Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Só o Brasil não congela campeonato durante Data Fifa: verdade ou lenda?

Rafael Reis

07/09/2019 04h00

O Flamengo vai defender a liderança no Campeonato Brasileiro hoje (7), contra o Avaí, em Brasília, desfalcado de Bruno Henrique e Giorgian de Arrascaeta, que estarão a serviço das seleções brasileira e uruguaia, respectivamente.

Já o Santos, segundo colocado na competição nacional, joga no domingo, contra o Athletico-PR, em casa, sem Jorge (Brasil), Yeferson Soteldo (Venezuela), Derlis González (Paraguai) e Christian Cueva (Peru), todos também convocados para as equipes de seus países de origem.

Crédito: Thiago Ribeiro/Agif

A situação está longe de ser novidade. Na verdade, ela é das mais recorrentes. A cada Data Fifa, os clubes mais poderosos do futebol brasileiro cedem jogadores para as seleções e precisam encarar jogos decisivos desfalcados de alguns dos seus principais talentos.

Isso acontece porque o Campeonato Brasileiro, assim como os Estaduais e a Copa do Brasil, normalmente não entra em recesso nessas semanas que são internacionalmente dedicadas a confrontos das seleções.

Mas será que essa é uma exclusividade do calendário brasileiro ou algo que também acontece em outros cantos do planeta?

Bem, o Brasil não é o único país que mantém suas atividades normais durante as datas reservas para as seleções. Mas é quase como se fosse…

Na Europa, todas as ligas minimamente relevantes congelam seus calendários quando chegam as Datas Fifa. A Espanha ainda mantém os jogos de sua segunda divisão. Em Inglaterra, Itália, Alemanha e França, nem isso ocorre.

A situação não é muito diferente nos outros continentes. O Campeonato Chinês vai ficar sem partidas durante quase um mês (parou em 15 de agosto e só volta em 13 de setembro). O Japonês também ganhou folga neste fim de semana.

Já nas Américas, México e Argentina reservaram para esse período apenas jogos de suas copas nacionais e também das divisões inferiores (que, afinal, raramente contam com atletas convocados para as seleções).

No entanto, há sim países que adotam o "modelo brasileiro". A Major League Soccer, o primeiro escalão do futebol nos Estados Unidos, não está nem aí para a Data Fifa e programou cinco partidas para este fim de semana. Já o Campeonato Colombiano tem rodada completa entre este sábado e segunda-feira.

Mas eles, assim como Brasil, são exceções.

Por aqui, o problema foi agravado neste mês porque, além da seleção principal, há também dois amistosos da equipe sub-23, que se prepara para o Pré-Olímpico dos Jogos de Tóquio-2020.

O calendário da CBF para 2019 só deu folga aos clubes no período de realização da Copa América (14 de junho a 7 de julho), que foi jogada no Brasil e ocupou estádios que normalmente servem à Série A.

Em abril, em seu discurso de posse como presidente da entidade, Rogério Caboclo prometeu que esse problema não voltará a se repetir no próximo ano e que não haverá mais jogos de campeonatos nacionais quando a seleção brasileira for a campo.


Mais de Cidadãos do Mundo

Time espanhol defende Terra Plana, questiona ciência e chama Nasa de fraude
Os 10 reforços mais caros desta temporada no Campeonato Espanhol
Dez anos depois, decepção do Corinthians encara "seca" e Série B argentina
Casa de Al Capone e ofensas: agente de Balotelli também é rei das polêmicas

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis