Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Antes de Balotelli: 7 astros internacionais que quase jogaram no Brasil

Rafael Reis

17/08/2019 04h00

Mario Balotelli não será jogador do Flamengo. Depois de semanas negociando com o atacante italiano, o clube carioca anunciou nessa quinta-feira o encerramento das tentativas de trazer ao Brasil o antigo astro de Manchester City, Liverpool, Milan e Inter de Milão.

Mas essa não foi a primeira (e possivelmente nem será a última) vez em que um clube brasileiro sonhou grande no Mercado da Bola e acabou tendo negociação frustrada com alguma grande estrela do futebol mundial.

O "Blog do Rafael Reis" relembra abaixo sete jogadores estrangeiros reconhecidos internacionalmente que chegaram a conversar com clubes brasileiros, mas que jamais concretizaram suas transferências para jogar por aqui.

DROGBA NO CORINTHIANS

Crédito: AFP

Um dos principais nomes da história do Chelsea, o centroavante marfinense passou praticamente todo o mês de janeiro de 2017 negociando com o clube paulista. A novela mexeu com os ânimos do torcedor alvinegro, que já via o astro africano vestindo sua camisa 11. Mas Drogba preferiu se mudar para uma espécie de segunda divisão dos Estados Unidos, comprou parte do Phoenix Rising e jogou por lá até o fim da carreira. Das conversas com o Corinthians, ficou apenas uma carta de agradecimento pelo interesse.

ANELKA NO ATLÉTICO-MG

Crédito: Divulgação

"Anelka é do Galo". Em 2014, o então presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, hoje prefeito de Belo Horizonte, usou sua conta no Twitter para anunciar a chegada do centroavante francês ao futebol brasileiro. Só que Anelka nunca desembarcou no país. O atacante com passagem por PSG, Arsenal, Real Madrid, Chelsea e Manchester City gravou posteriormente um vídeo afirmando que o Atlético-MG avançou o sinal e divulgou que sua contratação estava definida quando ainda não havia um acordo.

BUFFON NO FLUMINENSE

Crédito: Massimo Pinca/Reuters

Essa é recente. Em junho, quando o goleiro italiano rompeu contrato com o Paris Saint-Germain e ficou livre no mercado, o Fluminense decidiu entrar em contato com seus representantes para discutir a possibilidade de contratá-lo. No entanto, a pedida salarial de Buffon assustou a diretoria do clube do Rio de Janeiro, que logo abortou o plano de realizar uma transferência tão ousada. O goleiro, então, decidiu voltar à Juventus para disputar a última temporada antes da aposentadoria.

PREUD'HOMME NO FLUMINENSE

Crédito: Getty Images

Buffon não foi o primeiro astro do gol que passou perto de defender o Fluminense. Em 1999, o então presidente do clube, David Fischel, anunciou a contratação do belga, um dos melhores arqueiros do planeta na década de 1990. Preud'Homme chegou a viajar ao Rio de Janeiro e até deu entrevistas como jogador do Flu. Mas o negócio melou de última hora porque o Benfica, dono dos direitos econômicos do goleiro, desistiu de liberá-lo.

MARADONA NO PALMEIRAS E NO SANTOS

Crédito: Reprodução

O ídolo máximo dos argentinos teve pelo menos duas conversas com clubes brasileiros. Entre 1992 e 1993, logo no início da parceria com a Parmalat, o Palmeiras aproveitou as garantias financeiras do patrocinador forte para tentar trazer Maradona ao Brasil. Em 1995, foi a vez de o Santos ir atrás do camisa 10. Assim como no caso palmeirense, a ousadia só foi possível graças a um intermediário poderoso. No caso alvinegro, ninguém menos que Pelé. Mas, o resultado da investida santista foi o mesmo da palmeirense: nenhum.

RIQUELME NO PALMEIRAS

Crédito: AFP

Logo após o rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, em 2012, o Palmeiras tentou dar ao público uma demonstração de grandeza e contratar o ex-camisa 10 do Boca Juniors. A negociação com Riquelme foi praticamente fechada pelo então presidente Arnaldo Tirone, mas acabou abortada depois da mudança na gestão do clube. Paulo Nobre, que o sucedeu no cargo, acho que financeiramente não valia a pena gastar tanto para ter o astro argentino já em fim da carreira.

PAULO FUTRE NA PORTUGUESA E NO SANTOS

Crédito: Getty Images

Importante jogador da seleção portuguesa na década de 1990, o ex-atacante do Atlético de Madri e do Milan teve sua vinda ao Brasil patrocinada pela FPF (Federação Paulista de Futebol), que queria vê-lo atuando no Campeonato Estadual em 1998. A primeira tentativa foi encaixar o jogador na Portuguesa. Mas o negócio não saiu porque os dirigentes do clube chegaram atrasados à reunião. Depois, Futre foi oferecido ao Santos. No entanto, os problemas físicos do atleta impediram a transação.


Mais de Cidadãos do Mundo

Os 10 reforços mais caros desta temporada no Campeonato Alemão
Os 10 reforços mais caros desta temporada no Campeonato Espanhol
Dez anos depois, decepção do Corinthians encara "seca" e Série B argentina
Casa de Al Capone e ofensas: agente de Balotelli também é rei das polêmicas

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis