Blog do Rafael Reis

Por onde andam 7 ex-jogadores do Vasco que estão no exterior?

Rafael Reis

Como está a carreira daquele jogador que passou por seu time de coração e que hoje defende algum time no exterior, mas não algum daqueles clubes que aparecem quase que semanalmente na TV brasileira, como Barcelona, Manchester City ou Chelsea?

É para responder a essa pergunta que o “Blog do Rafael Reis” publica desde o mês passado a seção “Por Onde Anda? – Times Brasileiros”. Durante 12 semanas, vamos revelar os paradeiros de vários jogadores que estão nessa situação.

Hoje, mostramos os destinos de sete ex-jogadores do Vasco. Na semana que vem, será a vez de fazermos a mesma coisa com atletas que atuaram no Botafogo.

PABLO GUIÑAZÚ
Volante
40 anos
Talleres (ARG)

Apesar de já ser quarentão, o aguerrido volante argentino continua em atividade (e jogando muito bem). Guiñazú retornou para seu país natal em 2016 e, desde então, defende o Talleres, uma modesta equipe da cidade de Córdoba. No último Campeonato Argentino, o veterano foi eleito o melhor jogador de sua posição e, de quebra, ajudou a classificar o clube para a próxima edição da Libertadores.

MURIQUI
Meia-atacante
32 anos
Meizhou Meixian Techand (CHN)

Um dos primeiros brasileiros a fazer sucesso no futebol chinês, foi artilheiro e craque da primeira divisão do Gigante Asiático em 2011. No ano passado, teve um rápido e pouco expressivo retorno ao Vasco. Meses depois, rumou de volta para a Ásia. Muriqui terminou a temporada pelo Guangzhou Evergrande, time mais poderoso do país e onde é ídolo da torcida. Mas, em janeiro, trocou de clube e agora é a maior estrela da segundona local.

JULIO DOS SANTOS
Meia
35 anos
sem clube

Ex-camisa 10 da seleção paraguaia e um dos artilheiros da Libertadores em 2014, o meia está em recuperação de uma grave lesão e só deve retornar ao futebol no próximo ano. Julio dos Santos, que defendeu o Vasco entre 2015 e 2017, estava no Sportivo Luqueño, do Paraguai. Para a próxima temporada, a tendência é que acerte o retorno para o Cerro Porteño, time onde iniciou a carreira e que o projetou se transferir ao Bayern de Munique.

BERNARDO
Meia
28 anos
Al-Khaleej (ARA)

Campeão da Copa do Brasil de 2011 pelo Vasco, costuma ser mais lembrado pelas confusões em que se meteu ao longo da carreira do que pelo bom futebol demonstrado em alguns momentos da sua trajetória como profissional, especialmente em São Januário. Após atuar pelo Ipatinga (MG) no primeiro semestre, Bernardo se transferiu no meio do ano para a segunda divisão da Arábia Saudita.

MANU BIANCUCCHI
Meia
30 anos
Melgar (PER)

Primo de Lionel Messi e irmão de Maxi Biancucchi (ex-Flamengo, Vitória e Bahia), o argentino jogou pelo Vasco em 2015 e também atuou no futebol baiano e no cearense. Manu deixou o Brasil no ano passado e passou uma temporada no Paraguai. No primeiro semestre, disputou a fase preliminar da Libertadores pelo Melgar, mas não conseguiu avançar com a pouco expressiva equipe peruana.

MAXI RODRÍGUEZ
Meia
28 anos
San Luis (CHI)

O uruguaio, que disputou a Série B do Brasileiro-2014 pelo Vasco e ajudou o clube a retornar para a elite nacional, já entrou em uma trajetória decadente na carreira apesar de não ser tão veterano assim. Também ex-Grêmio e Peñarol, Maxi Rodríuguez veste atualmente a camisa 10 do lanterninha do Campeonato Chileno, o San Luis de Quillota.

DANILO
Volante
22 anos
Nice (FRA)

Fez sucesso nas categorias de base do Vasco, defendeu as seleções menores e acabou vendido para o exterior assim que completou 18 anos. Danilo jogou bem no Braga, teve uma passagem razoável pelo Valencia, mas fracassou no Benfica e no Standard Liège. Aos 22 anos, tenta reconstruir na França uma carreira que parecia das promissoras, mas que sofreu uma estagnada.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

''É uma boma'', diz meia brasileiro sobre fraudes no futebol da Bélgica
Por onde andam 7 ex-jogadores do Fluminense que estão no exterior?
PSG transforma Marquinhos em volante e dá dor de cabeça para Tite
Por onde andam 7 ex-jogadores do Flamengo que estão no exterior?