Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Relembre 7 jogadores conhecidos que se aposentaram em 2018

Rafael Reis

2029-12-20T18:04:00

29/12/2018 04h00

2018 foi um ano cheio no futebol internacional. A França se consagrou como a seleção número um do planeta, Kylian Mbappé se firmou como craque da nova geração e Luka Modric acabou com a hegemonia de uma década de Lionel Messi e Cristiano Ronaldo nos prêmios de melhor do mundo.

Mas o ano também foi de despedidas. Vários nomes que fizeram a história da modalidade no início deste século encerraram a carreira ao longo dos últimos 12 meses.

O "Blog do Rafael Reis" relembra abaixo sete jogadores importantes que anunciaram a aposentadoria em 2018 e já estão deixando saudades nos torcedores.

JOHN TERRY
38 anos
Inglês
Ex-Chelsea e Aston Villa

Crédito: Shaun Botterill/Getty Images

Ao lado de Rio Ferdinand, Steven Gerrard, Frank Lampard e Wayne Rooney, fez parte de uma geração de ouro do futebol inglês que fez fama, mas não ganhou nada pela seleção. Já no Chelsea, clube que defendeu ao longo de quase 20 anos, sagrou-se cinco vezes campeão nacional e conquistou o título inédito da Liga dos Campeões. Terry, que também teve a carreira marcada por escândalos sexuais e comportamentos polêmicos, deixou o futebol após disputar a segundona inglesa pelo Aston Villa na temporada passada.

THIAGO MOTTA
36 anos
Italiano
Ex-Barcelona, Inter de Milão e PSG

Crédito: Kenzo Tribouillard/AFP

O volante revelado nas categorias de base do Juventus, clube do bairro da Mooca, em São Paulo, anunciou a aposentadoria no meio do ano, sem ter disputado sequer uma partida como profissional no futebol brasileiro. O ex-volante que também tem cidadania italiana e disputou a Copa do Mundo-2014 pela Azzurra trabalha atualmente como técnico da equipe sub-19 do Paris Saint-Germain, clube que defendeu nos últimos seis anos de sua carreira.

DIDIER DROGBA
40 anos
Marfinense
Ex-Chelsea e Olympique de Marselha

Crédito: Adrian Dennis/AFP

Um dos maiores jogadores africanos do século, o centroavante foi ídolo no Chelsea, clube que defendeu ao longo de nove temporadas e pelo qual foi campeão europeu em 2012. No Brasil, Drogba ficou marcado pela tentativa frustrada do Corinthians de contratá-lo. Os últimos chutes da carreira do marfinense foram dados pelo Phoenix Rising, time dos EUA que ele defendeu entre 2017 e 2018 e do qual é um dos proprietários.

JULIO CESAR
39 anos
Brasileiro
Ex-Flamengo, Inter de Milão e Benfica

Crédito: Flavio Florido/UOL

Defendeu a seleção brasileira em três Copas (2006, 2010 e 2014) e foi um dos melhores goleiros do planeta durante a passagem pela Inter de Milão, entre 2005 e 2012. Reserva do Benfica, decidiu voltar ao Brasil no começo do ano para defender o Flamengo, seu clube formador, por três meses antes da aposentadoria. Julio Cesar disputou o Estadual do Rio e encerrou a carreira na partida contra o América-MG, em abril, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

JOE COLE
37 anos
Inglês
Ex-Chelsea, Liverpool e West Ham

Crédito: Paul Ellis/AFP

O meia-atacante foi importante no processo de transformação do Chelsea em um dos grandes do futebol inglês e também do europeu, no final da década passada. Mas após deixar Stamford Bridge, em 2010, Joe Cole nunca mais foi o mesmo. Com uma carreira marcada por lesões e dificuldades físicas, foi caindo progressivamente de nível até encerrar a carreira nos EUA, após dois anos defendendo o Tampa Bay Rowdies, franquia de uma das ligas inferiores do país.

EMERSON
40 anos
Brasileiro
Ex-Corinthians, Flamengo, Fluminense e Botafogo

Crédito: Ricardo Nogueira/Folhapress

Destaque do Corinthians que ganhou a Libertadores e o Mundial de Clubes de 2012, o veterano atacante decidiu retornar ao time alvinegro neste ano para disputar sua última temporada como profissional. Emerson não conseguiu repetir o sucesso de sua primeira passagem, mas ajudou a equipe a ser campeã paulista e finalista da Copa do Brasil mesmo em um ano cheio de dificuldades.

ANTONIO CASSANO
36 anos
Italiano
Ex-Roma, Real Madrid, Milan e Inter de Milão

Crédito: Christof Stache/AFP

Aquele que era para ter sido o sucessor de Francesco Totti e Alessandro del Piero na seleção italiana despediu-se do futebol profissional com apenas uma participação em Copa do Mundo no currículo (2014) e poucos momentos de brilho com a tradicional camisa azul. Cassano enfrentou ao longo da carreira problemas de peso e questões disciplinares que minaram seu desempenho. Em seu último clube, o Hella Verona, ele só participou da pré-temporada.


Mais de Cidadãos do Mundo

Veja 7 nomes especulados para mudar de clube na Europa na janela de janeiro
Por onde andam 7 ex-jogadores do Manchester United que "sumiram"?
7 promessas do futebol sul-americano para seu time contratar em 2019
Como Modric foi de melhor do mundo a problema para o Real em 5 meses

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis