Blog do Rafael Reis

Falido, time que mostrou ao mundo Baggio e Paolo Rossi tem data para acabar

Rafael Reis

O clube que apresentou ao mundo Paolo Rossi e Roberto Baggio, dois dos maiores nomes do futebol italiano nas últimas décadas, está prestes a fechar as portas.

Fundado em 1902, campeão da Copa Itália em 1997 e vice da primeira divisão do Calcio em 1978, o Vicenza teve declarada sua falência na última quinta-feira e deixará oficialmente de existir ao fim da temporada.

O time, que não paga os salários dos seus atletas desde setembro, recebeu uma permissão para continuar na disputa da Série C do Campeonato Italiano até a última rodada da liga, em abril.

O Vicenza vinha passando por graves problemas financeiros há dois anos. Com dívidas fiscais na casa de 20 milhões de euros (R$ 78 milhões), o clube mudou de proprietário duas vezes desde 2016 e chegou a enfrentar um processo por fraude na declaração de valores de compra e venda de jogadores.

Com a falência, o nome do clube passa a ser propriedade da prefeitura de Vicenza, que poderá negociá-lo com qualquer interessado em refundar a equipe. O novo time, no entanto, terá de recomeçar na quarta divisão italiana, que é amadora.

Napoli, Fiorentina e Parma, clubes até mais vitoriosos que ele, já passaram por processos semelhantes.

O Vicenza foi o primeiro time de futebol fundado na região de Veneto, no norte da Itália, que tem como principais cidades Verona, Veneza, Pádova e Treviso.

A equipe estreou no Campeonato Italiano em 1911 e disputou 37 temporadas da primeira divisão. Sua última participação na elite foi em 2000/01, quando ficou na 16ª posição entre os 18 participantes.

Os dois maiores nomes da história do clube também brilharam com a camisa da seleção.

Paolo Rossi, artilheiro da Copa do Mundo-1982 e algoz da eliminação brasileira naquele Mundial, despontou para o estrelato no Vicenza –marcou mais de 60 gols pelo time entre 1976 e 1980.

Já Roberto Baggio, eleito o melhor jogador do mundo em 1993, é cria das categorias de base do Vicenza. Ele estreou como profissional aos 15 anos e ficou três temporadas no clube até ser negociado com a Fiorentina.

O brasileiro de maior sucesso no Vicenza foi o atacante Luís Vinícius, que ficou por lá entre 1962 e 1968 e foi o artilheiro do Campeonato Italiano em 1966. Chinesinho (ex-Palmeiras), China (ex-Botafogo) e, mais recentemente, Alemão (ex-Santos) também vestiram a camisa alvirrubra.


Mais de Clubes

– Rival do Brasil na Copa tem time vencedor da Champions que virou ''nanico''
– Atingido por FifaGate, time mais brasileiro da Europa caminha para descenso
– Real chega ao Mundial como pior europeu desde Chelsea-2012
– Grande de novo? Como projeto de renascimento do Milan virou fiasco