centroavante deslanchou. Foram 68 gols em 141 partidas, a artilharia da Liga Europa de 2015 e o segundo lugar na lista dos goleadores da última edição do Campeonato Inglês.

O bom futebol no Everton chamou a atenção de United e Chelsea, que passaram a disputar sua contratação. A equipe de Manchester levou a melhor na disputa ao desembolsar o segundo maior valor já pago por um jogador em sua história –só fica atrás de Paul Pogba, contratado na temporada passada por 105 milhões de euros (R$ 383 milhões).

Na seleção, Lukaku já é um veterano. Ele estreou pela Bélgica em março de 2010, antes mesmo do reality show sobre sua turma de escola ir ao ar. O centroavante esteve na Copa do Mundo-2014 e já marcou 23 gols em 59 partidas vestindo a camisa vermelha.

Desde 2015, o atacante costuma ter como companheiro de seleção um outro integrante da família, seu irmão Jordan, um ano e dois meses mais novo, que é lateral esquerdo da Lazio.


Mais de Cidadãos do Mundo

6 jogadores que são craques na seleção e “pernas de pau” em clubes
5 contratações “malucas” para seu clube fazer no 2º semestre
Por onde andam os jogadores da estreia de Messi no Barcelona?
Rival do Palmeiras, “Guardiola uruguaio” montou time histórico do Barcelona


7 astros que podem protagonizar transferências milionárias nesta janela
Comentários Comente

Rafael Reis

Até o próximo dia 31 de agosto, os jornais e sites esportivos europeus pouco vão falar de futebol dentro de campo. Em compensação, vão usar páginas e mais páginas para apresentar e discutir reforços e possíveis contratações dos clubes cobertos por eles.

É assim em toda janela de transferências, o período entre julho e agosto (e também em janeiro), em que os times das principais ligas nacionais do planeta podem realizar transações e adquirir novos atletas para seus elencos.

Esse período é sempre bastante movimentado e repleto de expectativa, esperança e até medo para os torcedores. Conheça abaixo as sete negociações mais esperadas da janela para a temporada 2017/18 do futebol europeu:

KYLIAN MBAPPÉ
Atacante
18 anos
Francês
Monaco (FRA)

O garoto sensação da última edição da Liga dos Campeões está na lista de compras de Real Madrid, Arsenal, Chelsea, Paris Saint-Germain e Manchester City. Só que tirar Mbappé do Monaco vai custar caro, muito caro. Se o atacante francês trocar de clube para a próxima temporada, certamente será por um valor superior a 105 milhões de euros (R$ 388 milhões), o que fará dele a contratação mais cara da história do futebol, superando seu compatriota Paul Pogba.

MARCO VERRATTI
Meia
24 anos
Italiano
Paris Saint-Germain (FRA)

O talentoso e baixinho meio-campista italiano é a prioridade de mercado do Barcelona para a próxima temporada. O clube catalão vê em Verratti o nome certo para substituir Andrés Iniesta, capitão da equipe, mas que está na reta final da carreira. De acordo com a imprensa espanhola, o Barça está disposto a pagar até 100 milhões de euros (R$ 370 milhões) para ter o jogador em seu elenco.

ÁLVARO MORATA
Atacante
24 anos
Espanhol
Real Madrid (ESP)

Reserva de luxo do Real Madrid na última temporada, o centroavante espanhol não quer passar mais um ano sentado no banco e já avisou ao clube que não pretende voltar à Espanha depois das férias. Depois de a transferência para o Milan não se concretizar, seu destino mais provável é o Manchester United, que aceita pagar até 70 milhões de euros (R$ 258 milhões) por Morata.

PIERRE-EMERICK AUBAMEYANG
Atacante
27 anos
Gabonês
Borussia Dortmund (ALE)

Um dos artilheiros mais regulares do futebol mundial, já criou raízes no Borussia Dortmund, clube que defende desde 2013. Mas os dias de Aubameyang na Alemanha parecem estar chegando ao fim. O atacante já é tratado na França como provável reforço do Paris Saint-Germain para a próxima temporada, em um negócio de 70 milhões de euros (R$ 258 milhões) por Morata. Mas o Chelsea também tem interesse em contratá-lo.

ROMELU LUKAKU
Atacante
24 anos
Belga
Everton (ING)

Vice-artilheiro do último Campeonato Inglês, o centroavante belga já avisou o Everton que deseja jogar no Chelsea na próxima temporada. Falta o clube de Liverpool liberar, o que deve acontecer se o atual campeão da Premier League depositar em sua conta inacreditáveis 115 milhões de euros (R$ 425 milhões). A obsessão do Chelsea por Lukaku está ligada à saída de Diego Costa, seu centroavante titular, e também ao fato de o belga já ter passado por Stamford Bridge e ter sido desperdiçado no clube.

