Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Como garoto com só 44 partidas vai virar o 4º jogador mais caro da história

Rafael Reis

28/06/2019 04h00

Doze meses atrás, João Félix era apenas um adolescente de 18 anos que atuava no time B do Benfica e que, assim como seus companheiros, ainda sonhava com a primeira oportunidade na equipe principal.

Depois de um ano e apenas 44 partidas como profissional (43 pelo Benfica e uma pela seleção portuguesa), o atacante está prestes a se transformar na quarta contratação mais cara da história do futebol mundial.

Crédito: Carlos Costa/AFP

O Benfica anunciou na noite de quarta-feira que recebeu uma proposta de 126 milhões de euros (R$ 545,8 milhões) do Atlético de Madri pelo garoto. O valor é até maior do que a multa rescisória de Félix, estipulada em 120 milhões de euros (R$ 520 milhões).

O negócio, que deve ser oficializado nos próximos dias, só ficará abaixo de outras três transações já realizadas até hoje no esporte mais popular do planeta –as idas de Neymar e Kylian Mbappé para o Paris Saint-Germain (222 milhões e 180 milhões de euros, respectivamente) e compra de Philippe Coutinho pelo Barcelona (160 milhões).

Mas como é possível que um garoto que só disputou uma temporada como profissional, nunca atuou em uma das maiores ligas nacionais da Europa e tem só um jogo de fase principal da Liga dos Campeões no currículo possa protagonizar uma transferência de valores tão altos?

Ainda que Félix tenha números ótimos neste início de carreira (20 gols e 11 assistências em 44 jogos), parece óbvio que o preço de sua transferência está superfaturado. Mas há várias explicações para isso.

O primeiro é o quanto o Mercado da Bola ficou inflacionado desde que Neymar foi para o PSG. A transação transformou radicalmente os paradigmas dos preços dos principais jogadores do planeta.

Não à toa, todas as seis transferências mais caras da história aconteceram nos últimos dois anos. E só uma do top 10 (a chegada de Cristiano Ronaldo ao Real Madrid, em 2009) não foi realizada nesta década.

Somado a essa escalada de preços, há ainda a necessidade do Atlético de Madri de encontrar novos protagonistas para a próxima temporada.

Como o francês Antoine Griezmann e o uruguaio Diego Godín, referências do clube nas últimas temporadas, decidiram ir embora, os espanhóis não podiam correr risco de perder a concorrência por um jogador com potencial para se transformar em líder técnico do time e suprir essas ausências.

Se o destino do português fosse um outro clube do primeiro escalão europeu, o negócio provavelmente não chegaria a cifras tão absurdas. Manchester City, Barcelona ou Juventus não teriam necessidade de gastar tanto para garantir Félix.

Há ainda um outro fator que não pode ser ignorado. O empresário responsável pelo negócio é o português Jorge Mendes, o mesmo de CR7 e José Mourinho, que possui conexões íntimas com Benfica e Atlético de Madri.

Fechar um negócio de proporções tão altas é também um jeito de agradar o agente, que, segundo o jornal "A Bola", pode abocanhar até 30% do valor da transferência.

Fã declarado de Kaká e muitas vezes chamado de "novo Cristiano Ronaldo", João Félix é filho de um ex-jogador profissional de futebol e preparador físico com uma professora e começou a construir sua trajetória nos gramados nas categorias de base do Porto. Por isso, o arquirrival do Benfica também irá lucrar com a quarta transferência mais cara da história.

AS 10 TRANSFERÊNCIAS MAIS CARAS DA HISTÓRIA

1 – Neymar (BRA/Paris Saint-Germain/2017) – 222 milhões de euros
2 – Kylian Mbappé (FRA/Paris Saint-Germain/2017) – 180 milhões
3 – Philippe Coutinho (BRA/Barcelona/2018) – 160 milhões
4 – João Félix (POR/Atlético de Madri/2019) – 126 milhões*
5 – Ousmane Dembélé (FRA/Barcelona/2017) – 125 milhões
6 – Cristiano Ronaldo (POR/Juventus/2018) – 117 milhões
7 – Paul Pogba (FRA/Manchester United/2016) – 105 milhões
8 – Gareth Bale (GAL/Real Madrid/2013) – 101 milhões
9 – Eden Hazard (BEL/Real Madrid/2019) – 100 milhões
10 – Cristiano Ronaldo (POR/Real Madrid/2009) – 94 milhões

*Proposta já oficializada pelo Benfica; negócio ainda não foi anunciado


Mais de Cidadãos do Mundo

Por que Dybala quase nunca joga pela seleção argentina?
Por onde andam 7 ídolos históricos da Juventus?
A história do soldado nazista que se tornou ídolo do City e virou filme
7 técnicos famosos do futebol mundial que estão desempregados

 

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis