Blog do Rafael Reis

Arquivo : paquetá

Janela já movimentou R$ 2,6 bi em janeiro; veja os brasileiros mais caros
Comentários Comente

Rafael Reis

A janela de transferências de janeiro já movimentou ao redor do planeta cerca de 607 milhões de euros (quase R$ 2,6 bilhões). Desse total, pelo menos 29% corresponde a negócios envolvendo jogadores brasileiros.

De acordo com o site “Transfermarkt”, especializado no Mercado da Bola, as compras e empréstimos de representantes do futebol pentacampeão mundial nas últimas semanas já fizeram girar pelo menos 176 milhões de euros (R$ 750 milhões).

Crédito: Divulgação

Não à toa, três brasileiros estão no top 10 de maiores negócios do mundo no período.

O meia Paulinho, que estava emprestado pelo Barcelona ao Guangzhou Evergrande, teve seus direitos econômicos adquiridos pelo clube chinês por 42 milhões de euros (R$ 179 milhões) e é o segundo no ranking.

Outro reforço do Evergrande, o meia Anderson Talisca ocupa o quinto lugar, com 19,2 milhões de euros (R$ 81,6 milhões). Lucas Paquetá, que deixou o Flamengo para defender o Milan, é o terceiro, com 35 milhões (R$ 148 milhões).

O negócio mais caro da janela de janeiro no planeta foi a venda do meia norte-americano Christian Pulisic, do Borussia Dortmund, para o Chelsea. O jogador, no entanto, continuará na Alemanha por empréstimo até o fim da temporada.

No mercado nacional, nenhuma transação superou os 15 milhões de euros (R$ 63,8 milhões) desembolsados pelo Flamengo para tirar o meio-campista uruguaio Giorgian de Arrascaeta do Cruzeiro.

Já o brasileiro mais caro negociado entre dois clubes do país foi o centroavante Pablo, ex-Athletico-PR, que foi contratado por 6 milhões de euros (pouco mais de R$ 25,5 milhões) pelo São Paulo.

A janela de transferências dos principais países da Europa (Espanha, Itália, Inglaterra, Alemanha e França) vai até o dia 31 de janeiro. No Brasil, o mercado para a chegada de jogadores vindos do exterior fica aberto até o começo de abril.

OS 10 BRASILEIROS MAIS CAROS DA JANELA DE JANEIRO/2019

1 – Paulinho (BRA, Guangzhou Evergrande) – 42 milhões de euros
2 – Lucas Paquetá (BRA, Milan) – 35 milhões
3 – Talisca (BRA, Guangzhou Evergrande) – 19,2 milhões
4 – Ayrton Lucas (BRA, Spartak Moscou) – 7 milhões
5 – Pablo (BRA, São Paulo) – 6 milhões
6 – Carlos Eduardo (BRA, Palmeiras) – 5,7 milhões
7 – Rodrigo Caio (BRA, Flamengo) – 5 milhões
8 – Matheus Fernandes (BRA, Palmeiras) – 4 milhões
9 – Marcão (BRA, Galatasaray) – 3,5 milhões
10 – Mayke (BRA, Palmeiras) – 3,5 milhões

AS 10 CONTRATAÇÕES MAIS CARAS

1 – Christian Pulisic (EUA, Chelsea) – 64 milhões de euros
2 – Paulinho (BRA, Guangzhou Evergrande) – 42 milhões
3 – Lucas Paquetá (BRA, Milan) – 35 milhões
4 – Dominic Solanke (ING, Bournemouth) – 21,2 milhões
5 – Talisca (BRA, Guangzhou Evergrande) – 19,2 milhões
6 – Amadou Haidara (MAL, RB Leipzig) – 18 milhões
7 – Brahim Díaz (ESP, Real Madrid) – 17,3 milhões
8 – Leonardo Balerdi (ARG, Borussia Dortmund) – 15,5 milhões
9 – Giorgian de Arrascaeta (URU, Flamengo) – 15 milhões
10 – Diego Lainez (MEX, Betis) – 14 milhões
TOTAL: 607 milhões


Mais de Brasileiros pelo Mundo

5 destaques de times menores da Europa para seu clube contratar
Como foi o desempenho das novidades do futebol brasileiro para 2019?
7 brasileiros em fim de contrato que já podem assinar com um novo time
6 destaques da Copa São Paulo que hoje estão “desaparecidos” no exterior


Janela já movimentou R$ 1,8 bi em janeiro; Flamengo está no top 10
Comentários Comente

Rafael Reis

O futebol brasileiro tem ajudado a alavancar o mercado global de transferências da janela de janeiro.

