Blog do Rafael Reis

Arquivo : nicolás de la cruz

7 garotos estrangeiros para você prestar atenção na Libertadores-2018
Comentários Comente

Rafael Reis

A Libertadores-2018 está cheia de estrelas consagradas do futebol sul-americano. Os argentinos Carlos Tevez e Fernando Gago (Boca Juniors), Lucas Pratto (River Plate) e Maxi Rodríguez (Peñarol), o chileno Jorge Valdivia (Colo Colo) e o colombiano Camilo Zúñiga (Atlético Nacional) são alguns dos exemplos mais conhecidos.

Só que a graça da principal competição interclubes da América do Sul não está apenas nesses veteranos consagrados, mas também sim nos garotos que utilizam essa vitrine para ficar mais conhecidos e talvez até descolar uma transferência para o milionário futebol da Europa.

A safra brasileira de jovens na Libertadores-2018 é das mais promissoras: tem os flamenguistas Vinícius Júnior (já negociado com o Real Madrid) e Lucas Paquetá, o vascaíno Paulinho e o gremista Arhur (de malas prontas para o Barcelona).

E os times gringos? Quem serão os garotos estrangeiros que prometem brilhar nesta edição do torneio? Listamos sete nomes que merecem sua atenção. Afinal, é bem provável que daqui a pouco eles troquem a Libertadores pela Liga dos Campeões ou pela Liga Europa.

LAUTARO MARTÍNEZ
Atacante
20 anos
Argentino
Racing (ARG)

É o nome da moda no futebol argentino. Apesar de ter apenas 20 anos, já é o capitão do Racing, está na briga pela artilharia da primeira divisão nacional, vem sendo observado pelo técnico Jorge Sampaoli e pode até pintar na Copa do Mundo. É bem provável que esse seja o último semestre de Lautaro Martínez na América do Sul. O atacante, que já rejeitou propostas de Real Madrid, Atlético de Madri e Bayern de Munique, está em um namoro avançado com a Inter de Milão, que cogita pagar mais de 30 milhões de euros (R$ 118 milhões) pelo garoto. Logo na estreia na Libertadores, já fez três contra o Cruzeiro.

WUYLKER FARIÑEZ
Goleiro
20 anos
Venezuelano
MIllonarios (COL)

O primeiro desafio do Corinthians na Libertadores-2018 será conseguir balançar as redes de uma das grandes revelações do futebol sul-americano no ano passado. Dono da meta do Millonarios, adversário do atual campeão brasileiro nesta quarta-feira, Fariñez brilhou no histórico vice-campeonato mundial sub-20 alcançado pela Venezuela, em junho, e já se firmou como titular da seleção principal. Sua estadia na Colômbia, onde chegou no começo de janeiro, não deve ser das mais longas.

CRISTIAN PAVÓN
Meia-atacante
22 anos
Argentino
Boca Juniors (ARG)

Para Cristian Pavón, fazer uma boa Libertadores não é apenas um possível passaporte para o futebol europeu, mas também a chance de carimbar seu passaporte para a Copa do Mundo. O meia-atacante do Boca fez parte da última convocação da seleção e continua em alta. Pavón é o grande garçom do futebol argentino nesta temporada e já deu oito passes para gol em 17 partidas do campeonato nacional.

CARLOS CUESTA
Zagueiro
18 anos
Colombiano
Atlético Nacional (COL)

Não é todo dia que um zagueiro de 18 anos vira titular de um dos clubes mais poderosos da América do Sul. É por isso que Carlos Cuesta tem chamado tanto a atenção desde que foi promovido ao elenco principal do campeão da Libertadores-2016, há um ano e meio. Defensor de muitos recursos técnicos e velocidade acima da média para um jogador de sua posição, ele lembra um pouco o estilo de Davinson Sánchez (Tottenham) e Yerry Mina (ex-Palmeiras e hoje no Barcelona), só que é bem mais baixo do que eles (tem só 1,78 m). O Atlético de Madri e o Ajax já vêm acompanhando de perto seu desenvolvimento.

FABRICIO BUSTOS
Lateral direito
21 anos
Argentino
Independiente (ARG)

Em uma posição que é carente de bons nomes no futebol mundial, o lateral direito do Independiente tem tudo para construir uma carreira de sucesso. Aos 21 anos, Bustos foi um dos destaques da conquista da Copa Sul-Americana na temporada passada e é outro jovem que está na mira de Sampaoli para a Copa do Mundo. A transferência para o futebol europeu também parece uma mera questão de tempo.

YEFERSON SOTELDO
Meia-atacante
20 anos
Venezuelano
Universidad de Chile (CHI)

Assim como Fariñez, fez parte do elenco da Venezuela vice-campeã sul-20 do ano passado e já frequenta as convocações da seleção principal. Jogador de muita criatividade, costuma atuar pelo lado direito do campo, mas também pode fazer a faixa central. Soteldo, que já chegou a ser sondado pelo São Paulo, tem contrato com o pequeno Huachipato, mas vai disputar a Libertadores-2018 emprestado à Universidad de Chile.

NICOLÁS DE LA CRUZ
Meia
20 anos
Uruguaio
River Plate (ARG)

Um dos nomes mais promissores da próxima geração do futebol uruguaio, é irmão de Carlos Sánchez (ex-River Plate e atualmente no Monterrey). Capitão da seleção sub-20 no Mundial da categoria no ano passado, De La Cruz é um jogador versátil, que pode executar todas as funções do meio-campo. Revelado pelo Liverpool uruguaio, desembarcou no River em agosto, mas ainda não mostrou todo seu potencial pelo time de Buenos Aires.


Mais de Cidadãos do Mundo

Prêmio de artilheiro da Europa vira disputa entre Kane e Cavani
De Tevez a Valdivia: 7 astros estrangeiros que estão na Libertadores-2018
Luan e Vinícius Jr. são os mais caros da Libertadores; Brasil domina lista
645 dias depois, Guardiola tenta encerrar maior jejum da carreira


7 revelações sul-americanas para seu time contratar antes dos europeus
Comentários Comente

Rafael Reis

Não é segredo para ninguém que o destino de qualquer garoto com talento acima da média que aparece no futebol sul-americano é a Europa. Mais cedo ou mais tarde, ele cruzará o Atlântico para jogar ao lado dos melhores jogadores do planeta.

Mas isso não significa que os clubes brasileiros devam cruzar os braços e apenas observar a garimpagem feita pelos times mais ricos do mundo na América do Sul.

Com um bom trabalho de observação e olho clínico para fazer os investimentos certos, as equipes brasileiras podem sim chegar nesses meninos talentosos antes dos europeus e fazer com que eles passem pelo menos uma temporada no futebol pentacampeão do mundo antes de migrar para o Velho Continente.

Exemplos bem sucedidos não faltam. O zagueiro colombiano Yerry Mina passou um ano e meio no Palmeiras antes de ser vendido para o Barcelona. O atacante argentino Jonathan Calleri foi artilheiro da Libertadores pelo São Paulo e só depois foi para a Premier League. E os também argentinos Carlos Tevez, Javier Mascherano e Manuel Lanzini se sagraram campeões brasileiros antes de começarem suas carreiras europeias.

Apresentamos abaixo sete jovens promissores que estão se destacando no futebol sul-americano e que podem reforçar algum clube brasileiro em 2018. Mas é melhor correr contra o tempo e contratá-los logo, porque daqui a pouco é bem capaz de um europeu desembarcar por aqui e levá-los embora.

CARLOS CUESTA
Zagueiro
18 anos
Colombiano
Atlético Nacional (COL)

Não é todo dia que um zagueiro de 18 anos vira titular de um dos clubes mais poderosos da América do Sul. É por isso que Carlos Cuesta tem chamado tanto a atenção desde que foi promovido ao elenco principal do campeão da Libertadores-2016, há um ano e meio. Defensor de muitos recursos técnicos e velocidade acima da média para um jogador de sua posição, ele lembra um pouco o estilo de Davinson Sánchez (Tottenham) e Yerry Mina (recém-negociado pelo Palmeiras com o Barcelona), só que é bem menor do que eles (tem só 1,78m). O Atlético de Madri e o Ajax já vêm acompanhando de perto seu desenvolvimento.

WUILKER FARIÑEZ
Goleiro
19 anos
Venezuelano
Millonarios (COL)

Maior revelação do gol sul-americano no ano passado, brilhou no histórico vice-campeonato mundial sub-20 alcançado pela Venezuela, em junho, e já se firmou como titular da seleção principal. Revelado pelo Caracas, Fariñez acabou de assinar contrato com o Millonarios e começará a Libertadores-2018 pelo clube colombiano. Mas, dependendo do futebol apresentado na competição sul-americana, pode sair já na janela do meio do ano. E, se algum clube brasileiro agir rápido, esse pode ser seu destino.

EZEQUIEL BARCO
Meia-atacante
18 anos
Argentino
Independiente (ARG)

Autor do gol que deu o título da Copa Sul-Americana do ano passado ao Independiente, a jovem promessa impressionou bem mais que os torcedores do Flamengo, adversário do tradicional clube argentino na decisão. Barco já estava negociado com o Atlanta United (EUA), mas o Independiente desistiu da transação por acreditar que algum clube europeu bateria em sua porta atrás do garoto. Atualmente, as duas partes estão em litígio, e o meia-atacante tem faltado aos treinos da pré-temporada. Quanto a seu futuro, o Valencia sinaliza uma proposta de 20 milhões de euros (R$ 77,8 milhões).

RODRIGO AMARAL
Atacante
20 anos
Uruguaio
Racing (ARG)

Um dos artilheiros do último Sul-Americano sub-20, construiu uma carreira de sucesso nas seleções de base do Uruguai e apareceu no Nacional como promessa de craque. Mas problemas disciplinares vêm atrapalhando sua evolução, tanto que passou o segundo semestre do ano passado jogando pelo time B do Racing, clube argentino que pagou 1 milhão (R$ 3,9 milhões) pelos seus direitos econômicos. Talentoso, Amaral tem tudo para explodir quando colocar a cabeça no lugar. Por isso, vale o investimento.

KEVIN BALANTA
Volante
20 anos
Colombiano
Deportivo Cali (COL)

Convocado pela primeira vez pela seleção colombiana adulta quando tinha apenas 18 anos, o volante também fez parte da equipe que disputou os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e é titular do Deportivo Cali desde 2015. Jogador de muito poderio de marcação, Balanta não deve permanecer em sua terra natal por muito tempo. River Plate e clubes portugueses sonham com sua contratação, que deve ser efetuada por uns 5 milhões de euros (R$ 19 milhões), quantia que não chega a ser proibitiva para os clubes brasileiros.

EMANUEL REYNOSO
Meia
22 anos
Argentino
Talleres (ARG)

Se o pequeno Talleres é uma das sensações do Campeonato Argentino nesta temporada, boa parte da responsabilidade é desse criativo camisa 10. Bebelo Reynoso não é de fazer muitos gols, mas qualifica o passe e ajeita o meio-campo do clube de Córdoba. Qualidades que não passaram despercebidas ao Benfica e a uma boa parte dos times mais poderosos da Argentina (Boca Juniors, Racing, San Lorenzo e Lanús), que sonham com sua contratação. Aqui no Brasil, o Inter já demonstrou interesse no jogador.

NICOLÁS DE LA CRUZ
Meia
Uruguaio
20 anos
River Plate (ARG)

Um dos nomes mais promissores da próxima geração do futebol uruguaio, é irmão de Carlos Sánchez (ex-River Plate e atualmente no Monterrey). Capitão da seleção sub-20 no Mundial da categoria no ano passado, De La Cruz é um jogadores versátil, que pode executar todas as funções do meio-campo. Revelado pelo Liverpool uruguaio, desembarcou no River em agosto, mas ainda não mostrou todo seu potencial pelo time de Buenos Aires.


Mais de Cidadãos do Mundo

Por que meia da seleção argentina usou braçadeira de capitão da Peppa Pig?
Como um produtor de cinema transformou time falido no líder do Italiano
Por que astro de rival do Brasil na Copa é tão questionado no Real?
Italiano faz 4 gols no 1º jogo do ano e tira artilharia da Europa de Cavani


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>