Blog do Rafael Reis

Arquivo : tianjin quanjian

Pato recupera fome de gol na China e tem melhor média em 10 anos
Comentários Comente

Rafael Reis

Azar no amor, sorte no jogo.

Em meio ao fim do relacionamento de três anos com a modelo e atriz Fiorella Mattheis, anunciado na última terça-feira, o atacante brasileiro Alexandre Pato reencontrou o caminho do gol.

Depois de fracassar com as camisas de Chelsea e Villarreal, o ex-jogador de São Paulo e Corinthians virou um dos principais homens-gol do Campeonato Chinês nesta temporada.

Nas primeiras 15 partidas pelo Tianjin Quanjian, clube que pagou 18 milhões de euros (R$ 56,2 milhões) para contar com seu futebol, o paranaense já balançou as redes oito vezes. Sua média de gols (0,53 por partida) é a mais alta dos últimos dez anos.

Desde que deixou o Internacional, em 2007, como um adolescente que parecia fadado a construir uma carreira de sucesso na seleção, Pato não comemorava gols com tanta frequência.

No Milan, onde ficou por quase seis temporadas, o brasileiro teve média de 0,42 gol por jogo. O segundo melhor desempenho foi no São Paulo (0,39). No Corinthians e no Villarreal, as marcas foram parecidas, algo em torno de 0,27.

Já as estatísticas do Chelsea não devem nem ser consideradas. Afinal, a passagem de Pato pela Inglaterra praticamente não existiu. Durante o semestre que vestiu a camisa azul, o atacante só entrou em campo duas vezes e marcou um gol, de pênalti.

No Quanjian, clube que estreia na primeira divisão chinesa e que conquistou a Série B na temporada passada com um elenco repleto de brasileiros (Jadson, Luís Fabiano e Geuvânio), Pato é o camisa 10 e a maior referência ofensiva.

O centroavante responde por 38% dos 21 gols anotados por seu time no campeonato e é o principal responsável pela boa campanha da equipe, quinta colocada, com 25 pontos, 12 a menos que o Guangzhou Evergrande, líder e atual hexacampeão nacional.

Foi justamente contra o Evergrande, time dirigido por Luiz Felipe Scolari e que conta com os brasileiros Paulinho, Alan e Ricardo Goulart, que Pato fez sua obra-prima desde a chegada ao Oriente.

No encontro entre as duas equipes, no último domingo, Pato recebeu a bola antes da linha do meio-campo, atravessou toda a intermediária adversária, driblou dois marcadores e anotou um golaço na vitória por 4 a 3 do Quanjian.

“Hoje fizemos um pedaço da história do futebol chinês! E essa vitória é muito importante para a história do Tianjin Quanjian! Obrigado a todos”, postou o jogador, em sua conta no Instagram.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

– 5 brasileiros sem contrato para seu time se reforçar no 2º semestre
– Denilson tirou recorde de Ronaldo e já foi jogador mais caro do mundo
– Já começou: os 10 brasileiros mais caros desta janela de transferências
– Seleção dos reforços mais caros da história tem só 1 brasileiro; veja time


“Rei das estreias”, Pato enfrenta jejum de gols inédito na China
Comentários Comente

Rafael Reis

Passar em branco nos dois primeiros jogos por um novo clube não é problema para nenhum atacante. Ou, pelo menos, não deveria ser.

Mas, para o brasileiro Alexandre Pato, os 180 minutos sem balançar as redes pelo Tianjin Quanjian significam demais.

Apelidado de “Rei das estreias” pela tradição construída ao longo da carreira de marcar logo na primeira partida oficial por uma nova equipe, o atacante nunca demorou tanto para festejar seu primeiro gol vestindo uma camisa quanto na China.

Pato marcou no seu primeiro jogo oficial como profissional, aos 17 anos, contra o Palmeiras, pelo Internacional. Repetiu a dose na seleção brasileira, no Milan, no Corinthians, no Villarreal e até no Chelsea, clube pelo qual disputou apenas duas partidas e onde foi transformado em piada pela imprensa inglesa.

Já no São Paulo, o atacante até balançou as redes, na estreia contra o CSA, pela Copa do Brasil-2014. Mas o gol foi anulado. Sem problemas: na partida de volta do mata-mata, sua segunda vestindo a camisa do time do Morumbi, ele deixou sua marca.

É por isso que ter passado em branco nas duas primeiras rodadas do Campeonato Chinês é um fato inédito na carreira do jogador de 27 anos.

Contratado no fim de janeiro por 18 milhões de euros (R$ 61,1 milhões) do Villarreal, Pato ganhou a camisa 10 do Tianjin Quanjian, atual campeão da segunda divisão chinesa e que contou na temporada passada com Jadson (Corinthians) e Luís Fabiano (Vasco).

Em sua primeira partida oficial na Ásia, Pato não só passou em branco, como viu sua equipe ser derrotada fora de casa pelo Guangzhou R&F, clube que conta em seu elenco com o ex-corintiano Zizao.

Já na segunda rodada do Chinês-2017, o brasileiro teve uma oportunidade de ouro para comemorar seu primeiro gol pelo Quanjian e evitar o jejum histórico. Mas, acabou desperdiçando um pênalti ante o Shanghai Shenhua, clube que tem Tevez como estrela.

A falha do centroavante custou caro ao time de Pato, que empatou por 1 a 1 e ocupa apenas a 12ª colocação no campeonato.

O pênalti desperdiçado pelo brasileiro repercutiu bastante na China e também no exterior. Não pela falha em si, mas pela suspensão de dois jogos recebida pelo meia Sun Shilin, do Shenhua. O jogador foi punido por ter “ridicularizado” Pato com um joinha logo após o lance.

O atacante ex-Inter, Corinthians e São Paulo terá neste sábado mais uma oportunidade de marcar seu primeiro gol pelo Quanjian. A equipe do brasileiro recebe o modesto Henan Jianye, que também ainda não venceu nesta temporada.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

– Neymar sofre recorde de faltas e é o jogador que mais apanha na Europa
– 50% brasileiro, zagueiro da Suíça morou no Rio em busca de “malandragem”
– Atrás de Vágner Love, Neymar está fora do top 100 da Chuteira de Ouro
Mais indisciplinado do Barça, Neymar bate recorde de cartões na Europa


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>