PUBLICIDADE
Topo

Melhor brasileiro na Chuteira de Ouro já até deixou de ser brasileiro

Rafael Reis

26/11/2019 04h00

Autor de 14 gols em 14 rodadas do Campeonato Ucraniano e artilheiro da competição, Júnior Moraes é o jogador nascido no Brasil mais bem classificado na Chuteira de Ouro, prêmio concedido aos maiores goleadores das ligas nacionais da Europa na temporada.

O problema é que, para o mundo do futebol, o camisa 10 do Shakhtar Donetsk já deixou de ser brasileiro.

Crédito: Divulgação

Moraes, que foi revelado no Santos e despontou em 2007 ao marcar um gol na final do Campeonato Paulista, deixou de lado o Brasil ao estrear pela seleção da Ucrânia no empate por 0 a 0 contra Portugal, no dia 22 de março, pelas eliminatórias da Euro-2020.

Desde então, para efeitos futebolísticos, o centroavante é 100% ucraniano. Um ucraniano que saltou para a 12ª colocação no ranking da Chuteira de Ouro ao marcar três vezes na goleada por 4 a 1 do Shakhtar sobre o FK Lviv, na última sexta-feira.

Agora, Júnior Moraes soma 21 pontos na corrida entre os artilheiros da Europa, já que cada gol feito na primeira divisão da Ucrânia vale 1,5 ponto.

Ele está 11 pontos atrás do polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, que continua na liderança do prêmio apesar de ter passado em branco na vitória por 4 a 0 sobre o Fortuna Düsseldorf, no sábado.

Os outros dois integrantes do pódio também continuam os mesmos de antes da paralisação dos campeonatos nacionais para a Data Fifa de novembro: o estoniano Erik Sorga, do Flora Tallinn, é o segundo, com 31 pontos, seguido de perto pelo italiano Ciro Immobile, da Lazio, que tem 30.

Com exceção de Moraes, o brasileiro mais bem ranqueado nesta edição da Chuteira de Ouro é o atacante Paulinho, pouco conhecido por aqui, que atua no BK Häcken, da Suécia, e ocupa a 45ª colocação, com 15 pontos.

O país pentacampeão mundial de futebol não fatura o prêmio desde 2001/02, quando Jardel (Sporting) foi o goleador máximo da temporada. O ex-centroavante de Palmeiras e Grêmio também levantou a taça em 1998/99. Além dele, apenas Ronaldo (1996/97) já colocou o Brasil no lugar mais alto do pódio.

O atual campeão da Chuteira de Ouro é o argentino Lionel Messi, que levantou o troféu nas últimas três temporadas. O camisa 10 do Barcelona é também o recordista de vitórias: seis (2010, 2012, 2013, 2017, 2018 e 2019).

"Blog do Rafael Reis" publica a cada terça-feira uma nova parcial da disputa.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) – 32 pontos (16 gols)
2º – Erik Sorga (EST, Flora Tallinn) – 31 pontos (31 gols)
3º – Ciro Immobile (ITA, Lazio) – 30 pontos (15 gols)
4º – Ilia Shrukin (BLR, Energetik-BGU Minks) – 25,5 pontos (17 gols)
5º – Timo Werner (ALE, RB Leipzig) – 24 pontos (12 gols)
Jamie Vardy (ING, Leicester) – 24 pontos (12 gols)
7º – Erling Brunt Haaland (NOR, Red Bull Salzburg) – 22,5 pontos (15 gols)
Jean-Pierre Nsame (CAM, Young Boys) – 22,5 pontos (15 gols)
Kamil Wilczek (POL, Bröndby) – 22,5 pontos (15 gols)
Mohamed Buya Turay (SRL, Djurgardens) – 22,5 pontos (15 gols)


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Zagueiro brasileiro perdeu o irmão em campo e agora joga Champions por ele
Por onde andam os jogadores do Flamengo campeão da Libertadores-1981?
Firmino é o maior garçom brasileiro na Europa; veja top 10 em assistências
"Não vai mudar nada", diz brasileiro da Bulgária sobre punição por racismo

 

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Rafael Reis