Blog do Rafael Reis

Arquivo : tevez

De Tevez a irmão de Romero: 7 gringos que podem pintar no Brasil em 2018
Comentários Comente

Rafael Reis

Com o encerramento do Campeonato Brasileiro e a reta final da temporada sul-americana, os jogadores saem um pouco de cena e deixam o protagonismo do futebol nacional na mão dos dirigentes e presidentes de clubes.

Afinal, é nas mãos deles que estão as decisões de contratar, vender, emprestar e dispensar atletas que, de certo modo, vão ditar o futuro do time para qual você torce e também do seu arquirrival.

Para ajudar o trabalho dos cartolas brasileiros (e também atiçar os desejos dos torcedores), apresentamos abaixo sete jogadores estrangeiros que podem ter destaque no Mercado da Bola dos próximos meses e pintar como possíveis reforços para os clubes daqui na temporada 2018.

CARLOS TEVEZ
Atacante
33 anos
Argentino
Shanghai Shenhua (CHN)

Quatro gols em 19 partidas. É esse o resumo da melancólica passagem do ídolo de Corinthians e Boca Juniors pelo futebol chinês. Apesar de ter o segundo maior salário do futebol mundial (algo em torno de 38 milhões de euros, ou R$ 145 milhões, por ano), Tevez não parece disposto a retornar ao Shanghai Shenhua depois das férias de dezembro para cumprir a última temporada do seu contrato. O Flamengo tem acompanhado de perto a situação do argentino e pode disputá-lo com o Boca caso o craque realmente desista da China.

LAUTARO ACOSTA
Meia-atacante
29 anos
Argentino
Lanús (ARG)

As atuações que levaram o Lanús ao vice-campeonato da Libertadores colocaram esse criativo e baixinho (tem 1,69 m) meia-atacante argentino na lista de contratações de vários clubes brasileiros. Internacional, Grêmio e Cruzeiro estão entre os times que gostariam de ver Acosta em seu elenco na próxima temporada. Além do talento com a bola nos pés, o camisa 7 do Lanús conta com a experiência de quem atuou durante quatro temporadas no futebol espanhol –defendeu Sevilla e Racing.

EDUARDO VARGAS
Atacante
28 anos
Chileno
Tigres (MEX)

Artilheiro das duas últimas edições da Copa América e terceiro maior goleador da história do Chile, Vargas nunca conseguiu repetir nos clubes que defende o mesmo sucesso que tem pela seleção. O atacante, que já passou por Grêmio, Napoli, Valencia, Queens Park Rangers e Hoffenheim, entre outros, está desde o começo do ano no México. No entanto, de acordo a imprensa chilena, vem mantendo um namoro à distância com o São Paulo, que já tentou contratá-lo no passado.

JONATHAN CALLERI
Atacante
24 anos
Argentino
Las Palmas (ESP)

Artilheiro da Libertadores do ano passado pelo São Paulo, o centroavante acabou com qualquer perspectiva de atuar pela seleção argentina quando deixou o Brasil para atuar na Europa. Após fracassar com a camisa do West Ham, Calleri faz uma temporada apenas razoável pelo espanhol Las Palmas (5 gols em 16 partidas). Por isso, um retorno ao futebol brasileiro, onde goza da fama de grande jogador e goleador implacável, poderia fazer bem para sua carreira.

ÓSCAR ROMERO
Meia-atacante
25 anos
Paraguaio
Alavés (ESP)

O irmão gêmeo de Ángel Romero, campeão brasileiro pelo Corinthians, tem contrato com o Shanghai Shenhua, mas está emprestado ao Alavés até o fim do mês. Em baixa no clube espanhol, o meia-atacante paraguaio não deve ter seu empréstimo estendido por mais seis meses, mas também dificilmente terá espaço na China no próximo ano. Seu caminho mais provável é um retorno para a América do Sul… quem sabe para atuar ao lado ou contra seu gêmeo?

GASTÓN SILVA
Zagueiro
23 anos
Uruguaio
Independiente (ARG)

Apesar de ter apenas 23 anos, o uruguaio já tem experiência de duas temporadas atuando na primeira divisão italiana (Torino) e uma na espanhola (Granada). Finalista da Copa Sul-Americana pelo Independiente, Gastón Silva foi contratado em agosto pelos argentinos por 1,8 milhão de euros (quase R$ 7 milhões). Se alguém estiver disposto a pagar pouco mais que isso talvez conte com o zagueiro em seu elenco para 2018.

GUILLERMO VARELA
Lateral direito
24 anos
Uruguaio
Peñarol (URU)

Vice-campeão mundial sub-20 pelo Uruguai em 2013, tem no currículo passagens por Manchester United, Real Madrid Castilla e Eintracht Frankfurt. Com dificuldades para emplacar uma carreira de alto nível na Europa, voltou ao Peñarol quatro meses atrás. Agora jogador da seleção adulta, dificilmente permanecerá no Uruguai na próxima temporada. O Atlético-MG é o principal interessado em sua aquisição.


Mais de Cidadãos do Mundo

Top models, atrizes e Fernanda Lima: as apresentadoras dos sorteios da Copa
De Ronaldo a Eto’o: 7 jogadores que são “arroz de festa” em eventos da Fifa
Lewandowski fugiu da 1ª comunhão e foi goleador de 3 divisões antes da fama
Os 7 proprietários de clubes mais ricos do planeta


Qual a origem das cicatrizes no pescoço de Tevez?
Comentários Comente

Rafael Reis

Um dos maiores ídolos das torcidas do Corinthians e do Boca Juniors no século 21, o argentino Carlos Tevez não é famoso apenas pelos quase 300 gols que já marcou em 16 anos de carreira como jogador profissional.

O atacante de 33 anos, atualmente no Shanghai Shenhua, da China, é lembrado também pelas cicatrizes que cobrem todo o peito e o lado direito do seu pescoço.

Mas desde quando Tevez possui essas cicatrizes? E qual a origem delas?

A resposta para essas perguntas está na infância do jogador. O hoje astro argentino era apenas um bebê de dez meses quando engatinhou até uma chaleira com água fervente e a derrubou sobre seu corpo.

Na ânsia de socorrê-lo, seus tios o embrulharam em uma manta de náilon. Grave erro: o contato com o tecido sintético só agravou as feridas e fez com que elas ficassem gravadas para sempre na pele do bebê.

“Nunca quis operar [para apagar as cicatrizes]. Quando me olho no espelho, são elas que me lembram de onde venho e quem eu sou. Fiz terapia durante três meses, mas não consigo me recordar dessa experiência. Eu era muito pequeno quando me queimei. Mesmo assim, quando olho para elas, sei que são parte da minha vida”, disse Tevez, no ano passado, ao jornal espanhol “Marca”.

O acidente com a chaleira foi só uma das inúmeras tragédias que fizeram parte da carreira do atacante.

Tevez foi abandonado por sua mãe biológica quando tinha seis meses. Aos cinco anos, descobriu que seu pai biológico, que jamais conhecera, havia sido assassinado com 23 tiros pela polícia enquanto tentava assaltar uma cafeteria.

Criado pelos tios em Fuerte Apache, um conjunto habitacional de baixa renda na periferia de Buenos Aires, o garoto foi perdendo seus amigos de infância, um a um, para as drogas e o mundo do crime.  Quando já estava na seleção sub-17, seu melhor amigo de infância, Darío Coronel, foi baleado por policiais durante uma tentativa de assalto a um bingo.

Tevez se recuperou de todas essas marcas do passado, fez história no Boca Juniors e no Corinthians, vestiu as camisas de West Ham, Manchester United, Manchester City e Juventus e disputou as Copas do Mundo de 2006 e 2010 pela seleção argentina.

Dono do maior salário do planeta (38 milhões de euros anuais, ou R$ 144,7 milhões) no Shanghai Shenhua, o atacante marcou apenas quatro gols na atual edição do Campeonato Chinês e chegou até a ser afastado da equipe por estar acima do peso.

A situação criou rumores de que Tevez pode deixar a Ásia no final desta temporada para retornar mais uma vez ao Boca Juniors, clube onde iniciou a carreira e que também defendeu em 2015 e 2016.