O país pentacampeão mundial é o único com mais de um jogador no top 10 dos negócios mais caros desse período de transferências.

Crédito: Divulgação

O meia Lucas Paquetá, que trocou o Flamengo pelo Milan em uma transação de 35 milhões de euros (R$ 151 milhões), é o segundo colocado no ranking.

Já Anderson Talisca, que estava emprestado pelo Benfica ao Guangzhou Evergrande e agora teve seus direitos econômicos comprados pelos chineses por 19,2 milhões de euros (R$ 83,1 milhões), ocupa a quarta posição na lista.

O Brasil também aparece na sétima colocação do ranking, mas aí como nacionalidade do clube comprador (Flamengo) do meia uruguaio Giorgian de Arrascaeta, ex-Cruzeiro, negociado por 15 milhões de euros (R$ 65 milhões), aquisição mais cara da história do futebol nacional.

Além de dois brasileiros e de um uruguaio, o top 10 das maiores contratações da janela de transferências de janeiro pelo mundo conta com jogadores dos Estados Unidos, da Inglaterra, de Mali, da Espanha, da República Democrática do Congo, da Argentina e do México.

O maior negócio deste mês foi a venda do meia norte-americano Christian Pulisic, do Borussia Dortmund, para o Chelsea. O jogador, no entanto, continuará na Alemanha por empréstimo até o fim da temporada.

A transferência do lateral direito Benjamin Pavard, campeão mundial pela seleção francesa e atualmente no Stuttgart, para o Bayern de Munique, que foi anunciada na última quarta-feira, não foi contabilizada, já que o negócio será concretizado apenas na próxima janela de transferências, em julho.

No total, o Mercado da Bola já movimentou em janeiro-2019 pouco mais de 430 milhões de euros (R$ 1,8 bilhão). Doze meses atrás, a janela de início de ano ultrapassou 720 milhões de euros (R$ 3,1 bilhões) em negócios.

AS 10 CONTRATAÇÕES MAIS CARAS DA JANELA DE JANEIRO/2019

1 – Christian Pulisic (EUA, Chelsea) – 64 milhões de euros
2 – Lucas Paquetá (BRA, Milan) – 35 milhões
3 – Dominic Solanke (ING, Bournemouth) – 21,2 milhões
4 – Talisca (BRA, Guangzhou Evergrande) – 19,2 milhões
5 – Amadou Haidara (MAL, RB Leipzig) – 18 milhões
6 – Brahim Díaz (ESP, Real Madrid) – 17,3 milhões
7 – Giorgian de Arrascaeta (URU, Flamengo) – 15 milhões
8 –  Benik Afobe (RDC, Stoke City) – 13,5 milhões
9 – Maximiliano Meza (ARG, Monterrey) – 13,1 milhões
10 – Victor Dávila (MEX, Pachuca) – 10,6 milhões
TOTAL: 434,6 milhões


Mais de Cidadãos do Mundo

Por onde andam 7 ex-jogadores do Liverpool que “sumiram”?
Penta, Messi deixa brasileiro para trás e vira líder da Chuteira de Ouro
As 10 transferências mais caras da história da janela de janeiro
Como zagueiro de R$ 336 milhões ficou barato para o Liverpool


7 revelações da Copa São Paulo que hoje fazem sucesso no exterior
Comentários Comente

Rafael Reis

“Bom era no passado. Hoje em dia, a Copa São Paulo não revela mais ninguém.” Quantas vezes você já ouviu alguém (um torcedor ou um jornalista) soltando uma opinião dessas a respeito da principal competição de base do futebol brasileiro?

Mas, apesar da impressão de que o torneio deixou de ser o celeiro de craques de antigamente, a Copinha continua sim abastecendo anualmente o país pentacampeão mundial de futebol com novos valores.

E muitos desses jovens revelados no torneio vão ainda mais longe e acabam trilhando um caminho de sucesso no exterior.

Às vésperas do início da Copa São Paulo-2019, que começa na próxima quarta-feira (2 de janeiro), o “Blog do Rafael Reis” relembra sete destaques de edições recentes da competição que hoje brilham em clubes importantes da Europa.

