Blog do Rafael Reis

Em quais clubes da Europa os craques do futebol brasileiro se encaixariam?

Rafael Reis

Daniel Alves e Marcelo dificilmente teriam construído carreiras tão brilhantes se, ao deixar o Brasil, não tivessem escolhido times que priorizassem o jogo ofensivo dos seus laterais. Ronaldo, Romário e Ronaldinho talvez não fossem tão bem sucedidos na Europa se não fossem as incubadoras de Holanda e França, por onde passaram antes de brilhar no Barcelona.

Encontrar a equipe certa para defender no exterior é uma tarefa difícil, mas essencial para o jogador brasileiro que deseja fazer sucesso no Velho Continente. Ir para um time errado, que não respeita suas características, pode atrapalhar bastante o desenvolvimento de carreiras mesmo de atletas bem promissores.

Pensando nisso, o “Blog do Rafael Reis” apresenta abaixo sugestões de “clubes ideais” na Europa para sete destaques do futebol brasileiro em 2018.

GEROMEL
Time que defende: Grêmio
Time onde se encaixaria: Atlético de Madri (ESP)

Crédito: Lucas Uebel/Grêmio

O jogador do Grêmio e reserva da seleção brasileira na última Copa do Mundo é um zagueiro que funciona melhor em sistemas defensivos mais estruturados do que em equipes voltadas para o ataque e, consequentemente, com linhas de marcação mais altas. Além disso, possui a garra e o “espírito de Libertadores” que o técnico Diego Simeone implantou no Atlético de Madri. Por isso, seria um companheiro perfeito de zaga para o uruguaio Diego Godín na capital espanhola.

PEDRINHO
Time que defende: Corinthians
Time onde se encaixaria: Ajax (HOL)

Crédito: Daniel Vorley/AGIF

O jovem corintiano de 20 anos transborda talento, mas ainda não é um jogador “pronto”. Até por isso, deveria escolher para sua estreia na Europa um clube acostumado a lapidar garotos e uma liga menos competitiva. Dentro desses dois pré-requisitos, o Ajax seria uma opção perfeita para seu desenvolvimento. Outra característica que o ajudaria é o fato de o futebol praticado na Holanda exigir mais técnica do que fisicamente dos jogadores.

LUAN
Time que defende: Grêmio
Time onde se encaixaria: Liverpool (ING)

Crédito: Dolores Ochoa/AP

Um atacante que se comporta como meia ou um meio-campista que faz as vezes de homem de frente? O dilema que marca a carreira do craque gremista poderia ser também um problema para Roberto Firmino. Mas o técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, resolveu a equação e transformou o brasileiro em uma das principais peças do atual vice-campeão europeu. Luan, se bem lapidado, poderia ter um destino semelhante.

DUDU
Time que defende: Palmeiras
Time onde se encaixaria: Bayern de Munique (ALE)

Crédito: Daniel Vorley/AGIF

O melhor jogador do último Campeonato Brasileiro talvez não tenha história suficiente para justificar uma transferência para o clube mais poderoso da Alemanha. Mas nenhum time do primeiro escalão europeu precisa tanto hoje de um atacante com as características de Dudu quanto o Bayern. A equipe de Munique vai perder no fim da temporada seus dois principais pontas, Arjen Robben e Franck Ribéry, e necessita repor essas peças. O camisa 7 palmeirense lembra bastante Ribéry: é ótimo nas jogadas individuais pelos lados do campo, mas também consegue criar pela faixa central.

GABIGOL
Time que defende: Santos
Time onde se encaixaria: Valencia (ESP)

Crédito: Pedro Vale/AGIF

Apesar de ter sido artilheiro do recém-encerrado Campeonato Brasileiro, Gabigol tem o filme um tanto quanto queimado na Europa por causa das suas passagens nada positivas por Inter de Milão e Benfica. Sendo assim, seu retorno ao Velho Continente deveria acontecer em um clube especialista em recuperar carreiras que andavam em baixa. O Valencia, que “resgatou” o português Gonçalo Guedes e, no passado, o espanhol Juan Mata, poderia cumprir esse papel.

LÉO SANTOS
Time que defende: Corinthians
Time onde se encaixaria: Borussia Dortmund (ALE)

Crédito: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Assim como seu companheiro Pedrinho, o zagueiro corintiano ainda tem de crescer para conseguir se destacar no cenário internacional. Assim, o melhor caminho para o zagueiro de 19 anos seria jogar em um clube que tem dado oportunidade de evolução para defensores mais jovens. E o Borussia Dortmund é exemplar nesse quesito. Sua dupla de zaga titular nas últimas rodadas do Campeonato Alemão tem sido formada por um jogador de 22 anos (Diallo) e outro de 19 (Zagadou).

EVERTON
Time que defende: Grêmio
Time onde se encaixaria: Manchester United (ING)

Crédito: Lucas Uebel/Grêmio

Não é à toa que o Manchester United vem sendo especulado na Inglaterra como o possível destino da revelação gremista. O time comandado por José Mourinho sente falta de leveza no ataque. De todos os homens de frente que fazem parte do elenco dos Red Devils, apenas Rashford e Martial têm características de buscar as jogadas individuais. Everton poderia ajudar o poderoso clube inglês nesse sentido.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

7 destaques que o futebol brasileiro pode perder para o exterior em 2019
Neymar entra no top 10 da Chuteira de Ouro e fica a 5 gols da liderança
7 brasileiros ''esquecidos'' no exterior para seu time contratar em 2019
Após 7 a 1, Felipão apaga passado e vira ''rei dos pontos corridos''