Blog do Rafael Reis

Quem será o substituto de Gabriel Jesus na seleção?

Rafael Reis

Artilheiro da era Tite, com cinco gols em seis partidas, Gabriel Jesus sofreu uma fratura no quinto metatarso (dedinho) do pé direito durante sua quinta apresentação pelo Manchester City e será desfalque para a seleção brasileira na próxima rodada dupla das eliminatórias da Copa do Mundo-2018.

A contusão levanta uma importante dúvida: quem será o substituto do garoto ex-Palmeiras nas partidas contra Uruguai e Paraguai, nos dias 23 e 28 de março, respectivamente?

Se levarmos em consideração a coerência que Tite costuma ressaltar como fonte de suas decisões, aquela mesma que ele costuma chamar de merecimento, só há uma opção possível para o posto de camisa 9 titular da seleção.

Roberto Firmino foi reserva de Jesus nas quatro últimas apresentações da seleção principal e é o herdeiro natural da vaga. Situação que conta muito na cabeça do ex-comandante do Corinthians.

O atacante do Liverpool não possui a mesma capacidade técnica do titular, é claro. Mas possui qualidades táticas e de movimentação semelhantes às do dono da posição: também não é um centroavante típico, mas sim um homem de frente que pode fazer diferentes funções.

E Firmino ainda tem um importante ponto em seu favor. Ele possui um ótimo entrosamento com Philippe Coutinho, seu companheiro no clube inglês e outro dos destaques da seleção desde a chegada de Tite.

Se seu substituto na equipe titular do Brasil parece bem encaminhado, a vaga aberta por Jesus na convocação é um assunto bem mais complexo.

Olhar para as listas anteriores do treinador pode dar uma pista sobre o caminho que ele pretende seguir. Taison, Gabriel Barbosa, Robinho, Luan, Dudu e Diego Souza foram os outros atacantes já chamados por ele.

Desses, Gabigol pode se considerar fora do páreo, já que mal joga na Inter de Milão. Dudu e Robinho são quase que exclusivamente jogadores de lado de campo e dificilmente seriam listados para atuar como 9.

Restam então Taison, talvez a convocação mais criticada de Tite até o momento, Diego Souza, que não é propriamente um atacante, mas tem porte físico para atuar dentro da área, e Luan, que foi reserva da seleção formada só por jogadores que atuavam no futebol brasileiro.

Mas será que essas são realmente as únicas opções? É claro que não, mas também não há tanta fartura assim de atacantes à disposição para herdar a vaga de Gabriel Jesus.

Após quase meia-temporada parado em virtude de problemas físicos, Jonas retornou ao Benfica e tem balançado as redes no Campeonato Português. Hulk, um nome muito lembrado pelos antecessores de Tite, está na China, mas isso já deixou de ser um problema para a seleção.

E há Willian José. Muito contestado no Brasil durante as passagens por São Paulo e Grêmio, o atacante está na segunda temporada seguida de destaque no futebol espanhol. Jogando pela Real Sociedad, já marcou 11 vezes em 2016/17, mais do que o número de gols de Neymar no período.

Querem minha opinião? Eu ficaria entre ele e Luan para o posto de atacante reserva na próxima Data Fifa.

O Brasil lidera as eliminatórias sul-americanas para a Copa-2018, com 27 pontos. O Uruguai, seu próximo adversário, tem 23 e ocupa a segunda colocação.


Mais de Opinião

– Será que chegou a hora de David Luiz voltar à seleção?
– Mesmo sem escândalos, “nova” Fifa faz tudo para desagradar
Por que a China não fez outra “limpa” nos clubes brasileiros?
– O que esperar de Gabriel Jesus no Manchester City?