PUBLICIDADE
Topo

Atacante da Copa-2014 trocou uma Miss Nigéria por outra. Verdade ou lenda?

Rafael Reis

27/08/2018 04h00

Emmanuel Emenike é um atacante nigeriano de 31 anos que disputou a Copa do Mundo-2014, fez sucesso com as camisas de Spartak Moscou e Fenerbahce, jogou no West Ham e recentemente deixou o Las Palmas, atualmente na segunda divisão espanhola.

O jogador, que não foi convocado para o Mundial da Rússia por ter se aposentado da seleção, andava meio esquecido até que um caso de sua vida particular foi parar nas redes sociais, viralizou e acabou colocando seu nome em evidência.

A história é a seguinte. Emenike recentemente encerrou seu casamento com a Miss Nigéria 2013, Ezinne Akuda Anyaoha, para se juntar com a vencedora da edição de 2014 do concurso, Iheoma Nnadi.

Sim, você não leu errado. O caso que está bombando na internet diz que o atacante "atualizou" seu casamento com a Miss Nigéria. Encerrou o matrimônio com uma ganhadora do prêmio para pegar outra miss mais nova.

Mas será que essa história é realmente verdadeira? Ou se trata de apenas mais uma das várias lendas urbanas envolvendo jogadores de futebol que tanto sucesso fazem nas redes sociais, como o autismo de Messi e a transexualidade de Marco Verratti?

O caso foi explicado pelo jornal nigeriano "Pulse". De acordo com a publicação, Emenike jamais foi casado antes de conhecer Ndadi, que nem é a verdadeira vencedora do prêmio Miss Nigéria 2014.

A esposa do atacante venceu, na verdade, outro concurso realizado há quatro anos, o de Mulher Mais Bonita da Nigéria, que valia vaga no Miss Mundo.

Anyahoa, sim, foi Miss Nigéria em 2013. Mas, como se tratam de prêmios diferentes, jamais passou a coroa para Ndadi. Além disso, não há nenhum relato de que ela tenha tido algum tipo de relacionamento amoroso com Emenike.

Antes mesmo da lenda sobre sua vida amorosa, o atacante já era conhecido por histórias conturbadas e, até mesmo, polêmicas.

Na temporada passada, quando estava emprestado pelo Olympiacos (GRE) ao Las Palmas, Emenike abandonou um treinamento na bicicleta ergométrica alegando que estava cansado e foi para casa. Pouco depois, teve o contrato rescindido.

Pela seleção, o atacante disputou 37 partidas e marcou nove vezes. Ele foi o artilheiro da Copa Africana de 2013, que terminou com a conquista do título pela Nigéria.


Mais de Cidadãos do Mundo

Balcão de Negócios: 190 jogadores mudaram de clube após Copa-2018
Aos 30, Zizao vira "faz-tudo" na China e curte fase artilheira
Ingressos esgotados e recorde no mercado: Como CR7 revitalizou o Italiano
Fiasco no Corinthians, argentino ficou desempregado e está há 1 ano sem gol

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Rafael Reis