Blog do Rafael Reis

Arquivo : jonatan álvez

Olho neles: 5 destaques da Libertadores que podem reforçar seu time em 2018
Comentários Comente

Rafael Reis

Grêmio e Barcelona de Guayaquil iniciam na noite desta quarta-feira a disputa por uma vaga na decisão da Libertadores. River Plate e Lanús já começaram na terça a definir quem será o representante argentino na briga pelo título.

A competição interclubes mais importante do futebol sul-americano já entrou em sua reta final. Momento ideal para os clubes que não estão envolvidos na disputa pela taça garimparem talentos para reforçar seus elencos para 2018.

Mas, afinal, quem são os próximos Guerra e Borja (Palmeiras) e Sornoza (Fluminense), que desembarcaram no Brasil depois de se destacarem na Libertadores do ano passado?

Para tentar responder essa pergunta, listamos abaixo cinco jogadores das equipes semifinalistas que estão brilhando na competição e podem pintar como reforços para clubes da primeira divisão brasileira na próxima temporada.

JONATAN ÁLVEZ
Atacante
Uruguaio
29 anos
Barcelona (EQU)

Atacante de poucos recursos técnicos, mas de muita determinação e faro de gol apurado, o uruguaio marcou já marcou quatro vezes contra clubes brasileiros na Libertadores e foi responsável direto pelas eliminações de Palmeiras e Santos –também vazou a defesa do Botafogo na fase de grupos. O sucesso de Álvez no Barcelona de Guayaquil despertou a atenção do Santos, que colocou o carrasco em uma lista de possível reforços para a próxima temporada.

DAMIÁN DÍAZ
Meia-atacante
Argentino
31 anos
Barcelona (EQU)

Damián Díaz é outro jogador do Barcelona que interessa ao Santos, que enxerga nele um possível substituto de Lucas Lima, cujo contrato termina no fim do ano. O experiente meio-campista pertence àquela linhagem tradicional de camisas 10 argentinos baixinhos, habilidosos e muito criativos. Díaz começou a carreira no Rosario Centra e passou por Boca Juniors, Universidad Católica, Colón e pelo futebol dos Emirados Árabes. Esta é a terceira vez que veste a camisa do Barcelona.

LAUTARO ACOSTA
Meia-atacante
Argentino
29 anos
Lanús (ARG)

Jogador com experiência no espanhol, o ex-Sevilla e Racing Santander é o cérebro do Lanús, apesar de não jogar pela faixa central do meio-campo, mas sim aberto pelo lado esquerdo. Atleta com convocações para a seleção argentina, Acosta é rápido, habilidoso e certamente aumentaria a qualidade dos principais clubes brasileiros da atualidade, além de estar dentro da realidade financeira deles.

ALEJANDRO SILVA
Lateral direito
Uruguaio
28 anos
Lanús (ARG)

Lateral direito de origem, também pode atuar aberto na linha do meio-campo. E é exatamente nessa função que ele tem se destacado com a camisa do Lanús na atual edição da Libertadores. Ex-jogador de Peñarol e Olimpia (PAR), Silva é um dos bons nomes da equipe argentina e, ao lado de Acosta, tem a missão de municiar o veterano centroavante José Sand, goleador do time.

GONZALO MARTÍNEZ
Meia-atacante
Argentino
24 anos
River Plate (ARG)

O camisa 10 do River Plate é o nome mais valorizado da lista e exigirá um investimento um pouco mais pesado do clube que quiser contratá-lo. Martínez possui características semelhantes às de Acosta: é rápido, habilidoso e prefere atuar pela faixa esquerda do meio-campo. O jogador foi revelado pelo Huracán, defende o River desde 2015 e é remanescente do time que ganhou a Libertadores daquele ano.


Mais de Cidadãos do Mundo

Melhor do mundo, CR7 não é nem top 250 em prêmio de artilheiro da temporada
Primos de CR7: conheça a família brasileira do melhor jogador do mundo
Em busca de Goku, clube japonês oferece contrato para recém-nascido
Melhor do mundo no PSG está perto de ser presidente, mas teve 1 frustração


Demolidor de brasileiros, ameaça ao Santos acumula gols, brigas e confusões
Comentários Comente

Rafael Reis

Forte, aguerrido, goleador nato e chegado em uma confusão. Eis a maior ameaça ao Santos no confronto com o Barcelona de Guayaquil, nesta quarta-feira (13), pelo duelo de ida das quartas de final da Libertadores.

Artilheiro do clube equatoriano na temporada, com 17 gols, o centroavante uruguaio Jonatan Álvez, de 30 anos, vive a melhor fase de sua carreira. E já marcou contra dois brasileiros nesta edição do torneio.

Foi do camisa 9 o gol da vitória por 1 a 0 do Barcelona sobre o Palmeiras, no Equador, no jogo de ida das oitavas. Na fase de grupos, o atacante foi às redes no triunfo por 2 a 0 sobre o Botafogo.

Revelado pelo River Plate uruguaio, Álvez rodou por vários clubes pequenos do seu país até ter uma chance no Danubio, na temporada 2013/14. Depois, teve curtas passagens por Vitória de Guimarães (Portugal) e LDU (Equador).

O uruguaio foi contratado pelo Barcelona no ano passado e desandou a fazer gols. Foram 20 no Equatoriano-2016 e mais 13 só no primeiro turno do campeonato nacional nesta temporada. Na Libertadores, já deixou sua marca três vezes.

Mas a história de Álvez não se resume a gols. Sua personalidade forte, contestadora e, por vezes, até indisciplinada chamam a atenção desde os tempos em que ele despontou em sua terra natal. Não à toa, seu apelido é “Loco” (de tradução óbvia para o português).

Em 2014, quando morava em Portugal, o centroavante foi flagrado dirigindo sob efeito de álcool e por pouco não foi parar na cadeia.

O atacante também já foi expulso depois de apenas 21 minutos em campo em um clássico contra o Emelec, em abril.

Seu episódio mais recente de indisciplina chegou a ameaçar sua participação nas quartas de final da Libertadores e até mesmo a permanência no Barcelona.

No mês passado, o centroavante não gostou de ser substituído no final de uma partida contra o Clan Juvenil, válida pelo Campeonato Equatoriano, e ofendeu o técnico Guillermo Almada. Mais tarde, quis agredir o treinador e só não foi para cima dele porque seus companheiros de time o impediram de deixar o banco de reservas.

Após a partida, o comandante do Barcelona admitiu que situações como aquela eram corriqueiras com Álvez e que o jogador já havia sido punido internamente algumas vezes.

Depois da confusão, o uruguaio chegou a ser afastado do elenco, treinou separado dos seus parceiros de clube e não participou de duas partidas. Mas foi perdoado por Almada e hoje é peça-chave na equipe que deseja deixar mais um brasileiro pelo caminho na Libertadores.


Mais de Cidadãos do Mundo

Estoniano lidera 1ª parcial da Chuteira de Ouro; Falcao e Cavani são top 10
5 jogadores que se envolveram em confusões com garotas de programa
A janela fechou, e esses 7 jogadores famosos ainda estão desempregados
Por vaga na Copa-2018, seleções resgatam veteranos esquecidos


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>