Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Mulher de Vardy e supostas traições explicam volta de Rooney à Inglaterra

Rafael Reis

15/10/2019 04h20

Maior artilheiro da história do Manchester United e um dos principais nomes da Inglaterra neste século, o atacante Wayne Rooney estará de volta ao futebol do seu país-natal no próximo ano.

Mas o motivo que fez o jogador decidir deixar o DC United, dos Estados Unidos, para jogar a partir de 1º de janeiro no Derby County, da segunda divisão inglesa, pouco tem a ver com ambição futebolística, saudade de casa, ganhos financeiros ou a chance de ser jogador e auxiliar-técnico simultaneamente.

Crédito: Oli Scarff/AFP

O astro de 33 anos estará na Inglaterra novamente a partir do começo de 2020 porque sua mulher, Coleen Rooney, com quem é casado desde 2008 e tem quatro filhos, mandou.

A esposa não estava gostando nada de ver seguidamente estampadas nos tabloides ingleses histórias de que o marido estava abusando no consumo de álcool e levando "vida de solteiro" nos Estados Unidos. Por isso, pressionou-o pelo retorno à Europa.

Só nos últimos meses, a imprensa britânica noticiou dois supostos casos de traição do atacante (um com uma atendente de bar na Flórida e outro em um hotel no Canadá, antes de uma partida do DC United). Além disso, o jogador foi preso em dezembro ao aparecer alcoolizado e usando palavras ofensivas no aeroporto de Washington.

Ao mesmo tempo em que convenceu Rooney a deixar os Estados Unidos, Coleen passou a executar um plano para identificar e, posteriormente, expor a pessoa que estava vazando informações de sua família para os tabloides.

O resultado da sua investigação veio à tona na semana passada e gerou polêmica. A esposa do craque acusou publicamente Rebekah Vardy, mulher do atacante Jamie Vardy, do Leicester e ex-companheiro de seleção de Rooney, de ser a responsável de municiar os jornalistas do "Sun" com fofocas.

Em sua conta no Twitter, Coleen revelou que passou cinco meses criando histórias falsas sobre si mesma e publicando no Stories do Instagram. O detalhe é que ela havia liberado a ferramenta para apenas uma de suas seguidoras, justamente Rebekah. Mesmo assim, esses conteúdos foram parar na imprensa.

"Não preciso do dinheiro, o que eu ganharia ao vender histórias sobre você? Eu gostava muito de você, Coleen, e estou triste por você ter decidido fazer isso, especialmente em um momento em que estou grávida", rebateu a esposa de Vardy, que até então tinha laços íntimos de amizade com a esposa do jogador do DC United.

Revelado na base do Everton, Rooney disputou apenas duas temporadas no clube de Liverpool antes de ser contratado pelo Manchester United. Entre 2004 e 2017, o atacante esteve em 559 partidas pelos Red Devils e marcou 253 gols, superando o recorde de Bobby Charlton (249 bolas nas redes).

Quinto colocado na eleição de melhor jogador do planeta em 2011, o inglês desembarcou na MLS (Major League Soccer) no ano passado e foi escolhido como craque do DC United logo na estreia.

Nesta temporada, Rooney ainda está vivo na briga pelo título norte-americano. Em meio ao turbilhão que virou a vida do seu camisa 9 e capitão, a franquia de Washington enfrenta o Toronto FC, no sábado, na primeira rodada dos playoffs decisivos da competição.

O Derby County, que terá o astro dentro de campo e como auxiliar do técnico Philipp Cocu a partir de janeiro, ocupa atualmente a 13ª posição na Championship, a segundona inglesa.


Mais de Cidadãos do Mundo

Por onde andam 7 "professores" famosos do futebol mundial que sumiram?
Cristiano Ronaldo vai virar o maior artilheiro da história das seleções?
Dia das Crianças: 5 garotos que já estão brilhando no futebol mundial
Por que Messi desistiu do Newell's e agora fala em se aposentar no Barça?

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Blog do Rafael Reis