Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

5 brasileiros no exterior que já podem assinar com seu time para 2020

Rafael Reis

10/09/2019 04h00

O Campeonato Brasileiro, a Copa do Brasil, a Libertadores e a Sul-Americana ainda estão a pleno vapor. Mas os dirigentes mais inteligentes já estão de olho na montagem dos seus elencos para a próxima temporada.

Isso porque já é possível realizar contratações de jogadores para 2020. E o melhor de tudo: sem ter de pagar pelos direitos econômicos.

Afinal, o atleta que está a menos de seis meses do encerramento do seu contrato já pode assinar com uma outra equipe e concretizar a transferência quando estiver livre do seu vínculo atual.

O "Blog do Rafael Reis" apresenta abaixo cinco jogadores brasileiros que jogam atualmente no exterior e estão exatamente nesta situação. Ou seja, que já podem ser contratados para reforçar qualquer clube no início de 2020.

ILSINHO
Meia-atacante
33 anos
Philadelphia Union (EUA)

Crédito: Divulgação

Ex-lateral direito que brilhou no São Paulo, passou pela Europa e chegou a defender a seleção brasileira, o jogador está completamente adaptado ao futebol dos Estados Unidos e ao jogo de meia-atacante pela direita, posição que vem ocupando nos últimos anos. Atleta do Philadelphia Union desde 2016, Ilsinho já falou algumas vezes que pretendia encerrar sua carreira no "soccer" norte-americano. Mas, com contrato apenas até o fim do ano, talvez aceite a oportunidade de encarar um novo desafio no Brasil.

MAURÍCIO
Zagueiro
30 anos
Johor Darul Ta'zim (MLS)

Crédito: Patrik Sollarz/AFP

Cria das categorias de base do Palmeiras e sempre lembrado pelo desentendimento que teve em campo com Obina quando ambos atuavam no clube paulista, o zagueiro teve carreira bem interessante na Europa e fez sucesso com as camisas de Lazio e Sporting. No fim do ano passado, surpreendeu ao anunciar sua ida para a Malásia, um mercado ainda pouco explorado da Ásia. Recuperando-se de uma lesão, Maurício não deve continuar por lá depois do fim do seu contrato, em novembro, e deve pintar no Brasil em 2020.

KLÉBER
Atacante
36 anos
Austin Bold (EUA)

Crédito: Divulgação

Ex-Palmeiras, São Paulo, Grêmio e Cruzeiro, o atacante andava com a carreira em baixa no Brasil quando se mandou para a segunda divisão do futebol dos Estados Unidos, na virada do ano. Porém, no Austin Bold, tem recuperado o bom desempenho. Kléber é o capitão da equipe texana e um dos principais artilheiros da equipe na temporada, com sete gols. Apesar de já veterano, o Gladiador certamente deve conseguir um lugarzinho em um time da parte de baixo da tabela do Brasileirão se decidir voltar ao país na próxima temporada.

BILL
Atacante
35 anos
Chiangrai United (TAI)

Crédito: Divulgação

O clube brasileiro que deseja ter na próxima temporada um centroavante experiente e acostumado a meter bolas nas redes pode encontrar uma boa opção na Tailândia. Com passagens por Santos e Corinthians, Bill está em sua segunda temporada na Ásia e já marcou vinte vezes na liga tailandesa. Atualmente no Chiangrai United, está na briga pela liderança do campeonato e pode conquistar o título nacional antes do encerramento do seu contrato.

PAULINHO
Meia-atacante
33 anos
BK Häcken (SUE)

Crédito: Divulgação

Praticamente desconhecido no Brasil, onde atuou em clubes como XV de Piracicaba, Bragantino e Paraná, o camisa 10 do BK Häcken é um dos astros do futebol da Suécia. Na temporada passada, marcou vinte gols e foi o artilheiro da principal competição da terra de Zlatan Ibrahimovic. Nesta, vem sofrendo com problemas físicos e não está tão bem assim. Credenciado pelo sucesso europeu, pode ter na virada do ano a sua última chance de voltar ao Brasil e ainda fazer sucesso por aqui.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Paraense cruzou o mundo, comeu morcego e esperou 37 anos por 1ª convocação
"Hulk" da zaga vira meme, conquista o Sevilla e quer chance com Tite
Como a China planeja virar um "Brasil B" para voltar à Copa do Mundo
Como Campeonato Inglês pode mexer com o posto de camisa 9 da seleção

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis