PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

7 veteranos estrangeiros que ainda jogam (e talvez você não saiba)

Rafael Reis

26/11/2018 04h00

Sabe que aquele jogador que você curtia há alguns anos atrás, costuma assistir às partidas dele e que de repente sumiu? "Deve ter se aposentado", certamente foi esse o seu primeiro pensamento. Mas será mesmo?

O que não faltam são jogadores com história em grandes clubes da Europa que vão para times menores na reta final da carreira, simplesmente desaparecem dos noticiários, e que continuam jogando profissionalmente por mais alguns anos.

Apresentamos abaixo sete atletas conhecidos do grande público que muita gente pensa que estão aposentados, mas que ainda não desistiram dos gramados.

SAMUEL ETO'O
Atacante
37 anos
Camaronês
Qatar SC (QAT)

Crédito: Divulgação/Qatar SC

Apesar de até já ter disputado um amistoso beneficente em Ribeirão Preto, no interior paulista, o astro camaronês continua em plena atividade. O ex-jogador do Barcelona, do Chelsea e da Inter de Milão deixou a Turquia em agosto para atuar no Qatar, país-sede da Copa-2022. Por falar em Mundiais, Eto'o é o único atleta participante da Copa da França, vinte anos atrás, que ainda não pendurou as chuteiras.

TIM HOWARD
Goleiro
39 anos
Norte-americano
Colorado Rapids (EUA)

Crédito: Divulgação/Colorado Rapids

Jogador da seleção dos EUA em três Copas do Mundo (2006, 2010 e 2014), Howard passou 13 anos atuando no futebol inglês e defendeu camisas importantes como Manchester United e Everton. Há dois anos, resolveu voltar para a casa e virou uma das estrelas da Major League Soccer. Mesmo prestes a completar 40 anos, é o capitão do Colorado Rapids, franquia que nem se classificou para os playoffs nesta temporada.

PETER CROUCH
Atacante
37 anos
Inglês
Stoke City (ING)

Crédito: Tony Marshall/Getty Images

O centroavante grandalhão (tem 2,01 m de altura) fez sucesso em meados da década passada, quando defendeu o Liverpool e era figurinha carimbada na seleção inglesa. Crouch defende desde 2011 o Stoke City, atualmente na segunda divisão de sua terra natal. Hoje em dia, é reserva, mas costuma entrar nos minutos finais na maioria das partidas. Seu contrato termina no fim da temporada.

KAZU MIURA
Atacante
51 anos
Japonês
Yokohama FC (JAP)

Crédito: Divulgação/J-League

Símbolo de longevidade, o atacante que passou por Santos e Palmeiras entre o fim da década de 1980 e começo dos anos 1990 já virou cinquentão, mas continua jogando normalmente. Kazu, que atua na segunda divisão japonesa, já é o jogador mais velho da história a disputar uma partida como profissional e também detém o recorde de atleta de idade mais elevada a balançar as redes em um jogo oficial.

FABRICIO COLOCCINI
Zagueiro
36 anos
Argentino
San Lorenzo (ARG)

Crédito: Divulgação/San Lorenzo

Zagueiro cabeludo, voluntarioso e sedento pelo ataque, Coloccini foi uma espécie de versão "anos 2000" de David Luiz. O argentino jogou no Milan, no Atlético de Madri, no La Coruña e passou oito temporadas no Newcastle. Em 2016, voltou à América do Sul para defender o San Lorenzo, clube onde atua até hoje. Na atual temporada argentina, tem se revezado entre a braçadeira de capitão e o banco de reservas.

JOHN O'SHEA
Zagueiro
37 anos
Irlandês
Reading (ING)

Crédito: Divulgação/Reading

O defensor já fazia parte do elenco do Manchester United em 1999, ano em que o clube inglês derrotou o Palmeiras e se sagrou campeão mundial. Quase duas décadas depois, O'Shea segue firme e forte nos gramados. Só que a camisa que veste agora já é não tão pesada quanto no passado. Nesta temporada, o zagueiro defende o Reading, que está lutando contra o rebaixamento na segunda divisão da Inglaterra.

BACARY SAGNA
Lateral direito
35 anos
Francês
Montréal Impact (CAN)

Crédito: Divulgação/Montréal Impact

Ex-Arsenal e Manchester City, o lateral francês até chegou a ameaçar uma aposentadoria e ficou sete meses afastado do futebol entre o meio do ano passado e o começo do atual. Em fevereiro, foi contratado pelo Benevennto e acabou rebaixado no Campeonato Italiano. Logo na sequência, seguiu o mesmo caminho de vários jogadores conhecidos na reta final da carreira e se mandou para a MLS (Major League Soccer).


Mais de Cidadãos do Mundo

5 destaques da Libertadores para seu clube contratar no próximo ano
1º negro da história das seleções era filho de escrava e foi 'corinthiano'
Aos 19, Mbappé é melhor na seleção que Messi e Cristiano Ronaldo
Zagueiro do Uruguai que vai enfrentar o Brasil faz faculdade e anda de ônibus

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.