Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Brasileiros gastam R$ 190 mi a mais que argentinos para Libertadores-19

Rafael Reis

22/01/2019 04h00

A Copa Libertadores da América-2019 começa nesta terça-feira com comportamentos bem diferentes no Mercado da Bola dos representantes dos dois países que têm dividido a hegemonia da competição nos últimos anos.

Enquanto os clubes brasileiros, que levantaram sete taças neste século, estão investindo pesado em reforços para se sagrarem campeões sul-americanos nesta temporada, os argentinos, que também ganharam cinco taças desde 2001, andam com as carteiras bem fechadas.

Os oito representantes do futebol pentacampeão mundial que vão disputar o torneio continental neste ano já gastaram pelo menos 61,2 milhões de euros (R$ 262,5 milhões) na chegada de novos jogadores.

O valor é quase o quádruplo da soma dos investimentos em reforços dos sete clubes da Argentina classificados para a Libertadores. Juntos, eles desembolsaram até o momento pouco mais de 16 milhões de euros (R$ 71 milhões) na aquisição de direitos econômicos de atletas.

Enquanto Flamengo e Palmeiras, os dois clubes mais poderosos economicamente do Brasil na atualidade, fizeram mercados na casa dos 20 milhões de euros cada nesta temporada (R$ 86,7 milhões), os argentinos nem chegam perto dessa marca.

Atual campeão da Libertadores, o River Plate gastou até agora apenas os 3,2 milhões de euros (R$ 13,9 milhões) necessários para manter na América do Sul o meio-campista colombiano Juan Quintero, que estava emprestado pelo Porto na temporada passada.

Já o Boca, derrotado pelo arquirrival na decisão do ano passado, tem sido um pouco mais arrojado nesta janela de transferências.

O clube da Bombonera investiu 10,5 milhões de euros (R$ 45,5 milhões), a maior parte na contratação do volante Iván Marcone, que estava no Cruz Azul (MEX) e custou 7 milhões de euros (R$ 30,3 milhões).

O jogador é segundo reforço mais caro da América do Sul no ano, atrás apenas do meio-campista uruguaio Giorgian de Arrascaeta, que fez o Flamengo investir 15 milhões de euros (R$ 65 milhões).

Três dos sete argentinos no torneio sul-americano não gastaram sequer um centavo com reforços para a nova temporada e só adicionaram ao seus elencos atletas emprestados ou que foram cedidos sem pagamento dos direitos econômicos. Por outro lado, todos os clubes brasileiros tiraram dinheiro do bolso para montarem seus times para esta temporada.

O confronto entre Delfín (EQU) e Nacional (PAR) abre a Libertadores-2019, nesta terça. A primeira das três rodadas preliminares da competição conta ainda com as participações de Deportivo La Guaira (VEN), Real Garcilaso (PER), Bolívar (BOL) e Defensor Sporting (URU). A fase de grupos só terá início em março.

INVESTIMENTOS PARA A LIBERTADORES-2019

BRASIL – 61,2 milhões de euros
Flamengo – 20 milhões de euros
Palmeiras – 19,9 milhões de euros
São Paulo – 10,1 milhões de euros
Atlético-MG – 4,9 milhões de euros
Cruzeiro – 4 milhões de euros
Grêmio – 1,4 milhão de euros
Internacional – 690 mil euros
Athletico-PR – 175 mil euros

ARGENTINA – 16,3 milhões de euros
Boca Juniors – 10,5 milhões de euros
River Plate – 3,2 milhões de euros
San Lorenzo – 1,5 milhão de euros
Rosario Central – 1,1 milhão de euros
Godoy Cruz – 0
Huracán – 0
Talleres – 0

Fonte: Transfermakt


Mais de Clubes

– Com Robinho, time de "velhinhos" está provocando revolução no futebol turco
– Patrocínio de turismo na Coreia do Norte gera polêmica no futebol inglês
– Por que o futebol da Inglaterra não para no fim do ano?
– Quando cada campeonato europeu volta das férias de fim de ano?

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis