Blog do Rafael Reis

Arquivo : downing

Por onde andam 7 ex-jogadores do Liverpool que “sumiram”?
Comentários Comente

Rafael Reis

Como está a carreira daquele jogador que já teve seus momentos de glória em um dos grandes clubes do futebol europeu, mas que hoje anda um tanto quanto sumido, vestindo uma camisa menos tradicional e atuando por um campeonato que gera menos repercussão midiática?

É para responder a essa pergunta que o “Blog do Rafael Reis” publica desde o fim de novembro a seção “Por Onde Anda? – Times Internacionais”. Durante as próximas semanas, revelaremos os paradeiros de vários jogadores que estão nessa situação.

Nesta quinta-feira, mostramos os destinos de sete ex-jogadores do Liverpool. Na semana que vem, será a vez de desvendarmos os paradeiros de atletas que passaram pelo Arsenal.

LORIS KARIUS
Goleiro
25 anos
Alemão
Besiktas (TUR)

Crédito: Andrew Boyers/Reuters

Vilão da derrota do Liverpool para o Real Madrid na final da última Liga dos Campeões, o goleiro alemão ficou sem clima para continuar em Anfield e acabou emprestado para o futebol turco. No Besiktas, Karius é titular absoluto, mas não tem passado tanta confiança assim para seus zagueiros. A prova disso é que só não sofreu gols em três das 18 partidas que disputou na atual temporada.

GLEN JOHNSON
Lateral direito
34 anos
Inglês
Sem clube

Crédito: Divulgação

Dono da lateral direita dos Reds durante pelo menos cinco temporadas, defendeu a seleção inglesa em duas Copas do Mundo (2010 e 2014) e uma Eurocopa (2012). Seu último clube foi o Stoke City, onde passou três anos. Desde julho, quando seu contrato chegou ao fim, está desempregado e busca um novo time para dar continuidade à carreira.

ANDY CARROLL
Atacante
30 anos
Inglês
West Ham (ING)

Crédito: AFP

Uma das piores contratações do Liverpool nas últimas décadas, o centroavante custou 41 milhões de euros (R$ 177,6 milhões) e só marcou 11 gols com a tradicional camisa vermelha. Sem mostrar futebol no clube, Carroll voltou à sua rotina de atuar por times medianos do futebol inglês. Na atual temporada, vem tentando recuperar espaço no West Ham depois de uma cirurgia no tornozelo que o deixou fora de ação por mais de quatro meses.

MARTIN SKRTEL
Zagueiro
34 anos
Eslovaco
Fenerbahce (TUR)

Crédito: Chris Hughes/AP

Apesar de nunca ter sido um primor do ponto de vista técnico, o zagueiro permaneceu durante oito temporadas e meia no elenco do Liverpool e até hoje é um dos jogadores mais importantes da seleção eslovaca. Longe dos holofotes desde que deixou o clube para jogar no Fenerbahce, em 2016, voltou a ter seu nome comentado nas últimas semanas depois que apareceu na imprensa europeia como possível reforço da defesa do Barcelona para a janela de janeiro.

YOSSI BENAYOUN
Meia
38 anos
Israelense
Beitar Jerusalem (ISR)

Crédito: Reprodução

O meia rodou bastante pelo futebol inglês entre 2005 e 2014. Além do Liverpool, onde jogou por três temporadas, também defendeu West Ham, Chelsea, Arsenal e Queens Park Rangers. O jogador retornou a Israel cinco anos atrás e já tem aposentadoria marcada para junho. Antes, quer impedir que o Beitar Jerusalem, time pelo qual assinou nove dias atrás, seja rebaixado para a segunda divisão nacional.

STEWART DOWNING
Meia
34 anos
Inglês
Middlesbrough (ING)

Crédito: Reprodução

Uma das grandes promessas do futebol inglês no começo da década passada, chegou a disputar a Copa do Mundo de 2006, mas não “explodiu” como esperado. Entre 2011 e 2013, defendeu o Liverpool, único time de grande porte de sua carreira. A passagem de Downing por Anfield, no entanto, foi esquecível. Hoje, disputa a segundona inglesa pelo Middlesbrough, seu primeiro clube como profissional.

DAVID N’GOG
Atacante
29 anos
Francês
Honvéd (HUN)

Crédito: Reprodução

O torcedor do Liverpool certamente não sente saudades do centroavante francês que se destacou nos seus primeiros dias como profissional no Paris Saint-Germain e desembarcou na Inglaterra logo depois. N’Gog chegou a jogar 94 vezes pela equipe vermelha, mas perdeu bem mais gols do que as 19 bolas que conseguiu empurrar para as redes adversárias. Após rodar pela Grécia e se aventurar na Escócia, o atacante tem frequentado o banco de reservas no nada poderoso futebol da Hungria.


Mais de Cidadãos do Mundo

Penta, Messi deixa brasileiro para trás e vira líder da Chuteira de Ouro
As 10 transferências mais caras da história da janela de janeiro
Como zagueiro de R$ 336 milhões ficou barato para o Liverpool
7 estrelas em fim de contrato que já podem assinar com um novo time


7 estrangeiros famosos que hoje jogam em times de 2ª divisão
Comentários Comente

Rafael Reis

Você consegue imaginar um grande jogador, daqueles acostumados com as camisas mais vitoriosas do futebol mundial e defendendo as seleções mais poderosas do planeta, atuando em times de segunda divisão?

Bem, isso é mais normal do que você pode imaginar. Os goleiros Marcos e Gianluigi Buffon são exemplo. Já eram campeões mundiais por Brasil e Itália, respectivamente, quando tiveram de encarar a Série B dos seus países por Palmeiras e Juventus. Mas a dupla não está sozinha. Apresentamos abaixo sete jogadores estrangeiros conhecidos que estão na disputa de Segundonas na atual temporada.

DIDIER DROGBA
Atacante
Marfinense
40 anos
Phoenix Rising (EUA)

Após um longo flerte com o Corinthians no começo do ano passado, o atacante marfinense, um dos maiores ídolos da história do Chelsea, decidiu comprar parte do Phoenix Rising, time que disputa a USL, uma espécie de segunda divisão do futebol profissional nos EUA. Em sua temporada de estreia pela franquia do Arizona, Drogba marcou dez vezes e parou na primeira rodada dos playoffs decisivos. O centroavante já anunciou que irá se aposentar em dezembro.

JONAS HECTOR
Lateral esquerdo
Alemão
28 anos
Colônia (ALE)

Titular da lateral esquerda da Alemanha durante boa parte do ciclo da Copa do Mundo da Rússia, recusou propostas de Bayern de Munique e Borussia Dortmund na última janela de transferências para tentar levar o Colônia de volta à primeira divisão germânica após o rebaixamento da temporada passada. Hector é praticamente uma cria do clube, já que chegou lá quando tinha 20 anos e tinha como experiência anterior apenas passagem por times semiprofissionais.

ANDREAS GRANQVIST
Zagueiro
Sueco
33 anos
Helsingborgs (SUE)

Capitão e um dos destaques da seleção sueca na última Copa do Mundo, decidiu mudar de vida e começar a colocar em prática seu “plano de aposentadoria” após a competição. Granqvist deixou o Krasnodar, da Rússia, para retornar ao Helsingborgs, time onde iniciou sua carreira como profissional. O problema é que a equipe sete vezes campeã nacional está na segundona desde o ano passado.

MILE JEDINAK
Meia
Australiano
34 anos
Aston Villa (ING)

O capitão da seleção australiana já viveu dias melhores na carreira e chegou a disputar a Premier League inglesa durante três temporadas pelo Crystal Palace. Em 2016, transferiu-se para o Aston Villa, clube tradicional, mas que atualmente está na segunda divisão da terra de Harry Kane e Dele Alli. O acesso quase veio na última temporada. O Villa foi até a decisão dos playoffs, mas acabou derrotado pelo Fulham no jogo que valia o passaporte para a elite.

WILFRIED BONY
Atacante
Marfinense
29 anos
Swansea City (ING)

O marfinense viveu o auge de sua carreira na temporada 2015/16, quando teve a chance de defender o poderoso Manchester City. Depois da chegada de Pep Guardiola à Inglaterra, perdeu espaço. Primeiro, foi emprestado ao Stoke City. Depois, negociado com o Swansea City. Na última temporada, acabou rebaixado com a equipe galesa. Na atual, ainda não jogou porque está se recuperando de uma cirurgia de joelho.

JOE ALLEN
Meia
Galês
28 anos
Stoke City (ING)

Um dos principais jogadores do País de Gales, defendeu a seleção britânica nos Jogos Olímpicos-2012 e atuou pelo Liverpool durante quatro temporadas. Em 2016, acabou vendido para o Stoke City. Após duas temporadas, a equipe foi rebaixada para a Championship. Apesar de ter um bom mercado na Inglaterra, Allen decidiu permanecer no clube para tentar devolvê-lo à primeira divisão.

STEWART DOWNING
Meia
Inglês
34 anos
Middlesbrough (ING)

Uma das grandes apostas do futebol inglês em meados da década passada, disputou a Copa do Mundo de 2006 quando tinha apenas 21 anos e chegou a defender o Liverpool. Mas Downing não conseguiu entregar tudo que se esperava dele. Em 2015, retornou ao Middlesbrough, clube onde iniciou a carreira e até chegou a devolvê-lo para a primeira divisão (2016/17) antes de cair novamente para a segundona.


Mais de Cidadãos do Mundo

Boliviano diz que inventou VAR, acusa Fifa de plágio e quer US$ 100 milhões
Falta de gols e até banco assustam indicados a prêmio de melhor do mundo
7 caras novas das convocações para a 1ª Data Fifa pós-Copa do Mundo
7 “medalhões” desempregados que ainda buscam clube para jogar


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>