Blog do Rafael Reis

Ex-xodó de Tite, Taison é quem mais erra em domínios de bola na Champions

Rafael Reis

Integrante do elenco da seleção brasileira que disputou a última Copa do Mundo, o atacante Taison tem tido dificuldade para ficar com a bola na Liga dos Campeões.

Segundo o site ''WhoScored?'', que faz o levantamento das estatísticas dos principais campeonatos de futebol do planeta, o camisa 7 e capitão do Shakhtar Donetsk é o jogador que mais errou no domínio de bola nesta edição do torneio europeu.

Crédito: Divulgação

Nas primeiras cinco rodadas da fase de grupos, Taison não conseguiu controlar 18 passes que recebeu dos seus companheiros. A média de 4,5 falhas por partida (não atuou contra o Manchester City devido a uma contusão no joelho) é mais alta do que a de qualquer outro atleta inscrito na temporada 2018/19 da Champions.

O segundo jogador que mais errou no domínio de bolas até o momento é o atacante marfinense Roger Assalé, do Young Boys, com média de 4,4 a cada 90 minutos. O meia marroquino Hakim Ziyech vem em terceiro, com 4,3 deslizes por jogo.

O top 10 desse fundamento tinha até o início da última rodada a presença de outros dois brasileiros, ambos companheiros de Taison na Copa-2018: Neymar, do Paris Saint-Germain, ocupava a quarta colocação (4,2), enquanto Philippe Coutinho, do Barcelona, era o décimo (3,4).

A quantidade elevada de erros cometidos na Champions pelo ex-atacante do Internacional está ligada ao fato de ele ser a principal referência ofensiva do Shakhtar e também o alvo principal dos seus companheiros nos momentos em que o clube ucraniano se lança ao ataque.

Dos sete gols marcados por sua equipe na Champions, o brasileiro participou ativamente de três. Foram duas bolas nas redes e uma assistência na vitória por 3 a 2 sobre o Hoffenheim, na rodada passada, que deu sobrevida ao clube na competição.

Nesta quarta, o Shakhtar recebe o Lyon em confronto direto pela classificação para a próxima fase. O time é o terceiro colocado do Grupo F, com cinco pontos, dois a menos que os franceses. Se vencer a partida desta quarta, irá para as oitavas de final. Caso contrário, dará adeus à competição. A outra vaga da chave já é do Manchester City.

Taison tem 30 anos, mas só jogou em três clubes ao longo da carreira: Inter, Metalist Kharkiv (UCR) e seu time atual, onde está desde 2013. Ele estreou pela seleção principal em 2016, no início da era Tite, disputou oito partidas e marcou um gol (no amistoso contra a Austrália, no ano passado).

Convocado para a Copa, passou o tempo todo no banco de reservas. Após o Mundial, não voltou a ser chamado para vestir a amarelinha.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Dispensado do São Paulo, brasileiro estudou no Japão e vai disputar Mundial
5 jogadores para seu clube repatriar do futebol dos EUA em 2019
7 jogadores para seu clube repatriar do futebol asiático em 2019
Em quais clubes da Europa os craques do futebol brasileiro se encaixariam?