Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

7 promessas do Sul-Americano sub-20 que já jogam no futebol europeu

Rafael Reis

19/01/2019 04h00

Em um passado nem tão distante assim, o jogador sul-americano que queria ter uma oportunidade na Europa precisava primeiro fazer sucesso por aqui, defender um clube poderoso do futebol do continente e só depois realizar a transferência para o outro lado do Atlântico.

O Sul-Americano sub-20, que começou na última quinta-feira e que tem neste sábado a estreia do Brasil, contra a Colômbia, é a prova de que esse cenário mudou completamente nos últimos anos.

A competição conta com a participação de 18 garotos que já deixaram a América do Sul para jogar no futebol mais rico do planeta. E esse número só não é maior porque Real Madrid e Bayer Leverkusen vetaram as convocações dos brasileiros: Vinícius Júnior e Paulinho, respectivamente.

Outro jogador do Brasil, o atacante Rodrygo, camisa 10 da seleção no torneio sub-20, ainda é oficialmente jogador do Santos, mas já está negociado com o Real.

Apresentamos abaixo sete promessas do Sul-Americano que, apesar da pouca idade, já atuam no futebol da Europa.

FACUNDO COLIDIO
Atacante
19 anos
Argentina
Inter de Milão (ITA)

Crédito: Divulgação

O apelido de "Baby Dybala" já deixa claro um pouco das características do camisa 9 argentino no Sul-Americano sub-20. O atacante revelado no Boca Juniors está em sua segunda temporada nas categorias de base da Inter de Milão e não é um homem de área, mas um jogador de frente que se movimenta bastante e chuta bem de média distância. Só nesta edição da Uefa Youth League, a versão para garotos da Liga dos Campeões, Colidio já marcou cinco vezes em cinco jogos.

MARQUINHOS CIPRIANO
Meia-atacante
19 anos
Brasil
Shakhtar Donetsk (UCR)

Crédito: Divulgação

Cria das categorias de base do São Paulo, o meia-atacante deixou o Brasil para jogar a Ucrânia nesta temporada. Cipriano rendeu pouco aos cofres do seu clube formador (apenas 1 milhão de euros, ou R$ 4,3 milhões) porque já havia assinado um pré-contrato com o Shakhtar Donetsk. No Leste Europeu, ainda tem tido poucas oportunidades. Em um semestre inteiro, só jogou 67 minutos, divididos em três partidas. Na maioria dos compromissos do seu time, não fica nem no banco.

NICOLÁS SCHIAPPACASSE
Meia-atacante
20 anos
Uruguai
Rayo Majadahonda (ESP)

Crédito: José Jacome/Efe

O principal jogador da seleção uruguaia no Sul-Americano começou a treinar com os profissionais quando tinha 15 anos, estreou pelo time adulto do River Plate (URU) aos 16 e se mandou para a Europa aos 17. Recém-chegado à base do Atlético de Madri, já foi convidado por Diego Simeone a fazer a pré-temporada com a equipe principal. Desde agosto do ano passado, está emprestado ao Rayo Majadahonda, da segunda divisão espanhola, para ganhar experiência.

VITINHO
Lateral direito
19 anos
Brasil
Cercle Brugge (BEL)

Crédito: Divulgação

O lateral disputou apenas uma partida pelo time profissional do Cruzeiro antes de ser negociado, no ano passado, com o futebol da Bélgica. No Cercle Brugge, clube que pertence ao Monaco e acaba servindo como uma espécie de filial para a equipe francesa, Vitinho tem tido boas oportunidades. O brasileiro já disputou dez partidas nesta temporada, mas apenas em uma delas saiu vitorioso de campo.

MAXI ROMERO
Atacante
20 anos
Argentina
PSV Eindhoven (HOL)

Crédito: Divulgação

Venda mais cara da história do Vélez Sarsfield, o atacante argentino foi negociado com o PSV Eindhoven por 12 milhões de euros (R$ 52 milhões), em janeiro do ano passado, depois de 40 jogos e nove gols como profissionais. Apesar de ter recebido a camisa 10 na Holanda, Romero ainda vai tentando se adaptar ao futebol europeu. Em um ano fora de casa, fez só duas partidas no time adulto: uma pelo Campeonato Holandês e outra na fase de grupos da Liga dos Campeões (derrota por 2 a 1 para o Barcelona).

MARCOS BAHIA
Meia
18 anos
Brasil
Shakhtar Donetsk (UCR)

Crédito: Divulgação

Um dos principais jogadores da seleção brasileira no Mundial sub-17 de 2017, o meia abandonou no ano passado as categorias de base do Athletico-PR, onde tinha apenas contrato de formação, para tentar a sorte na Europa e assinou com o Estoril Praia, clube que a antiga Traffic, hoje TFM, mantém na segunda divisão portuguesa. Após meia temporada por lá, Bahia já acertou sua transferência para o Shakhtar Donetsk.

CHRISTIAN MAKOUN
Volante
18 anos
Venezuela
Juventus (ITA)

Filho de um ex-zagueiro camaronês que fez carreira no futebol belga, é remanescente da seleção venezuelana que foi vice-campeã mundial sub-20 em 2017 e um dos principais nomes do time que disputa o Sul-Americano. O volante, que também joga no miolo de zaga, faz sucesso na equipe primavera da Juventus e deve ter seus diretos econômicos adquiridos pelos italianos no término da temporada, quando chega ao fim seu empréstimo feito pelo Zamora.


Mais de Cidadãos do Mundo

Por onde andam 7 ex-jogadores do Arsenal que "sumiram"?
7 promessas do Sul-Americano sub-20 para seu time contratar antes da Europa
Salah e Suárez entram no top 10 da Chuteira de Ouro; Messi amplia liderança
Por que a janela de transferências na Europa está tão fria?

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis