Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Como Campeonato Inglês pode mexer com o posto de camisa 9 da seleção

Rafael Reis

29/08/2019 04h00

Wesley fez o movimento em diagonal para escapar do seu defensor, recebeu o passe perto da entrada da pequena área e bateu no canto para marcar seu primeiro gol pelo Aston Villa, no 2 a 0 aplicado sobre o Everton.

Joelinton aproveitou a falha do zagueiro em cortar um lançamento, já dominou a bola se preparando para a finalização e, antes de ser alcançado por um novo adversário, meteu para dentro da meta do Tottenham, definindo a vitória por 1 a 0 e celebrando pela primeira vez com o Newcastle.

Crédito: Montagem

Os dois gols típicos de centroavante e anotados no último fim de semana mostram por que a temporada 2019/2020 do Campeonato Inglês virou a melhor oportunidade de Tite para encontrar novas opções para a camisa 9 da seleção brasileira.

Desde 2017, o posto é dividido entre Roberto Firmino (Liverpool) e Gabriel Jesus (Manchester City). Mas, apesar de serem nomes já consolidados no futebol europeu e também com a amarelinha, os dois não são propriamente atacantes de área.

Tite não esconde de ninguém que é um admirador desse perfil de homem de referência no ataque, o centroavante cheio de força física e com nenhuma dificuldade de finalização, nem que seja para tê-lo como opção de banco e acioná-lo em partidas que peçam uma mudança de característica.

Por isso, o ex-comandante do Corinthians certamente está prestando bastante atenção nessas primeiras rodadas da Premier League, o campeonato nacional mais rico e badalado de todo o planeta.

Wesley e Joelinton são estreantes na Inglaterra e custaram uma bela grana a seus novos clubes.

O primeiro tem 22 anos, começou a carreira no Itabuna, da Bahia, jogou na Eslováquia e teve uma passagem de sucesso pelo Brugge, da Bélgica – tanto que despertou interesse da seleção do país. Depois, virou o reforço mais caro do Aston Villa: 25 milhões de euros (R$ 108 milhões).

Joelinton custou ainda mais caro, 44 milhões de euros (R$ 190,6 milhões), e também foi a contratação mais cara já realizada por seu time. Antes de chegar ao Newcastle, disputou parte do Brasileirão de 2015 pelo Sport, teve uma rápida passagem pela Áustria e brilhou no Hoffenheim (ALE).

Os dois são bem mais altos e fortes que Firmino e Gabriel Jesus. Enquanto os atuais convocáveis de Tite têm 1,81m e 1,75m, respectivamente, o camisa 9 do Aston Villa é um gigante de 1,91m, e o centroavante do Newcastle chega a 1,86m.

Só na última temporada, Wesley marcou cinco gols de cabeça (de um total de 17). Já Joelinton só foi às vezes uma vez em jogada de bola aérea ao longo de 2018/2019, mas marcou inúmeras vezes em jogadas típicas de centroavante.

A dupla estará em campo novamente no próximo fim de semana. No sábado, o Aston Villa visita o Crystal Palace, enquanto o Newcastle recebe o Watford.

Atual campeão europeu, o Liverpool é o único time que venceu os três jogos que disputou até o momento no Campeonato Inglês e lidera a competição com nove pontos, dois a mais que o Manchester City, segundo colocado.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Maior da história, janela chega a R$ 29 bi; veja os brasileiros mais caros
Neymar e mais 5 jogadores brasileiros com futuro indefinido na Europa
Artilheiro no Japão, ex-Ponte tem mais gols que Villa e rejeita seleção
Como ex-auxiliar de Tite transformou o Lyon em sensação da Europa

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis