Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

4 motivos para Van Dijk ser eleito o melhor do mundo

Rafael Reis

23/09/2019 04h00

Quem será escolhido o melhor jogador do planeta na temporada 2018/19: o zagueiro holandês Virgil van Dijk (Liverpool), o meia-atacante argentino Lionel Messi (Barcelona) ou o atacante português Cristiano Ronaldo (Juventus)?

A resposta só será conhecida na tarde de hoje, quando a Fifa realiza sua cerimônia anual de premiação aos maiores destaques da temporada no mundo do futebol.

Mas, até lá, o "Blog do Rafael Reis" apresenta os principais requisitos que fazem de cada um dos três finalistas da eleição alguém digno do status de principal atleta da modalidade na atualidade.

Depois de falar de Cristiano Ronaldo e Messi, apresentamos hoje quatro argumentos pelos quais Virgil van Dijk merece ser o primeiro defensor eleito como melhor do mundo desde a vitória do italiano Fabio Cannavaro, em 2006.

Crédito: Divulgação

MELHOR DO MELHOR DO MUNDO
Desde 2013, o vencedor da eleição da Fifa é um representante do time que se sagrou vencedor da Liga dos Campeões da Europa naquele ano. E Van Dijk foi simplesmente o nome mais importante do Liverpool na conquista do título continental. Na histórica campanha europeia, o zagueiro holandês superou vários dos seus companheiros que atuam em posições mais acostumadas ao protagonismo, como os atacantes Mohamed Salah, Sadio Mané e Roberto Firmino, e foi o maior responsável, pelo menos dentro de campo, pela conquista.

O HOMEM QUE NÃO É DRIBLADO
Van Dijk passou a temporada 2018/19 inteira sem ser driblado por nenhum adversário. Sim, é isso mesmo que você leu. O holandês perdeu um confronto individual no dia 3 de março de 2018, quando foi superado pelo espanhol Mikel Merino (então no Newcastle), e só foi driblado novamente na Supercopa da Inglaterra, mês passado, ao ser deixado para trás pelo brasileiro Gabriel Jesus (Manchester City). No total, foram 519 dias de imunidade a dribles.

PRÊMIOS INDIVIDUAIS
Os prêmios já distribuídos relativos à temporada passada dão toda pinta de que Van Dijk deve ganhar também a eleição da Fifa. O zagueiro do Liverpool ganhou o prêmio de craque do Campeonato Inglês, apesar de seu time ter perdido a taça nacional para o Manchester City. Além disso, no final do mês, desbancou justamente seus dois adversários do prêmio de melhor do mundo e foi eleito o melhor jogador da Europa em 2018/19.

ZAGUEIRO QUE FAZ DIFERENÇA
Normalmente, o impacto de um atacante nos números de uma equipe é bem maior que o de um zagueiro. Não se esse beque for Van Dijk. Na temporada passada, o Liverpool sofreu 38 gols em 53 partidas (média de 0,72 por partida). Em 2016/17, o último ano completo do clube sem o holandês, a média de gols sofridos era bem mais alta: 1 por jogo (47 bolas nas redes em 47 apresentações). Além disso, o holandês também ajuda bastante o ataque e já marcou oito vezes em 80 partidas pela equipe vermelha.


Mais Opinião

– 4 motivos para Messi ser eleito o melhor do mundo
– 4 motivos para Cristiano Ronaldo ser eleito o melhor do mundo
– Quando o Brasil vai voltar a ter um jogador eleito o melhor do mundo?
– 15 times da Champions venceriam o Brasileiro; outros 9 brigariam pela taça

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Blog do Rafael Reis