Blog do Rafael Reis

Recordista, Neymar foi mais caro que custo de elenco de 18 times do Francês

Rafael Reis

Contratação mais cara da história do futebol mundial, Neymar custou mais do que o que foi gasto por 18 dos 19 clubes do Campeonato Francês para formarem seus elencos.

Com exceção do Monaco, atual campeão nacional, nenhum dos outros times que disputam a Ligue 1 gastou para montar seu grupo atual de jogadores uma quantia maior do que os 222 milhões de euros (R$ 822 milhões) investidos pelo Paris Saint-Germain para tirar o astro brasileiro do Barcelona.

E a diferença entre o dinheiro que o monegasco desembolsou para construir seu elenco atual e a grana necessária para o PSG contratar seu novo camisa 10 nem é tão grande assim.

De acordo com o site Transfermarkt, especializado no Mercado da Bola, o vencedor do último Francês investiu 249,5 milhões de euros (R$ 915,8 milhões) para contratar os 30 jogadores que hoje fazem parte da equipe de Leonardo Jardim, só 29,5 milhões de euros (R$ 93,8 milhões) a mais que o custo de Neymar sozinho.

Já os outros clubes da primeira divisão francesa não chegam nem perto do investimento que o time da capital fez para pagar a multa rescisória de sua maior estrela.

O elenco atual do Olympique de Marselha custou 106,5 milhões de euros (R$ 391 milhões). O do Lille, 98,9 milhões de euros (R$ 363 milhões). E do Lyon, apenas 83,2 milhões (R$ 305,4 milhões).

Vale lembrar que os clubes citados acima são aqueles que compõem o segundo escalão do futebol francês. Ou seja, são os mais ricos, poderosos e capazes de abrir a carteira para investir em contratações, depois de PSG e Monaco.

Mas, se olharmos para os clubes “normais” da Ligue 1, o abismo financeiro que os separa do novo time de Neymar é ainda mais expressivo.

Adversário de estreia do PSG, neste sábado, o Amiens não gastou sequer um centavo em compra de direitos econômicos para montar o elenco com que vai encarar o Campeonato Francês. Todos os jogadores à sua disposição foram formados no clube, emprestados por outras equipes ou contratados gratuitamente.

Uma realidade financeira completamente diferente da do PSG, que conta com suporte financeiro da família real do Qatar.

Favorito ao título nesta temporada, o clube da capital é o responsável por 12 das 14 contratações mais caras da história do futebol francês.

Os únicos intrusos nesta lista são os colombianos James Rodríguez e Radamel Falcao García, quinto e sextos colocados no ranking, respectivamente. Ambos foram contratados pelo Monaco em 2013, mas só o segundo continua vestindo a camisa do time do principado.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

– 7 crias do Fluminense que hoje brilham (ou não) no futebol do exterior
– ''Novo Ronaldinho'' enfrentou olhares e toques por ser negro no País da Copa
– Por sonho de melhor do mundo, Neymar ignora história de prêmio da Fifa
– 7 crias do Flamengo que hoje brilham (ou não) no futebol do exterior