Mais de Cidadãos do Mundo

“Mago” do Leicester copia modelo que deu certo e incomoda grandes na França
Japonês que passou 10 anos no São Paulo inspirou desenho de sucesso mundial
Carrasco do Brasil no Mundial sub-17 é cria de ex-auxiliar de Ceni
Olho neles: 5 destaques da Libertadores que podem reforçar seu time em 2018


Oscar foi só o primeiro: 5 astros que a China quer contratar para 2017
Comentários Comente

Rafael Reis

A contratação do meia brasileiro Oscar por 60 milhões de euros (R$ 209 milhões), anunciada na última sexta-feira pelo Shanghai SIPG, marcou o pontapé inicial da nova temporada de contratações do futebol chinês.

Os clubes do país mais populoso do mundo terão até o dia 17 de março para convencer seus possíveis reforços a trocarem carreiras consolidadas na América do Sul e na Europa por salários astronômicos para encarar o Extremo Oriente.

E como os times chineses estão cada vez mais ricos e confiantes em seu poder de sedução, seus alvos no mercado também estão cada vez mais ousados.

Conheça abaixo 5 jogadores que a China pretende levar para sua liga em 2017:

LIONEL MESSI
29 anos
Atacante
Argentino
Barcelona (ESP)
Quem quer? Hebei Fortune
Messi
Imagine ter um salário anual de 100 milhões de euros (R$ 348 milhões) livre de impostos. Foi essa proposta astronômica de quase R$ 1 milhão por dia que o Hebei Fortune apresentou ao jogador eleito melhor do mundo por cinco vezes. Por enquanto, Messi e o Barcelona não parecem muito dispostos a considerar a oferta. O argentino diz que só deixará a Catalunha para defender o Newell’s Old Boys, seu time de coração, e o clube espanhol nem consegue se imaginar seu maior astro. Mas…

CARLOS TEVEZ
32 anos
Atacante
Argentino
Boca Juniors (ARG)
Quem quer? Shanghai Shenhua
Tevez
O atacante argentino deve ser o próximo grande nome do futebol mundial a anunciar a ida para China. O argentino está prestes a deixar seu clube de infância, o Boca Juniors, para ganhar cerca de R$ 250 milhões para defender o Shanghai Shenhua. O curioso é que Tevez vive falando em antecipar sua aposentadoria e abandonar cedo o futebol profissional. Pelo visto, o dinheiro chinês fez com que ele mudasse de ideia.

WAYNE ROONEY
31 anos
Atacante
Inglês
Manchester United (ING)
Quem quer? Beijing Guoan
Rooney
O capitão do Manchester United já havia sido procurado pelo Beijing Guoan no ano passado e recusou a investida. Mas, muita coisa mudou nos últimos 12 meses: Rooney teve problemas de relacionamento com o técnico José Mourinho, frequentou o banco de reservas e deixou de ser intocável em Old Trafford. Fatores suficientes para o Guoan tentar sua contratação mais uma vez.

CESC FÀBREGAS
29 anos
Meia
Espanhol
Chelsea (ING)
Quem quer? Guangzhou Evergrande
Fabregas
Mais um caso em que a reserva na Europa pode facilitar a ida de um astro do futebol europeu para a China. Assim como Oscar, Fàbregas tem recebido poucas oportunidades do técnico Antonio Conte no Chelsea. E o Guangzhou Evergrande, equipe dirigida pelo brasileiro Luiz Felipe Scolari, rapidamente tratou de perceber isso e mandou uma proposta de 47 milhões de euros (R$ 164 milhões) aos ingleses pelo espanhol.

LUCAS LIMA
26 anos
Meia
Brasileiro
Santos (BRA)
Quem quer? Não divulgado
Lucas Lima
O meia do Santos e da seleção só não participou da debandada brasileira rumo à China no ano passado porque pensava que tinha espaço em mercados mais nobres na Europa. Doze meses depois, o interesse do Oriente por seu futebol continua o mesmo, mas sua cabeça mudou. Lucas Lima não se vê mais em um Barcelona ou Real Madrid e nem teme perder lugar na seleção. Por enquanto, o jogador diz que fica na Vila Belmiro.


Mais de Cidadãos do Mundo

Em alta, Diego Costa chega ao pódio do prêmio de artilheiro da Europa
7% dos jogadores já tiveram oferta para manipular resultado, diz sindicato
Campeão mundial, Zidane tem ano de estreia melhor que o de Guardiola
Nem 1,70 m: 7 baixinhos que se destacam no futebol mundial


Índia, EUA e Barcelona: onde estão os gringos que passaram pelo Corinthians
Comentários Comente

Rafael Reis

A série “Por onde andam 5 estrangeiros inesquecíveis” mostra os paradeiros dos gringos que, para o bem ou para o mal, destacaram-se nos últimos anos vestindo as camisas dos 12 maiores clubes do Brasil.

No segundo episódio, listamos 5 nomes nascidos fora do Brasil que estão na história do Corinthians e continuam em atividade. Na sexta-feira, é a vez do São Paulo.

MATÍAS DEFEDERICO
Meia
Argentino
27 anos
No Corinthians: de 2009 a 2013
Mumbai City (IND)
Defederico
Uma das grandes decepções da história recente corintiana, o meia que foi contratado como promessa de craque, pouco fez no Brasil e rodou por tudo quanto é canto nos últimos anos: Argentina, Chile, Turquia, Emirados Árabes. Agora, atua no vice-líder da Superliga Indiana, aquela que é maldosamente chamada de “liga dos aposentados” devido à idade elevada dos seus jogadores mais conhecidos.

CARLOS TEVEZ
Atacante
Argentino
32 anos
No Corinthians: de 2005 a 2006
Boca Juniors (ARG)
Tevez
O principal jogador do título brasileiro de 2005 conquistado pelo Corinthians retornou no ano passado ao Boca Juniors, time onde iniciou a carreira, depois de fazer sucesso na Inglaterra e na Itália. Mas o atacante não conseguiu encontrar a paz que buscava na Argentina, apesar da conquista do título nacional de 2015. Enfrentando críticas em sua terra natal, principalmente da imprensa, já falou mais de uma vez em aposentadoria.

STIVEN MENDOZA
Atacante
Colombiano
24 anos
No Corinthians: desde 2015 (está emprestado)
New York City (EUA)
Mendoza
Contratado para compor o elenco do Corinthians no ano passado, ainda possui vínculo com o clube paulista e se especializou em ser emprestado para mercados um tanto quanto alternativos. Em 2015, Mendoza foi campeão e eleito o melhor jogador da Superliga Indiana pelo Chennaiyin. Agora, é companheiro dos astros Frank Lampard, Andrea Pirlo e David Villa no New York City, filial do Manchester City que disputa a MLS.

JAVIER MASCHERANO
Zagueiro/Volante
Argentino
32 anos
No Corinthians: de 2005 a 2006
Barcelona (ESP)
Mascherano
Companheiro de Tevez na conquista do título brasileiro de 2005, é o estrangeiro que passou pelo futebol brasileiro que hoje está melhor posicionado no futebol mundial. Titular do Barcelona há sete temporadas, já ganhou quatro Espanhóis e duas Ligas dos Campeões pelo time catalão. É o vice-capitão da Argentina, seleção pela qual foi segundo colocado na Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

JOHNNY HERRERA
Goleiro
Chileno
35 anos
No Corinthians: 2006
Universidad de Chile
Herrera
Os menos atentos talvez nem se lembrem de sua curta passagem pelo Corinthians, na qual foi reserva durante a maior parte do tempo. Mas, Johnny Herrera é dos jogadores mais famosos do futebol chileno. Capitão da Universidad de Chile, foi banco na Copa do Mundo-2014 e continua convocado para a seleção. Também tem fama de bad boy e já foi preso duas vezes por confusões no trânsito –em 2009, atropelou e matou uma jovem, e, em 2014, foi pego dirigindo sob efeito de álcool.


Mais de Cidadãos do Mundo

Emirados, Paraguai e Sérvia: onde estão gringos que passaram pelo Palmeiras
Messi é só o 24º na artilharia da temporada; CR7 está fora do top 30
Celebridade, Neuer já ganhou no “Show do Milhão” e fez filme da Disney
Novo prêmio de melhor do mundo pode se tornar concurso de fã-clubes


Tevez, Ortigoza… A Libertadores está cheia de velhos conhecidos do Brasil
Comentários Comente

Rafael Reis

Lembram do José Ortigoza? Aquele atacante paraguaio de cabelos cacheados que ficou mais conhecido pela semelhança física com o personagem Coalhada do que pelo futebol apresentado no Palmeiras e no Cruzeiro. Pois bem, ele estará na Libertadores.

E do Néicer Reasco? O lateral direito da seleção equatoriana foi campeão brasileiro e participou da fase de ouro do São Paulo na segunda metade da década passada. E ele também estará na Libertadores.

A competição sul-americana, que começa nesta terça-feira com os mata-matas que definirão os últimos participantes da fase de grupos, está cheia de estrangeiros que são velhos conhecidos do torcedor brasileiro.

Alguns fizeram muito sucesso por aqui. Caso do argentino Carlos Tevez, do Boca Juniors, campeão e melhor jogador do Campeonato Brasileiro de 2005, que até hoje é reverenciado como ídolo pelo Corinthians.

Ortigoza

Outros passaram praticamente despercebidos. Foi o que aconteceu por exemplo com o meia boliviano Alejandro Chumacero. Tratado como craque no The Strongest e apelidado de Chumasteiger, ele fracassou quando teve uma chance no Sport.

Mas os velhos conhecidos dos brasileiros não estão só dentro de campo na Libertadores-2016. Eles também frequentam os bancos de reservas.

O Olimpia, do Paraguai, é dirigido por Chiqui Arce, ídolo do Palmeiras e do Grêmio nos anos 1990. O chileno Colo Colo tem como treinador o ex-meia José Luis Sierra, uma das grandes decepções da história do São Paulo. Enquanto isso, o River Plate do Uruguai é comandado por Juan Carrasco, que já trabalhou no Atlético-PR.

Estrangeiros da Libertadores que atuaram no Brasil (país, posição, clube):

-Alejandro Chumacero (BOL, M, The Strongest): jogou no Sport em 2013
-Carlos Luque (ARG, M, Peñarol): jogou no Internacional entre 2014 e 2015
-Carlos Tenorio (EQU, A, Bolívar): jogou no Vasco entre 2012 e 2014
-Carlos Tevez (ARG, A, Boca Juniors): jogou no Corinthians entre 2005 e 2006
Tevez
-Cristian Riveros (PAR, M, Olimpia): jogou no Grêmio entre 2013 e 2015
-Damián Escuero (ARG, M, Puebla): jogou no Grêmio em 2011, no Atlético-MG em 2012 e no Vitória entre 2013 e 2015
-Darío Bottinelli (ARG, M, Toluca): jogou no Flamengo entre 2011 e 2013 e no Coritiba em 2013
-Diego Forlán (URU, A, Peñarol): jogou no Internacional entre 2012 e 2014
-Ezequiel Miralles (ARG, A, Huracán): jogou no Grêmio entre 2011 e 2012 e no Santos de 2012 a 2013
-Fernando Tobio (ARG, Z, Boca Juniors): jogou no Palmeiras entre 2014 e 2015
Tobio
-Germán Herrera (ARG, A, Rosario Central): jogou no Grêmio em 2006 e 2009, no Corinthians em 2008, no Botafogo de 2010 a 2012 e no Vasco em 2015
-Gonzalo Fierro (CHI, M, Colo Colo): jogou no Flamengo entre 2008 e 2011
-Johnny Herrera (CHI, G, Universidad de Chile): jogou no Corinthians entre 2006 e 2007
-Jorge Fucile (URU, LD, Nacional): jogou no Santos em 2012
-José Ortigoza (PAR, A, Cerro Porteño): jogou no Palmeiras em 2009 e no Cruzeiro em 2011
-Juan Carlos Arce (BOL, A, Bolívar): jogou na Portuguesa em 2006, no Corinthians em 2007 e no Sport em 2009
-Luis Perea (COL, A, Universidad César Vallejo): jogou no Criciúma em 2015
-Matías Rodríguez (ARG, LD, Universidad de Chile): jogou no Grêmio entre 2014 e 2015
-Mauricio Saucedo (BOL, M, Oriente Petrolero): jogou no Bragantino em 2012
-Mauricio Victorino (URU, Z, Nacional): jogou no Cruzeiro entre 2011 e 2013 e no Palmeiras em 2014
-Maxi Rodríguez (URU, M, Peñarol): jogou no Grêmio em 2013 e 2015 e no Vasco em 2014
Maxi Rodriguez
-Néicer Reasco (EQU, LD, LDU): jogou no São Paulo entre 2006 e 2008
-Nicolás Lodeiro (URU, M, Boca Juniors): jogou no Botafogo de 2012 a 2014 e no Corinthians entre 2014 e 2015
-Pablo Escobar (BOL, M, The Strongest): jogou no Ipatinga em 2008, no Santo André em 2009, no Mirassol em 2010, na Ponte Preta em 2010 e no Botafogo (SP) em 2011
-Sebastián Eguren (URU, M, Nacional): jogou no Palmeiras de 2013 a 2014
-Sherman Cárdenas (COL, M, Atlético Nacional): jogou no Atlético-MG em 2015
-William Mendieta (PAR, M, Olimpia): jogou no Palmeiras entre 2013 e 2015


5 do trio de ferro e 3 argentinos: os jogadores mais caros da Libertadores
Comentários Comente

Rafael Reis

De volta à Copa Libertadores depois de quase uma década atuando na elite do futebol europeu, Carlos Tevez, 31, é o jogador mais valioso da próxima edição da principal competição sul-americana interclubes.

De acordo com o site “Transfermakt”, especialista em transferências, o astro do Boca Juniors possui hoje um valor de mercado estimado em 20 milhões de euros, aproximadamente R$ 88,9 milhões.

A presença do argentino no topo do ranking é exceção. A lista dos jogadores mais valiosos da Libertadores é dominada por brasileiros.

Dos 10 atletas mais caros da competição, nada menos que seis nasceram no Brasil. Há ainda três argentinos e um colombiano.

Talvez a maior surpresa do ranking seja a presença do corintiano Malcom na segunda posição. Ele tem valor estimado em 10 milhões de euros (R$ 44,4 milhões).

Os cinco clubes brasileiros que vão disputar o torneio estão representados na lista dos dez mais caros. São Paulo, Corinthians e Palmeiras, os três paulistas, somam cinco jogadores.

Além dos brasileiros, apenas Boca Juniors e o Atlético Nacional, da Colômbia, aparecem no ranking.

A Libertadores-2016 começa na próxima terça-feira, com os mata-matas que vão definir os últimos seis participantes da fase de grupos.

Conheça agora os 10 jogadores mais valiosos da competição:

1º – Carlos Tevez
Tevez

31 anos
Atacante
Argentino
Boca Juniors (ARG)
20 milhões de euros (R$ 88,9 milhões)

2º – Malcom
Malcom
18 anos
Atacante
Brasileiro
Corinthians
10 milhões de euros (R$ 44,4 milhões)

3º – Ganso
Ganso
26 anos
Meia
Brasileiro
São Paulo
9 milhões de euros (R$ 40 milhões)

4º – Pablo Daniel Osvaldo

30 anos
Atacante
Argentino/Italiano
Boca Juniors (ARG)
8 milhões de euros (R$ 35,5 milhões)

Elias
Elias
30 anos
Meia
Brasileiro
Corinthians
8 milhões de euros (R$ 35,5 milhões)

Víctor Ibarbo
Victor Ibarbo
25 anos
Atacante
Colombiano
Atlético Nacional (COL)
8 milhões de euros (R$ 35,5 milhões)

7º – Jonathan Calleri
Calleri

22 anos
Atacante
Argentino
São Paulo
7,5 milhões de euros (R$ 33,3 milhões)

8º – Marcos Rocha
Marcos Rocha
27 anos
Lateral direito
Brasileiro
Atlético-MG
6 milhões de euros (R$ 26,6 milhões)

Dudu
Dudu
24 anos
Atacante
Brasileiro
Palmeiras
6 milhões de euros (R$ 26,6 milhões)

10º – Giuliano
Giuliano

25 anos
Meia
Brasileiro
Grêmio
5,5 milhões de euros (R$ 24,4 milhões)


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>