GABRIEL JESUS
Atacante
21 anos
Manchester City (ING)

Crédito: Alex Livesey/Getty Images

Foi o grande destaque individual da Copa São Paulo de 2015, quando marcou cinco gols e levou o Palmeiras até a semifinal da competição. No mesmo ano, foi promovido ao time profissional e iniciou a arrancada que o levaria ao Manchester City e à camisa 9 da seleção brasileira na última Copa do Mundo. Apesar de não ter balançado as redes na Rússia-2018 e de costumeiramente ser reserva no atual campeão inglês, Gabriel Jesus é hoje um dos atacantes jovens mais respeitados do planeta.

CASEMIRO
Volante
26 anos
Real Madrid (ESP)

Crédito: Jon Nazca/Reuters

Quatro vezes vencedor da Liga dos Campeões pelo Real Madrid e um dos jogadores brasileiros mais respeitados no cenário internacional na atualidade, o volante começou a ser conhecido no país ao conquistar a Copinha de 2010 pelo São Paulo. Naquela época, Casemiro já era uma das grandes promessas do único clube que defendeu no futebol nacional até ser negociado com o gigante espanhol, em 2013.

LUCAS MOURA
Atacante
26 anos
Tottenham (ING)

Crédito: Ian Kington/AFP

Companheiro de Casemiro na conquista de 2010, foi o grande nome do São Paulo na competição e também o que mais rapidamente se projetou para o futebol profissional. Conhecido na época pelo apelido de Marcelinho, Lucas foi um ídolo quase instantâneo no Morumbi e acabou negociado com o Paris Saint-Germain em 2013. Sem espaço na constelação de astros da equipe francesa, foi vendido para o Tottenham nesta temporada e está recuperando o bom futebol.

MAYCON
Meia
21 anos
Shakhtar Donetsk (UCR)

Crédito: Efrem Lukatsky/AP

Autor do gol do título do Corinthians em 2015, demorou ainda mais de um ano para ser aproveitado na equipe principal. Maycon só deslanchou mesmo no clube depois de ser emprestado à Ponte Preta no segundo semestre de 2016. No ano seguinte, virou um dos protagonistas do time e começou a despertar o interesse europeu pelo seu futebol. Maycon desembarcou no Shakhtar Donetsk em julho e já tomou conta do meio-campo do time ucraniano. O jogador é um dos nomes que podem pintar em breve na seleção brasileira.

MALCOM
Atacante
21 anos
Barcelona (ESP)

Crédito: Octavio Passos/Getty Images

O hoje companheiro de ataque de Lionel Messi e Luis Suárez no Barça não conseguiu levar o Corinthians à taça de 2014, mas bateu na trave. Malcom foi o artilheiro da equipe alvinegra na competição, com seis gols, um deles na derrota por 2 a 1 na decisão contra o Santos. No mesmo ano, o atacante já foi alçado para o time adulto e, em 2016, estreou no futebol europeu pelo Bordeaux – foi contratado pelo Barcelona na atual temporada.

MARQUINHOS
Zagueiro
24 anos
Paris Saint-Germain (FRA)

Crédito: Benoit Tessier/Reuters

Principal revelação do miolo de zaga brasileiro nos últimos anos, o camisa 5 do PSG foi um dos responsáveis pela solidez defensiva do Corinthians no título de 2012. Na ocasião, Marquinhos já fazia parte do elenco profissional e foi “emprestado” ao time de juniores para disputar o torneio. Ainda em 2012, o zagueiro acabou negociado com a Roma. Atualmente, é titular absoluto da seleção brasileira treinada por Tite, justamente seu primeiro técnico no futebol adulto.

LUCAS PAQUETÁ
Meia
21 anos
Milan (ITA)

Crédito: Buda Mendes/Getty Images

Não, a cria das categorias de base do Flamengo ainda não estreou na Europa e ainda espera a virada do ano para poder estrear pelo Milan. Mas Paquetá tem aparecido bastante na imprensa italiana e vem sendo tratado por lá como um jogador capaz de recolocar o clube rossonero no caminho do sucesso. O meia foi campeão da Copinha em 2016, quando venceu o Corinthians por 4 a 3 na decisão por pênaltis. Na ocasião, converteu um dos pênaltis da decisão.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Na Turquia, Robinho chama mais a atenção por cartões do que por gols
5 brasileiros que podem mudar de clube no exterior na janela de janeiro
Por onde andam os jogadores do último título mundial da América do Sul?
Ex-xodó de Tite, Taison é quem mais erra em domínios de bola na Champions


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>