Blog do Rafael Reis

Beneficiado por nova regra, Cavani vira artilheiro da temporada europeia

Rafael Reis

Beneficiado por uma mudança nos critérios de pontuação da Chuteira de Ouro, o uruguaio Edinson Cavani assumiu a liderança do prêmio destinado ao maior artilheiro das ligas nacionais da Europa nesta temporada.

Com os dois gols marcados na goleada por 4 a 1 sobre o Nantes, no sábado, o companheiro de ataque de Neymar no Paris Saint-Germain chegou a 15 gols no Campeonato Francês e ao topo do ranking dos goleadores do continente.

Cavani soma agora 30 pontos na Chuteira de Ouro e divide a primeira colocação com o italiano Ciro Immobile, da Lazio, que também deixou sua marca na rodada deste fim de semana –marcou na derrota por 2 a 1 no clássico contra a Roma.

O centroavante uruguaio só ocupa a liderança devido a uma alteração feita nas regras do prêmio nesta temporada. Com o crescimento do Campeonato Francês, principalmente depois da contratação de Neymar, os jornais que organizam a disputa entre artilheiros decidiram aumentar o peso dos gols marcados na Ligue 1.

Agora, cada bola empurrada para dentro das redes na França vale 2 pontos, assim como é em Inglaterra, Itália, Espanha e Alemanha. Até a última temporada, o peso dos gols franceses era menor (1,5).

Se as regra continuasse a mesma, Cavani teria apenas 22,5 pontos e não aparecia sequer entre os dez primeiros colocados do prêmio. Na temporada passada, ele só não foi vice-campeão do troféu devido a esse critério –marcou 35 vezes no Francês, mas acabou em nono lugar no ranking.

O atual vencedor da Chuteira de Ouro é Messi, que somou 74 pontos (37 gols) na última temporada. O argentino divide com Cristiano Ronaldo (Real Madrid) o posto de maior vencedor do prêmio. Cada um deles já levou quatro troféus para casa.

O “Blog do Rafael Reis” publica a cada terça-feira uma nova parcial do prêmio.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Edinson Cavani (URU, Paris Saint-Germain) – 30 pontos (15 gols)
Ciro Immobile (ITA, Lazio) – 30 pontos (15 gols)
3º – Rauno Sappinen (EST, Flora) – 27 pontos (27 gols)
Albert Prosa (EST, Tallinn) – 27 pontos (27 gols)
Mikhail Gordeichuk (BLR, BATE Borisov) – 27 pontos (18 gols)
6º – Radamel Falcao García (COL, Monaco) – 26 pontos (13 gols)
Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) – 26 pontos (13 gols)
Mauro Icardi (ARG, Inter de Milão) – 26 pontos (13 gols)
9º – Igor Angulo (ESP, Gornik Zabrze) –  24 pontos (16 gols)
Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 24 pontos (12 gols)
Paulo Dybala (ARG, Juventus) – 24 pontos (12 gols)


Mais de Cidadãos do Mundo

Como rumor de sexo com filha do técnico minou ex-promessa do United
Piqué é superdotado: verdade ou lenda urbana?
7 craques da história do futebol que nunca disputaram uma Copa do Mundo
Argentina pode ter até 5 técnicos na Copa; Brasil se contenta com Tite