Topo

Com longo jejum, ex-corintiano Zizao tem pior ano desde volta à China

Rafael Reis

03/11/2019 04h00

Xodó da torcida do Corinthians no começo da década, o meio-campista Chen Zhizhao está prestes a encerrar sua pior temporada desde que deixou o Brasil para retornar ao Oriente, cinco anos atrás.

A três rodadas do fim do Campeonato Chinês, Zizao, como ficou conhecido por aqui, ainda não conseguiu balançar as redes e participou ativamente de apenas dois dos gols marcados pelo Guangzhou R&F em 2019.

Crédito: Getty Images

Essa é a pior marca do camisa 32 desde que ele voltou ao seu país-natal. Entre 2014 e 2018, ele sempre anotou pelo menos um golzinho por ano e sempre foi responsável direto (com finalizações ou assistências) por pelo menos três bolas nas redes em cada uma das temporadas.

Seu ano mais produtivo foi justamente o primeiro depois de sua experiência no Brasil. Em 2014, quando era jogador do Beijing Guoan, Zizao marcou quatro vezes e deu duas assistências.

Na temporada passada, já pelo R&F, o chinês contribuiu com três gols e um passe para um dos seus companheiros movimentarem o placar.

Agora, Zizao vive um jejum de gols que já dura mais de um ano. A última vez que ele comemorou foi no dia 1º de agosto de 2018, contra o Beijing Renhe. Desde então, foi a campo 28 vezes, mas sempre passou em branco.

A seca coincide com um momento difícil para ele e também para o clube que defende desde 2016.

Aos 31 anos, o ex-corintiano passou praticamente toda esta temporada sentado no banco de reservas e só começou a receber mais oportunidades nos últimos meses –foi titular em três das quatro partidas mais recentes.

Já o R&F, que tradicionalmente fica na metade de cima da classificação e chegou a ser terceiro colocado do Chinês em 2014, passou o ano lutando contra o risco de rebaixamento e só agora conseguiu selar sua permanência na primeira divisão.

Zizao jogou no Corinthians entre 2012 e 2013. Mesmo tendo disputado apenas cinco partidas e não tendo feito nenhum gol, caiu nas graças do torcedor corintiano graças ao seu carisma particular e ao sorriso fácil que sempre saiu do seu rosto.

Apesar de já estar na reta final, o Chinês-2019 ainda não está decidido. Pelo contrário, três clubes ainda continuam na briga pelo título do campeonato nacional mais rico da Ásia na atualidade.

O Guangzhou Evergrande, vencedor de oito das últimas nove temporadas, lidera a disputa, com 63 pontos. O Shanghai SIPG, atual campeão, aparece na sequência, com 62. E o Beijing Guoan tem 61.

A competição já está paralisada devido aos compromissos das seleções na Data Fifa de novembro e terá sua próxima rodada disputada apenas a partir do dia 22. A temporada na China termina em 1º de dezembro.

ZIZAO PÓS-CORINTHIANS

2014 (Beijing Guoan): 24 jogos, 4 gols, 2 assistências
2015 (Beijing Guoan): 20 jogos, 1 gol, 3 assistências
2016 (Guangzhou R&F): 22 jogos, 1 gol, 2 assistências
2017 (Guangzhou R&F): 25 jogos, 1 gol, 3 assistências
2018 (Guangzhou R&F): 30 jogos, 3 gols, 1 assistência
2019 (Guangzhou R&F): 13 jogos, 0 gol, 2 assistências


Mais de Cidadãos do Mundo

Por onde andam 7 promessas dos Mundiais sub-17 que "floparam" na carreira?
7 candidatos a craque para acompanhar de perto no Mundial sub-17
Lewa marca pelo 8º jogo consecutivo e encosta em líder da Chuteira de Ouro
Por onde andam 7 "figuras" do futebol mundial na década de 2000?

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Blog do Rafael Reis