Blog do Rafael Reis

Será que chegou a hora de David Luiz voltar à seleção?

Rafael Reis

Em cinco meses, David Luiz deixou para trás o rótulo de zagueiro estabanado, imaturo e pouco confiável para se tornar pilar de uma das defesas mais sólidas do futebol europeu.

Líder do Campeonato Inglês e um dos destaques da equipe dirigida por Antonio Conte: não há dúvidas de que o jogador renasceu para o futebol internacional em sua segunda passagem pelo Chelsea.

E o bom momento de David Luiz na Premier League levanta uma importante questão: chegou a hora de ele retornar para a seleção brasileira?

Titular da camisa amarelinha na última Copa do Mundo, o cabeludo foi convocado pela última vez em março do ano passado. Desde então, trocou o Paris Saint-Germain pelo Chelsea e também viu a seleção mudar de comando.

Tite conta atualmente com três zagueiros do primeiro escalão do futebol europeu: Thiago Silva e Marquinhos, ambos do PSG, e Miranda, da Inter de Milão. A quarta vaga hoje é ocupada por Gil, ex-Corinthians, que atua na China.

Para cogitarmos a possibilidade de David Luiz voltar à seleção é importante entendermos primeiramente as razões que levaram o zagueiro, uma unanimidade no país até o primeiro semestre de 2014, a se tornar perseguido por parte da torcida brasileira.

Qualidade técnica e velocidade nunca foram problema para o jogador de 29 anos. Pelo contrário, ele sempre foi bem acima da média nesses atributos em relação a outros zagueiros.

Só que essas qualidades sempre estiveram acompanhadas de um grave defeito, principalmente para um jogador de defesa: a falta de rigor tático. David Luiz nunca foi muito de limitar sua atuação às áreas pré-determinadas por seus treinadores.

Essa falha foi exposta como nunca no 7 a 1. Reveja a humilhante derrota brasileira para a Alemanha. No primeiro minuto de jogo, já é possível ver o zagueiro se aventurando na ponta direita, bem distante da posição onde deveria estar.

Mas tudo começou a mudar quando Conte cruzou seu caminho. O atual treinador do Chelsea, um gênio na montagem de sistemas defensivos, enquadrou o brasileiro e fez com que ele se tornasse um zagueiro de fato.

O esquema 3-4-3 usado pelo líder da Premier League até poderia, em tese, permitir que o cabeludo se arriscasse mais no ataque. Mas o David Luiz versão 2017 não tem mais essa ânsia de estar em todos os lugares do campo. Graças ao técnico italiano, ele amadureceu.

A capacidade técnica acima da média para um zagueiro é hoje usada no próprio campo defensivo do Chelsea, nos lançamentos longos que ele costuma fazer para seus companheiros mais ofensivos.

Sendo assim, voltamos à pergunta: chegou a hora de David Luiz voltar à seleção?

Não acho que Tite deva prescindir do melhor zagueiro brasileiro desta temporada devido a atuações não muito convincentes (algumas até catastróficas) no passado. Mas, o retorno do cabeludo não deve ser feito com alarde.

A seleção atravessa uma grande fase, e os jogadores que ajudaram a colocá-la neste rumo devem ser valorizados. Na minha opinião, David Luiz deveria sim receber uma nova oportunidade… mas apenas quando uma vaga fosse aberta naturalmente, por lesão ou suspensão de um dos defensores que vêm sendo chamados.


Mais de Opinião

– Mesmo sem escândalos, “nova” Fifa faz tudo para desagradar
Por que a China não fez outra “limpa” nos clubes brasileiros?
– O que esperar de Gabriel Jesus no Manchester City?
– Sorteio mostra que posição na fase de grupos pode não valer nada