EDEN HAZARD
Meia-atacante
26 anos
Belga
Chelsea (ING)

Apesar de ter sofrido uma fratura no joelho direito e da previsão de retorno ao futebol apenas em outubro, Hazard é outro que pode mudar de clube nesta janela de transferências. O camisa 10 do Chelsea negocia há anos sua transação para o Real Madrid. O belga é o outro que pode se transformar no jogador mais caro de todos os tempos, já que os espanhóis admitem oferecer até 113 milhões de euros (R$ 417 milhões) pelo astro.

GARETH BALE
Meia-atacante
27 anos
Galês
Real Madrid (Espanha)

Se o Real Madrid contratar Mbappé e Hazard, dificilmente terá espaço dentro de campo e também no orçamento para tantas estrelas. Caso esse cenário se concretize, é provável que o clube se desfaça de Gareth Bale. Apesar de o galês ter manifestado intenção de permanecer no Real, ele faz parte da lista de compras do Manchester United, que o deseja desde os tempos de Tottenham.


Mais de Cidadãos do Mundo

Mistério e polêmicas: quem é o homem que tem revolucionado o Milan?
Janela nem abriu e já movimentou R$ 2,2 bi; veja os reforços mais caros
24 anos depois, por onde andam os jogadores do último título da Argentina?
1º jogador a assumir ser gay sofreu também com racismo e se suicidou


Um a cada quatro jogadores da Eurocopa possui dupla cidadania
Comentários Comente

Rafael Reis

O meia-atacante Stephan el Shaarawy, 23, que defendeu a Roma na última temporada, é fruto da união de um egípcio com uma ítalo-suíça. Por isso, tinha a opção de defender qualquer uma das três seleções. Escolheu a Azzurra.

Os irmãos Jordan e Romelu Lukaku nasceram em Antuérpia, na Bélgica, mas são filhos de imigrantes do Congo. Se quisessem, poderiam jogar pela equipe africana. Mas optaram por defender sua terra natal.

Adversários nesta segunda-feira, em jogo válido pela primeira rodada do Grupo E, eles são protagonistas de histórias que acontecem aos montes nesta Eurocopa.

Lukaku

Pelo menos 140 dos 552 jogadores inscritos na competição continental possuem dupla, tripla ou até mesmo quádrupla cidadania.

Isso significa que um a cada quatro atletas da Euro é “multinacional” e poderia jogar por uma seleção diferente daquela que ele defende.

Há evidentemente episódios de naturalizações feitas por razões predominantemente esportivas, como a do goleiro brasileiro Guilherme, ex-Atlético-PR, que se tornou russo após nove anos morando por lá para atuar na seleção.

Mas a maior parte dos jogadores com múltiplas cidadanias é reflexo de dois fenômenos essenciais para se entender a geopolítica contemporânea europeia: as ondas migratórias e as quase inexistentes fronteiras entre os países.

Anfitriã da Euro, a França tem uma seleção em que mais da metade dos jogadores é negra ou árabe, descendente de primeira ou segunda geração de africanos ou caribenhos que foram para a Europa em busca de uma vida melhor.

A questão, sempre conturbada por lá, voltou aos holofotes depois de o atacante do Real Madrid Karim Benzema, filho de argelinos e que se recusa a cantar a Marselhesa, o hino nacional francês, ter acusado o técnico Didier Deschamps de não tê-lo convocado por pressão de grupos políticos que defendem a xenofobia.

A Bélgica, seleção número 1 da Europa, de acordo do ranking da Fifa, é outro time que não seria o mesmo se o país não tivesse sido alvo de tantas ondas migratórias. Além dos irmãos Lukaku, os atacantes Benteke, Origi, Batshuayi, os meias Dembélé e Fellaini e os zagueiros Denayer e Kabasele são de famílias que saíram da África.

Mas nem todo jogador com múltipla cidadania é resultado das migrações recebidas pela Europa. Há ainda aqueles que são frutos simplesmente da pequena distância entre os países e da alta mobilidade entre eles.

O meia-atacante Yannick Ferreira-Carrasco, uma das revelações do Atlético de Madri na última temporada, defende a seleção da Bélgica porque nasceu por lá. Mas seu pai é português e a mãe, espanhola.

Já o volante Eric Dier, do Tottenham e da seleção inglesa, poderia ser companheiro de Cristiano Ronaldo, já que se mudou com a família para Portugal aos sete anos de idade e só saiu de lá em 2014.


Mais de Cidadãos do Mundo

Galã da Euro, Giroud é louco por Beckham e já posou nu
Multinacional: 16% dos inscritos na Copa América já jogaram no Brasil
Da universidade para a seleção, técnico da Croácia na Euro faz história
Fã de brasileiro e cueca do Bob Esponja: 10 curiosidades sobre Griezmann


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>