Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Argelino desbanca Messi e CR7 para ser artilheiro do mundo em 2018

Rafael Reis

2031-12-20T18:04:00

31/12/2018 04h00

O artilheiro do futebol mundial neste ano que chega ao fim não é Lionel Messi, Cristiano Ronaldo, Mohamed Salah, Neymar, Kylian Mbappé ou qualquer outro jogador acostumado a disputar as principais competições do planeta e que esteve na Copa da Rússia.

Em 2018, ninguém balançou mais as redes que Baghdad Bounedjah, um centroavante argelino de 27 anos que construiu sua carreira dentro da própria África e atualmente é companheiro de Xavi (ex-Barcelona) no Al-Sadd, do Qatar.

Crédito: Reprodução

O camisa 11 é um fenômeno na arte de marcar gols. Foram 59 nos últimos 12 meses, oito a mais que o multipremiado Messi, do Barça, que encerra o ano na segunda colocação do ranking.

Só na atual temporada da primeira divisão do país-sede da próxima Copa do Mundo, Bounedjah já marcou 29 vezes. E isso em apenas 15 rodadas. Ou seja, sua média na competição é de quase dois gols por partida (1,93).

Ao longo do ano, o centroavante anotou três hat-tricks (três gols em um jogo), um pôquer (quatro bolas nas redes em uma partida) e conseguiu uma proeza histórica: marcar sete vezes em apenas 90 minutos, na goleada por 10 a 1 aplicada pelo Al-Sadd contra o Al-Arabi, em agosto.

O sucesso de Bounedjah deve levá-lo em breve para a elite do futebol mundial. Apesar de ter renovado recentemente seu contrato até 2024, o argelino tem sido especulado pela imprensa inglesa como possível reforço de Leicester e Leeds United para a segunda metade da temporada.

O atacante do Al-Sadd não é o único jogador da "periferia da bola" que se destacou em 2018 pela facilidade em fazer gols.

O brasileiro Diogo, ex-Santos e Palmeiras, marcou 43 vezes pelo Buriram United, da Tailândia, e ocupa o quinto lugar no ranking dos maiores artilheiros do planeta. Dave Turpel, do Dudelange, de Luxemburgo, é o oitavo, com 40 gols. E o equatoriano Jhon Cifuente, da Universidad Católica, o décimo, com 38.

Mas o pódio, com exceção de Bounedjah, é ocupado pelos protagonistas "de sempre". Se Messi é o segundo principal goleador do ano, o português Cristiano Ronaldo, que trocou o Real Madrid pela Juventus, está no terceiro lugar, com 49 gols.

Maior artilheiro do planeta em 2017, quando anotou 56 tentos, o inglês Harry Kane, do Tottenham, desta vez tem de contentar com a sétima colocação. O centroavante deixou sua marca 42 vezes nas redes adversárias em 2018.

OS 10 MAIORES ARTILHEIROS DE 2018

1 – Baghdad Bounedjah (ALG/Al-Sadd) – 59 gols
2 – Lionel Messi (ARG/Barcelona) – 51
3 – Cristiano Ronaldo (POR/Juventus) – 49
4 – Robert Lewandowski (POL/Bayern de Munique) – 46
5 – Mohamed Salah (EGI/Liverpool) – 44
6 – Diogo (BRA/Buriram United) – 43
7 – Harry Kane (ING/Tottenham) – 42
8 – Antoine Griezmann (FRA/Atlético de Madri) – 40
Dave Turpel (LUX/Dudelange) – 40
10 – Jhon Cifuente (EQU/Universidad Católica) – 38
Luis Suárez (URU/Barcelona) – 38


Mais de Cidadãos do Mundo

Relembre 7 jogadores conhecidos que se aposentaram em 2018
Veja 7 nomes especulados para mudar de clube na Europa na janela de janeiro
Por onde andam 7 ex-jogadores do Manchester United que "sumiram"?
7 promessas do futebol sul-americano para seu time contratar em 2019

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis