Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Um ano depois, renovação brasileira é menor que média das seleções da Copa

Rafael Reis

2005-06-20T19:04:00

05/06/2019 04h00

Dos 23 jogadores que participaram da campanha brasileira na Copa do Mundo, 14 estarão novamente vestindo a camisa amarelinha na Copa América, que será disputada a partir da próxima semana.

O número faz da seleção comandada por Tite uma das menos se renovaram desde a disputa da Rússia-2018, há exatamente um ano.

Crédito: Kai Pfaffenbach/Reuters

Apenas dez dos 32 times que participaram da última edição do Mundial têm em suas convocações para os jogos válidos pela Data Fifa de junho um número de remanescentes superior ao brasileiro.

O recordista é Marrocos, que colocou em sua lista provisória para a disputa da Copa Africana de Nações nada menos que 19 jogadores que já estavam no seu elenco no ano passado. Bélgica e Irã, com 18 sobreviventes da Copa, aparecem logo na sequência.

Apesar de ter caído nas quartas de final da Copa, o Brasil possui nível de renovação similar ao França, que se sagrou bicampeã mundial na Rússia, e superior ao da Croácia, que obteve a melhor participação da sua história ao chegar até a decisão.

Assim como os brasileiros, os franceses ainda contam com 14 jogadores do Mundial em sua convocação mais recente. Já os croatas mantiveram 12 atletas do torneio de 2018 na lista atual.

No caso do Brasil, o setor que menos teve mudanças é a defesa. Os três goleiros da Copa América (Alisson, Cássio e Ederson) são os mesmos chamados no ano passado. Cinco dos oito zagueiros e laterais, também (Thiago Silva, Miranda, Marquinhos, Filipe Luís e Fágner).

A renovação brasileira está praticamente toda concentrada do meio para frente. Casemiro, Philippe Coutinho e Fernandinho são os meio-campistas que continuam na equipe. E Gabriel Jesus, Neymar e Roberto Firmino, os homens de frente sobreviventes.

Na média, cada seleção participante da Copa-2018 conta hoje com 11,6 jogadores que estiveram no Mundial. Ou seja, o Brasil tem 2,4 veteranos a mais do que essa marca.

As equipes que promoveram as renovações mais intensas são Austrália e Japão. Os "Socceroos" chamaram para os amistosos deste mês apenas dois jogadores que foram à Rússia-2018. Já os nipônicos vão disputar a Copa América como convidados com quatro atletas convocados em 2018.

O Brasil faz nesta quarta-feira seu penúltimo amistoso antes da Copa América. O adversário é o Qatar, e o jogo acontece em Brasília. No domingo, a equipe encerra a fase de preparação contra Honduras, em Porto Alegre.

REMANESCENTES DA COPA-2018*

Marrocos – 19
Bélgica e Irã – 18
Peru e Uruguai – 17
Nigéria e Suíça – 16
Costa Rica, Inglaterra, Polônia e Suécia – 15
Brasil, França, Islândia e Tunísia – 14
Colômbia e Portugal – 13
Alemanha, Croácia, Dinamarca, Panamá e Egito – 12
Sérvia – 11
Rússia e Tunísia – 10
Espanha e México – 9
Argentina e Correia do Sul – 8
Japão – 4
Austrália – 2

*na convocação para a Data Fifa de junho de 2019; a Arábia Saudita não tem compromissos neste mês


Mais de Seleções:

– Decadente desde 2013, Brasil vira 4ª (ou 5ª) força sul-americana no sub-20
– Campeão na Ásia, Qatar clona Barcelona para não fazer feio em 2022
– Com ex-Barça e seleção de estrangeiros, Qatar vira sensação da Copa da Ásia
– Conheça o estádio da 4ª divisão inglesa que vai receber jogo do Brasil

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis