Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Veterano aos 20, "Messi norueguês" supera desconfiança e brilha como craque

Rafael Reis

29/09/2019 04h00

Dois gols, uma assistência digna dos maiores craques do futebol mundial e o papel de liderar a Real Sociedad em uma campanha que ameaça os gigantes do futebol espanhol e até agora lhe daria vaga na Liga dos Campeões da Europa.

Um dos principais jogadores deste início da temporada 2019/2020 do Campeonato Espanhol é um garoto norueguês de 20 anos. Ou seja, uma cara nova, uma revelação que acabou de despontar no cenário internacional, certo?

Crédito: Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images

Que nada. Martin Odegaard está mais para um veterano. Apesar da idade de adolescente, está em sua sexta temporada como profissional, já viveu os louros de ser tratado como craque, virou um galáctico do Real Madrid, foi apontado como fraude, ganhou o rótulo de promessa que não daria em nada e agora está dando a volta por cima.

Você possivelmente lembra dele. O camisa 21 do clube basco é aquele garoto que virou notícia no mundo todo em 2014, quando estreou como profissional com apenas 15 anos, passou a ser conhecido como "Messi norueguês" e estreou na seleção principal antes mesmo do 16º aniversário.

No ano seguinte, foi contratado pelo Real Madrid. Ainda aos 16, substituiu Cristiano Ronaldo em compromisso pelo Espanhol. Jogou ainda mais uma partida pela equipe principal do gigante espanhol. Depois, desapareceu.

Odegaard passou dois anos jogando no Castilla, o time B do Real, mas não deixou saudades. A avaliação de membros das comissões técnicas que o dirigiram era de que ele era "estrela demais para futebol de menos" e provocava inveja dos outros jogadores por ter salário digno do time de cima.

Crédito: Reprodução

A solução foi emprestar o meio-campista para desenvolver seu talento na Holanda. Entre 2017 e 2018, defendeu o Herenveen. Na temporada seguinte, o Vitesse.

No primeiro clube, ficou famoso por entrar em campo nos minutos finais das partidas apenas para que o time não fosse multado pelo Real por conta de cláusula presente no contrato de empréstimo. Foi nesse momento que parecia que o norueguês era uma promessa fadada ao fracasso.

Tudo começou a mudar no Vitesse. Em 39 jogos da temporada passada, fez 11 gols e distribuiu 12 assistências. O bom desempenho o colocou na mira do Ajax e fez o Real Madrid cogitar mantê-lo no elenco. Mas Ödegaard preferiu ir para a Real Sociedad.

"Senti que não seria bom para mim regressar ao Real Madrid agora. É muito importante para mim ter tempo de jogo e, em Madrd, dificilmente o teria. Era óbvio que tinha de pedir novo empréstimo. Mas meu objetivo ainda é jogar pelo Real Madrid. Foi por isso que assinei por eles, porque um dia espero ali jogar", disse, em entrevista à TV2 da Noruega.

Pelo que está fazendo no País Basco, esse dia está bem perto. Os principais veículos de imprensa da capital espanhola já dão como certo que esse é o último empréstimo do meia, que fará parte do elenco merengue em 2019/20.

O jornal inglês "Daily Mail" chama o norueguês de melhor meio-campista do futebol espanhol na atualidade. Já o diário "Marca" vai além. Na sexta-feira, um dia depois do maravilhoso passe para gol na vitória por 3 a 0 sobre o Alavés, Odegaard liderava a enquete popular de craque do campeonato até o momento, com 41% dos votos – o segundo colocado, Karim Benzema, tinha só 17% das escolhas.

A Real Sociedad começou a sétima rodada do Espanhol na vice-liderança, com 13 pontos, só um a menos que o Real Madrid. Amanhã (29), a equipe visita o Sevilla em busca de se manter no alto da classificação.


Mais de Cidadãos do Mundo

Traição, língua afiada e nudes: por que agente de astro do PSG é um furacão
7 estrangeiros que já podem assinar com times brasileiros para 2020
Lewandowski faz gols como nunca e já vira vice-líder da Chuteira de Ouro
Um ano depois, último melhor do mundo enfrenta críticas, jejum e até banco

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Blog do Rafael Reis