Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Como ex-auxiliar de Tite transformou o Lyon em sensação da Europa

Rafael Reis

22/08/2019 04h00

Na primeira rodada do Campeonato Francês, um confortável 3 a 0 sobre o Monaco, mesmo jogando fora de casa. No segundo jogo, o placar foi ainda mais expressivo: goleada por 6 a 0 ante o Angers.

Com 100% de aproveitamento e dono dos melhores ataque e defesa deste início de temporada nas cinco principais ligas nacionais da Europa, o Lyon está com tudo.

Crédito: Divulgação

E quem está por trás do time que se tornou sensação do futebol do Velho Continente nos primeiros dias de 2019/20 é uma dupla de brasileiros recém-chegados ao país vencedor da última Copa do Mundo.

Ex-auxiliar de Tite no Corinthians e na seleção, Sylvinho abandonou a ideia de dirigir a equipe olímpica no Brasil nos Jogos de Tóquio-2020 para ter no Lyon sua primeira oportunidade de trabalhar como treinador.

O responsável por sua contratação foi Juninho Pernambucano, maior jogador da história do clube, que deixou o país no final de maio para assumir o cargo de diretor esportivo.

Juntos, eles têm provocado uma verdadeira revolução na equipe da região central da França.

A dupla compensou a saída de três dos protagonistas do time nos últimos anos (Tanguy Ndombélé, Ferland Mendy e Nabil Fekir) com o aumento de brasileiros no elenco. Agora, são cinco jogadores com DNA tupiniquim no grupo de 27 atletas.

O zagueiro Marcelo, o lateral esquerdo Marçal e o lateral direito Rafael, que já estavam lá na temporada passada, ganharam a companhia dos meio-campistas Thiago Mendes e Jean Lucas, contratados de Lille e Flamengo, respectivamente.

O desempenho tático também mudou. O 4-2-3-1, que era utilizado por Bruno Genésio, antecessor de Sylvinho, foi trocado pelo 4-3-3, o esquema mais utilizados entre as equipes mais poderosas da Europa.

Resumindo, com o treinador brasileiro, o Lyon trocou um armador de jogadas pela faixa central (Fekir ou Memphis Depay) por um meia com características mais defensivas. No caso, Thiago Mendes.

Com isso, passou a controlar mais o ritmo das partidas. Nas duas primeiras rodadas do Francês, teve 60,6% de posse de bola e 91,6% de acerto no passe, segundo dados do site "WhoScored?", especializado nas estatísticas do futebol.

Um ganho considerável em relação aos 58,2% de posse e 85,9% de precisão nos toques, registrados na temporada passada.

Crédito: Divulgação

A formação mais equilibrada imposta por Sylvinho deu ao trio de ataque mais liberdade para brilhar. Moussa Dembélé, o centroavante da equipe, já marcou três vezes nesta temporada. Depay, um dos homens de velocidade pelos lados do campo, também.

Com sete títulos consecutivos conquistados entre 2002 e 2008, os únicos de sua história, o Lyon ainda é o maior campeão francês deste século –o Paris Saint-Germain acumula seis troféus no período.

Nos últimos dez anos, no entanto, a equipe tem ficado longe da briga pela taça e só foi vice-campeã em três oportunidades (2010, 2015 e 2016). Na última temporada, terminou a Ligue 1 na terceira colocação, com 19 pontos a menos que o PSG.

O próximo compromisso do Lyon é só na terça-feira, quando visita o Montpellier, que ainda não venceu no Francês, para confirmar o posto de sensação da Europa neste início de temporada.

 

Veja os selecionáveis que mudaram de time na janela europeia

UOL Esporte


Mais de Brasileiros pelo Mundo

7 brasileiros conhecidos espalhados por torneios de 2ª divisão no exterior
Com mais gols que Mbappé, Gabigol é o maior artilheiro sub-23 do planeta
Após período de seca, Brasil exporta técnico e cartolas para a Europa
7 brasileiros para acompanhar de perto na nova temporada europeia

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis