Blog do Rafael Reis

Arquivo : lanús

Após férias, Libertadores dá início à fase final. E ainda não tem favorito
Comentários Comente

Rafael Reis

Quarentas dias depois do encerramento da fase de grupos, a Copa Libertadores da América-2017 entra nesta terça-feira em sua reta final ainda sem a definição de um time favorito ao título.

Ao contrário do ano passado, quando o Atlético Nacional passou pela etapa classificatória com cinco vitórias e um empate e saiu de lá como o maior candidato ao troféu, desta vez nenhuma equipe teve um aproveitamento tão alto dentro do seu grupo.

E mesmo as equipes que mais se destacaram na fase anterior têm motivos de sobra para não merecer o rótulo de favorito nos mata-matas decisivos da principal competição interclubes da América do Sul.

Dono da melhor campanha da fase de grupos da Libertadores, com 13 pontos e 11 gols de saldo, o Atlético-MG está fora do G6 do Campeonato Brasileiro e até poucos dias atrás tinha seu técnico, Roger Machado, com o cargo sob ameaça devido à ausência de bons resultados.

Ao contrário dos mineiros, Palmeiras e Grêmio, os outros brasileiros que somaram 13 pontos na etapa anterior, vivem bons momentos na competição nacional, mas ainda não foram devidamente testados no torneio sul-americano.

A equipe gaúcha se destacou no mais fraco dos oito grupos da Libertadores. Ou você acha que ganhar de Guaraní, do Paraguai, Deportes Iquique, do Chile, e Zamora, da Venezuela, credencia alguém ao título?

O Palmeiras teve adversários um pouco mais qualificados, mas nem tanto assim: Jorge Wilstermann, da Bolívia, Atlético Tucumán, da Argentina, e Peñarol, do Uruguai. E, apesar do primeiro lugar da chave, sofreu demais para conseguir cada uma das quatro vitórias que obteve até o momento.

Assim como Atlético-MG, Grêmio e Palmeiras, River Plate e Lanús também somaram 13 pontos na fase de grupos. Só que pesadas dúvidas também pairam sobre o verdadeiro potencial dos argentinos.

O River até parecia um time capaz de carregar o rótulo de favorito. Conta com uma base que foi campeã continental dois anos atrás, vinha praticando um futebol consistente e é comandado há três temporadas pelo mesmo técnico, Marcelo Gallardo.

Mas um escândalo abalou as estruturas dos Millonarios. Dois dos seus titulares, o lateral direito Camilo Mayada e o zagueiro Lucas Martínez, foram pegos em exames antidoping. E mais cinco jogadores são suspeitos de terem utilizado substâncias proibidas.

O clube argentino é também dos sobreviventes da Libertadores que mais corre risco de perder nomes importantes nesta janela de transferências. O atacante Sebastián Driussi, um dos supostamente envolvidos no caso de doping coletivo, deve ir para o Zenit. O meia Gonzalo Martínez e o centroavante Lucas Alario também interessam ao futebol europeu.

Já o Lanús só chegou aos 13 pontos porque herdou três pontos de uma derrota para a Chapecoense, punida pela Conmebol pela escalação irregular de um jogador. O time, campeão nacional de 2016, fez uma campanha discreta no último Campeonato Argentino e foi apenas o oitavo colocado.

Libertadores-2017 – Oitavas de Final

Guaraní (PAR) x River Plate (ARG)
Jorge Wilstermann (BOL) x Atlético-MG (BRA)
Emelec (EQU) x San Lorenzo (ARG)
The Strongest (BOL) x Lanús (ARG)
Atlético-PR (BRA) x Santos (BRA)
Barcelona (EQU) x Palmeiras (BRA)
Nacional (URU) x Botafogo (BRA)
Godoy Cruz (ARG) x Grêmio (BRA)


Mais de Opinião

– Árbitro de vídeo passa em teste, mas não livra apito de erros e polêmicas
– Entenda por que esta pode ser a última Copa das Confederações da história
– Como Cristiano Ronaldo conseguiu travar a janela de transferências
– Show dos Milhões: entenda por que o mercado da bola inflacionou tanto


5 destaques da fase de grupos da Libertadores para seu time contratar
Comentários Comente

Rafael Reis

A fase de grupos da Libertadores chegou ao fim. Os 16 clubes ainda vivos na disputa do título continental têm agora pouco mais de um mês de descanso até o início dos mata-matas decisivos da competição, em 4 de julho.

É hora de ir às compras e também de tentar assegurar a permanência dos principais jogadores do seu elenco para o segundo semestre.

O “Blog do Rafael Reis” selecionou cinco destaques da fase de grupos da Libertadores que cairiam como uma luva em boa parte dos clubes brasileiros e que seriam reforços muito bem-vindos para o futebol pentacampeão mundial.

DIEGO POLENTA
Zagueiro
Uruguaio
23 anos
Nacional (URU)

Se o Nacional conseguiu avançar de fase na Libertadores, a culpa é de sua defesa, vazada apenas três vezes em seis jogos. E o principal nome do sistema defensivo uruguaio é Diego Polenta. Jogador de destaque nas seleções de base, o zagueiro passou pelo futebol italiano (Bari e Genoa) e está há tempos na mira de clubes brasileiros. Flamengo, Corinthians, Grêmio e Inter já tentaram sua contratação. Os argentinos Boca Juniors e River Plate também estão na lista de interessados.

ALEJANDRO CHUMACERO
Meia
Boliviano
26 anos
The Strongest (BOL)

O artilheiro da Libertadores não é um atacante, mas sim um meia que já andou até jogando como volante. Chumacero, autor de oito gols na competição, é o coração, o cérebro e a alma do The Strongest, segundo colocado do Grupo 2, e divide com a altitude de La Paz os louros por ter classificado o clube boliviano para a reta final do torneio. O camisa 3 já teve uma passagem pelo Brasil, mas não conseguiu emplacar no Sport.

LAUTARO ACOSTA
Meia-atacante
Argentino
29 anos
Lanús (ARG)

Quem marca os gols do Lanús é o veterano José Sand, de 36 anos. Mas o principal nome do líder do Grupo 7 da Libertadores não é o centroavante. Lautaro Acosta é rápido, habilidoso e carrega a experiência de ter atuado no Sevilla, além de convocações para a seleção argentina. É um nome que aumentaria a qualidade dos principais clubes brasileiros e totalmente dentro da realidade financeira deles.

JONATAN ÁLVEZ
Atacante
Uruguaio
28 anos
Barcelona (EQU)

Talvez a maior surpresa da fase de grupos da Libertadores, o Barcelona de Guayaquil conseguiu se classificar em uma chave que tinha um clube brasileiro (Botafogo), outro argentino (Estudiantes) e o atual campeão (Atlético Nacional). E boa parte da responsabilidade pelo feito cabe ao centroavante uruguaio que quase trocou o Barcelona pelo Necaxa no fim do ano passado e já atuou em Portugal (Vitória de Guimarães)

ALEJANDRO SILVA
Lateral direito
Uruguaio
27 anos
Lanús (ARG)

Lateral direito de origem, também pode atuar aberto na linha do meio-campo. E é exatamente nessa função que ele tem se destacado com a camisa do Lanús nesta Libertadores. Ex-jogador de Peñarol e Olimpia (PAR), Silva é um dos bons nomes da equipe argentina e, junto com Acosta, faz o papel de municiar Sand. Para completar: fez um golaço contra o Nacional, na última rodada da fase de grupos.


Mais de Cidadãos do Mundo

Por onde andam os jogadores do Real que impediu Mundial do Vasco em 1998?
Buffon largou casamento para viver com apresentador esportiva de TV
7 aspirantes a craque para acompanhar de perto no Mundial sub-20
Livres para assinar: 7 astros que ficam sem contrato no fim da temporada


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>