Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Revelação do Inglês "trai" família e rejeita seleção adversária do Brasil

Rafael Reis

04/10/2019 04h00

A convocação da Inglaterra para as partidas contra República Tcheca e Bulgária, válidas pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2020, deve tirar da Nigéria, adversária da seleção brasileira em amistoso neste mês, a possibilidade de contar com uma das principais revelações do futebol mundial nesta temporada.

Vice-artilheiro do Campeonato Inglês com sete gols, só um a menos que Sergio Agüero (Manchester City), o atacante Tammy Abraham, do Chelsea, vinha sendo alvo de uma disputa ferrenha entre os dois países.

Crédito: Paul Childs/Reuters

O centroavante de 22 anos nasceu na região de Londres, defende as seleções de base de sua terra-natal desde a categoria sub-18 e até já disputou dois amistosos pela equipe adulta em 2017.

Mas, nas últimas semanas, diferentes veículos da imprensa inglesa vinham dando destaque para as tentativas feitas pela Nigéria de convencer Abraham a jogar pelo país de origem da sua família paterna.

O possível acordo para fazer o camisa 9 do Chelsea defender a equipe africana estaria sendo costurado pelo pai do jogador, que é amigo de infância do presidente da Federação Nigeriana de Futebol, Amaju Pinnick.

O atacante vinha se esquivando de tomar uma decisão definitiva sobre o tema. "Adoro os dois países. Se estou sendo desejado por ambos é porque estou fazendo algo de bom pelo Chelsea. No momento, minha cabeça está no clube. Ainda não me decidi", disse, na quarta-feira, à Sky Sports, após marcar um dos gols da vitória por 2 a 1 sobre o Lille, pela Liga dos Campeões.

Mas a lista divulgada ontem (3) pelo técnico Gareth Southgate é um forte indício de que Abraham já sabe sim qual é o seu destino. Se jogar pela Inglaterra em uma partida de competição oficial, como as Eliminatórias da Eurocopa, ele nunca mais poderá defender a Nigéria.

Revelado nas categorias de base do Chelsea, o centroavante é um dos garotos que estão se firmando nesta temporada beneficiados pela punição dada pela Fifa, que proibiu o clube inglês de contratar na última janela de transferências.

Antes de ser aproveitado na equipe de cima, já havia sido emprestado para três equipes diferentes: Bristol City, Swansea City e Aston Villa, time pelo qual foi o vice-artilheiro da segunda divisão inglesa na temporada passada.

Como o técnico Frank Lampard também estava na Championship em 2018/2019, época em que comandou o Derby County, ele já conhecia bem o jogador. Por isso, tratou de lhe dar a camisa 9 e bancou sua titularidade em detrimento de Olivier Giroud, campeão mundial com a França em 2018.

O resultado dessa aposta tem sido imediato.

Além de Abraham, a convocação inglesa conta com mais um jogador que possuía condições legais de atuar pelo time nigeriano: o zagueiro Fikayo Tomori, também do Chelsea, que ainda era apto a jogar pelo Canadá, país onde nasceu.

A seleção brasileira decidiu aproveitar a Data Fifa deste mês para medir forças contra equipes africanas. Além do confronto contra a Nigéria, em 13 de outubro, a equipe de Tite irá enfrentar Senegal, três dias antes. Os dois jogos serão disputados em Cingapura.


Mais de Cidadãos do Mundo

Fenômeno do Salzburg usa chuteira até na sauna e quer ser novo Ibrahimovic
Além de Jorge Jesus: 7 técnicos portugueses que você precisa conhecer
Veterano aos 20, "Messi norueguês" supera desconfiança e brilha como craque
Traição, língua afiada e nudes: por que agente de astro do PSG é um furacão

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis