Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Coutinho "apaga" reserva e vira o jogador mais usado do Barça na temporada

Rafael Reis

07/05/2019 04h00

Philippe Coutinho passou a maior parte da temporada ouvindo que era apenas um titular momentâneo do Barcelona e que perderia a posição assim que Ousmane Dembélé recuperasse a forma física e/ou colocasse a cabeça no lugar.

Nesta terça-feira, quando a equipe catalã enfrenta o Liverpool, na Inglaterra, por vaga na decisão da Liga dos Campeões da Europa, a situação do meia-atacante brasileiro já é bastante diferente.

Crédito: AFP

O camisa 7 já pode dizer que deu a volta por cima. Afinal, nenhum outro jogador do Barça foi a campo tantas vezes na temporada quanto ele.

Coutinho participou de 51 dos 56 jogos oficiais da equipe dirigida por Ernesto Valverde na temporada. Na Champions League, a competição mais importante e que é tratada como prioridade pelo treinador, ele não ficou de fora de nenhuma partida.

Com exceção do brasileiro, quem mais jogou pelos culés em 2018/19 foram os meias Sergio Busquets e Ivan Rakitic, além do lateral esquerdo Jordi Alba. Cada um deles esteve em campo 50 vezes. Lionel Messi, o craque da armada, foi utilizado 46 vezes.

Além das 11 apresentações na competição continental, Coutinho disputou 33 partidas do Campeonato Espanhol, seis da Copa do Rei e ainda enfrentou o Sevilla na Supercopa Espanhola, realizada logo no início da temporada.

Em 58% dos compromissos do Barça ao longo dos últimos nove meses, o ex-Liverpool não só jogou, como foi escalado como titular.

Apesar das críticas feitas pelos torcedores, Coutinho é o quarto maior artilheiro da equipe na temporada. Com 11 gols marcados até o momento, só fica atrás de Messi (48), Suárez (25) e Dembélé (14).

A disputa com o francês para compor o trio de ataque com o argentino e o uruguaio está momentaneamente ganha. Dembélé não deixa o brasileiro no banco em uma partida importante desde o clássico contra o Real Madrid, no dia 2 de março.

No último sábado, quando o Barça usou uma equipe formada por reservas para enfrentar o Celta, pelo Espanhol, quem alinhou entre os 11 foi o jovem campeão da Copa-2018, não Coutinho –o atacante acabou sendo substituído logo no início do jogo devido a uma lesão muscular

O brasileiro está vencendo a disputa pela ponta esquerda graças a critérios táticos. Por ser um meia de formação, ele tem mais facilidade para compor o sistema de marcação e também para ocupar a faixa central, o que abre um corredor para os avanços de Jordi Alba.

Mesmo vivendo um bom momento, a continuidade de Coutinho no Camp Nou para a próxima temporada não está garantida. Nos últimos meses, o jogador apareceu em especulações de mercado de pelo menos três grandes clubes da Europa: Paris Saint-Germain, Chelsea e Manchester United.

Após vencer o primeiro jogo da semifinal por 3 a 0, o Barça está com um pé na decisão da Champions League. O time só será eliminado caso perca por pelo menos quatro gols de diferença para o Liverpool nesta semana.

A outra vaga na final será decidida entre Ajax e Tottenham, nesta quarta. O campeão europeu desta temporada será conhecido no dia 1º de junho, no estádio Wanda Metropolitano, em Madri (Espanha).

PARTIDAS DISPUTADAS NA TEMPORADA 2018/19

Philippe Coutinho (BRA) – 51
Ivan Rakitic (CRO), Jordi Alba (ESP) e Sergio Busquets (ESP) – 50
Arturo Vidal (CHI) – 49
Gerard Piqué (ESP), Marc-André ter Stegen (ALE) e Luis Suárez (URU) – 48
Lionel Messi (ARG) – 46


Mais de Brasileiros pelo Mundo

7 brasileiros veteranos no exterior para seu time repatriar no 2º semestre
Seleção dos sub-23 mais caros do mundo vale R$ 4 bi e tem só 1 brasileiro
Como Firmino virou o rei dos "jogos grandes" do Liverpool
Brasileiro fez 6 no time sensação da Europa e conta pontos fracos do Ajax

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Blog do Rafael Reis