PUBLICIDADE
Topo

Bélgica é a melhor seleção do planeta no pós-Copa; Brasil fica em 4º

Rafael Reis

09/10/2019 04h00

O sucesso da "ótima geração belga" não terminou com a conquista do terceiro lugar na última Copa do Mundo. Muito pelo contrário: nenhuma outra seleção obteve melhores resultados desde o Mundial da 2018 que o time de Eden Hazard, Thibaut Courtois e Romelu Lukaku.

A Bélgica, responsável pela eliminação da seleção brasileira na competição disputada no ano passado, é a equipe nacional de melhor aproveitamento do planeta inteiro nos últimos 15 meses.

Crédito: Associated Press

O time dirigido pelo espanhol Roberto Martínez, que foi mantido no cargo depois do Mundial, soma dez vitórias, um empate e uma derrota (para a Suíça) no período. Isso significa um aproveitamento de 86,1% dos pontos disputados.

É verdade, porém, que a Bélgica não mediu forças contra seleções do primeiro escalão após a Copa. Seu compromisso mais próximo desse status foi o empate por 1 a 1 com a Holanda, em amistoso disputado em outubro passado.

Nas Eliminatórias da Eurocopa, os Diabos Vermelhos estão passeando. Venceram os seis jogos que disputaram até o momento, marcaram 19 gols e sofreram só um. Mas tiveram como adversários Rússia, Chipre, Escócia, San Marino e Cazaquistão.

Graças a essa regularidade de resultados positivos, a Bélgica tem se mantido na primeira colocação do ranking da Fifa desde o fim do ano passado.

Derrotado por 2 a 1 pelos belgas nas quartas de final da Copa de 2018, o Brasil é a quarta seleção de melhor aproveitamento desde o encerramento do torneio.

A equipe de Tite obteve um aproveitamento de 79,6% no período, que engloba jogos amistosos e a campanha vitoriosa na Copa América deste ano. Foram 13 vitórias, quatro empates e uma única derrota, justamente em seu compromisso mais recente – 1 a 0 para o Peru, em setembro.

Além da Bélgica, apenas outros dois países superam o Brasil no pós-Copa: a Espanha (83,3% de aproveitamento) e o Senegal (80,9%), justamente o próximo adversário da seleção de Tite.

Atual vice-campeã africana, a equipe que tem o atacante Sadio Mané, do Liverpool, como principal nome ganhou 11 dos 14 jogos que disputou depois do Mundial e enfrenta Neymar e companhia amanhã, em Singapura.

No domingo, o compromisso brasileiro é contra a Nigéria, que tem aproveitamento de 68,7% nos últimos 15 meses e não aparece entre as seleções mais expressivas do período. A partida também será realizada na cidade estado asiática.

APROVEITAMENTO DEPOIS DA COPA-2018

1º – Bélgica – 86,1% dos pontos disputados
2º – Espanha – 83,3%
3º – Senegal – 80,9%
4º – Brasil – 79,6%
5º – França – 77,8%
6º – Itália – 75%
7º – Colômbia – 73,8%
Egito – 73,8%
9º- Inglaterra – 72,2%
Portugal – 72,2%


Mais de Seleções:

– Por que a Fifa tem mais países filiados que a ONU?
– Eliminatórias da Copa-22 já começaram…. e até terminaram para seis países
– Deserções, derrotas a rodo e goleadas: como é a seleção de Cuba?
– Estatísticas mostram: Brasil é o "melhor em tudo" na Copa América

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Rafael Reis