Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Após Juanfran: 7 estrangeiros livres para reforçar clubes brasileiros

Rafael Reis

05/08/2019 04h00

Titular da lateral direita do Atlético de Madri durante quase uma década e integrante da seleção espanhola que ganhou a Eurocopa-2012, o lateral direito Juanfran foi anunciado no último sábado como reforço do São Paulo.

O negócio só pode ser fechado fora do período da janela de transferências internacionais do futebol brasileiro porque o jogador não possuía vínculo com nenhum clube desde o fim do seu contrato com o Atleti, em junho.

Mas Juanfran não é o único medalhão estrangeiro nesta situação que poderia aportar no futebol brasileiro neste segundo semestre.

O "Blog do Rafael Reis" apresenta abaixo outros sete gringos que estão na mesma situação do lateral e que seriam belos reforços imediatos para os clubes do país pentacampeão mundial.

MARIO BALOTELLI
Atacante
28 anos
Italiano

Crédito: Nicolas Tucat/AFP

À primeira vista, investir pesado na contratação do polêmico atacante italiano pode parecer uma sandice. Mas os ganhos com marketing e o aumento de bilheteria que uma contratação desse peso trariam devem ser suficientes para arcar com seu alto salário. Além disso, dentro de campo, Balotelli é bem melhor do que quase todos os atacantes que atuam no futebol brasileiro. Só no segundo semestre da temporada passada, período em que defendeu o Olympique de Marselha, o ex-Manchester City, Milan e Inter de Milão marcou oito gols em 15 partidas.

FÁBIO COENTRÃO
Lateral esquerdo
31 anos
Português

Crédito: Getty Images

Ex-jogador do Real Madrid e veterano de duas Copas do Mundo (2010 e 2014), o lateral até já teve uma espécie de namorico com o Flamengo por intermédio de Jorge Jesus, que o treinou o Benfica. Mas o negócio não acabou se concretizando, e Coentrão continua disponível no Mercado da Bola. Na temporada passada, a primeira depois do fim do seu contrato com o Real, ele ajudou o Rio Ave a terminar na sétima colocação do Campeonato Português.

MARTÍN CÁCERES
Lateral
32 anos
Uruguaio

Crédito: Friedemann Vogel/Getty Images

O polivalente defensor, que pode jogar no miolo de zaga e fazer qualquer uma das duas laterais, é outro nome que já vem sendo sondado há algum tempo pelo futebol brasileiro. Titular da seleção uruguaia até hoje, Cáceres foi companheiro de Cristiano Ronaldo na Juventus na segunda metade da temporada passada, mas acabou ficando desempregado depois do fim do seu empréstimo ao clube de Turim. Nas últimas semanas, seu nome entrou na lista de especulações do River Plate.

FREDY GUARÍN
Meia
33 anos
Colombiano

Crédito: Getty Images

Meio-campista de passe refinado, o colombiano fez sucesso com as camisas de Porto e Inter de Milão no começo da década. Depois de três anos atuando no Shanghai Shenhua, Guarín foi liberado no mês passado de cumprir a parte final do seu contrato com o clube chinês. Desde então, está ouvindo propostas para decidir o melhor rumo para sua carreira. O caminho mais provável é retornar para a Europa. Mas uma proposta interessante da América do Sul pode fazê-lo mudar de ideia.

ÁNGEL ROMERO
Atacante
27 anos
Paraguaio

Crédito: Daniel Vorley/Agif

O paraguaio não disputa uma partida oficial desde dezembro e passou todo o primeiro semestre deste ano em litígio com o Corinthians por não aceitar renovar seu contrato. Mesmo livre do vínculo com o clube paulista há mais de duas semanas, Romero ainda não assinou com nenhuma equipe. Na Argentina, ele já é dado como certo como reforço do San Lorenzo. No entanto, o negócio ainda não foi oficializado e, portanto, pode ser desfeito.

FRANCO DI SANTO
Atacante
30 anos
Argentino

Crédito: Oliver Hardt/AFP

O centroavante, que passou por Chelsea, Werder Bremen e Schalke 04, já está com um pé e meio no futebol brasileiro. Desempregado desde o encerramento do seu vínculo com o Rayo Vallecano, clube pelo qual foi rebaixado para a segunda divisão espanhola na última temporada, Di Santo está em negociações avançadas com o Atlético-MG, já treina no clube mineiro e deve ser anunciado a qualquer momento.

KEISUKE HONDA
Meia
33 anos
Japonês

Crédito: Getty Images

Um dos principais jogadores japoneses de todos os tempos, o ex-Milan talvez tenha dificuldade para se arriscar neste momento no futebol sul-americano, já que tem se dividido entre os gramados e o cargo de técnico da seleção de Camboja. Mas Honda já passou pelas Américas. Entre 2017 e 2018, ele defendeu o Pachuca, do México. Na última temporada, encarou o Campeonato Australiano pelo Melbourne Victory.


Mais de Cidadãos do Mundo

Conheça os reforços mais caros da história de cada campeonato nacional
Conheça os jogadores mais caros da história de cada país
7 novelas para acompanhar no último mês da janela de transferências
Por onde andam 7 ídolos históricos do Bayern de Munique?

 

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis