Blog do Rafael Reis

Arquivo : cr7

Neymar ou Cristiano Ronaldo: quem é o verdadeiro “rei” do mata-mata?
Comentários Comente

Rafael Reis

Cristiano Ronaldo e Neymar já costumam atrair boa parte dos holofotes em todas as partidas de Real Madrid e Paris Saint-Germain. Mas nesta quarta-feira, às 17h45 (de Brasília), quando as duas equipes se enfrentarem no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, a atenção sobre eles será maior ainda.

Além de serem os protagonistas dos times que irão medir força no mais aguardado confronto do início da fase final da Champions, o astro português e o craque brasileiro têm uma característica especial que será posta à prova no Santiago Bernabéu: eles costumam crescer nos momentos de decisão.

Apesar de serem consistentes também em competições de pontos corridos e em fases de grupos de torneios híbridos, Cristiano Ronaldo e Neymar construíram os grandes momentos de suas carreiras em confrontos eliminatórios, como o desta quarta.

Mas, afinal, qual dos dois é o verdadeiro “Rei dos Mata-Matas”? Analisamos e comparamos os desempenhos do português do Real Madrid e do brasileiro do PSG em partidas disputadas nesse formato para te ajudar a responder essa pergunta.

PROTAGONISMO

Cristiano Ronaldo já conquistou quatro títulos de Champions, e em todos eles brilhou na reta final da competição, que é disputada em formato mata-mata. Em 2008, fez o gol do Manchester United no tempo normal da decisão (vencida nos pênaltis, contra o Chelsea). Oito anos depois, descolou um hat-trick nas quartas que impediu a queda do Real ante o Wolfsburg. Em 2016, marcou em cinco dos sete jogos da fase final do torneio. E no ano passado, obteve um feito ainda maior: marcou dez vezes nos últimos cinco jogos da campanha (quartas, semi e final).

Já Neymar brilhou na reta final da Champions de 2015, a única que venceu até o momento. Então no Barcelona, o brasileiro balançou as redes nos dois jogos nas quartas (contra o PSG), nas duas partidas da semifinal (ante o Bayern de Munique) e também na decisão com a Juve. Com isso, foi co-artilheiro da competição. O outro torneio em que foi artilheiro na Europa também foi disputado em sistema de mata-mata, a Copa do Rei 2014/15. Além disso, sua grande atuação nos últimos anos se deu em uma partida eliminatória: a goleada por 6 a 1 aplicada pelo Barça sobre o PSG nas oitavas da Champions passada.

GOLS

Neymar pode se orgulhar de uma marca rara, que deixa bem claro que ele não é aquele tipo de jogador que se esconde no momento da decisão. Muito pelo contrário. Em sua trajetória europeia, o camisa 10 do PSG vai às redes em uma frequência maior quando disputa jogos eliminatórios. Desde 2013, quando trocou o Santos pelo Barcelona, Neymar tem média de 0,67 gol por jogos em mata-matas, contra 0,61 em partidas de pontos corridos ou fase de grupos.

No mesmo período, Cristiano Ronaldo fez um número bem maior de gols, teve um índice um pouco abaixo nos confrontos eliminatórios, mas mesmo assim acima de Neymar. Sua média de bolas na rede em jogos de fase de grupos ou pontos corridos é de 1,04. A de mata-matas também é excelente, mas um pouco menor: 0,87 por partida.

SELEÇÃO

Maior artilheiro da história da seleção portuguesa, Cristiano Ronaldo ajudou seu país a atingir o inédito título da Eurocopa, em 2016, e também foi vice continental, 12 anos antes. Nas duas campanhas, teve papel decisivo na fase de mata-matas. Em 2004, fez um e deu uma assistência na semifinal contra a Holanda (2 a 1). Em 2016, novamente no jogo classificatório para a decisão, repetiu a dose ante o País de Gales (2 a 0). Só que em Copas do Mundo, a situação é bem diferente. CR7 já disputou cinco partidas de mata-matas da principal competição do planeta, e nunca balançou as redes.

Com trajetória bem mais curta que a do adversário desta quarta, Neymar também ainda persegue seu primeiro gol na reta final de uma Copa, mas só participou de dois jogos nesse formato até agora. Seu grande momento pela seleção brasileira aconteceu na Copa das Confederações-2013. Na ocasião, fez um gol e deu assistência na vitória por 3 a 0 sobre a Espanha, na final da competição.


Mais de Cidadãos do Mundo

Alexis, Mina, Lucas: os 34 novos inscritos para a fase fina da Champions
Técnico de sensação da Copa ainda trabalha como dentista “de vez em quando”
Neymar, Messi e cia.: Top 10 da artilharia da Europa tem 7 sul-americanos
Como agente de Ibra virou pivô de crise de casal mais polêmico do futebol


Títulos e gols na hora certa: 5 motivos para CR7 faturar o melhor do mundo
Comentários Comente

Rafael Reis

É quase certo que a Fifa irá conceder nesta segunda-feira o título de melhor jogador do mundo em 2017 para o português Cristiano Ronaldo.

O astro do Real Madrid é o favorito na disputa com Lionel Messi (Barcelona) e Neymar (Paris Saint-Germain) e deve conquistar o prêmio pela quinta vez na carreira, a quarta só nos últimos cinco anos.

O camisa 7 venceu a eleição de melhor do mundo em 2008, 2013, 2014 e 2016. Em 2009, 2011, 2012 e 2015, foi o segundo colocado. Caso levante o troféu neste ano, irá igualar o recorde de seu tradicional arquirrival, Messi.

Mas, afinal, por que Cristiano Ronaldo é tão favorito ao prêmio? Listamos abaixo cinco motivos pelos quais a estrela portuguesa jogou mais bola do que qualquer outro atleta do planeta em 2017.

TÍTULOS, TÍTULOS E MAIS TÍTULOS

Bicampeonato da Liga dos Campeões da Europa, Campeonato Espanhol, Supercopa da Europa, Mundial de Clubes. Cristiano Ronaldo ganhou quase tudo que disputou ao longo dos últimos meses. E, apesar de o prêmio de melhor jogador do mundo ser referente apenas às atuações individuais dos atletas indicados, o sucesso do Real Madrid certamente é um ingrediente que ajuda (e muito) no favoritismo do português.

PRÊMIO INDIVIDUAL

Cristiano Ronaldo não deve ganhar apenas o “The Best” em 2017. O camisa 7 do Real Madrid é favorito para faturar praticamente todos os principais prêmios individuais da temporada. Um dos mais importantes, ele já levou para casa. Em agosto, o português foi anunciado pela Uefa como o melhor jogador da Liga dos Campeões, a competição mais valiosa do ano.

NA HORA CERTA

O português foi o artilheiro da Liga dos Campeões, com 12 gols, sendo que dez deles foram anotados na reta final da competição. Cristiano Ronaldo marcou cinco vezes no confronto de quartas de final contra o Bayern de Munique, três na semifinal ante o Atlético de Madri e mais dois na decisão frente à Juventus. Ou seja, guardou seus gols para quando o Real Madrid mais precisava deles.

ARTILHEIRO DA SELEÇÃO

Nenhum dos outros dois finalistas do prêmio de melhor do mundo fez tanto por sua seleção entre 20 de novembro de 2016 e 6 de agosto de 2017 quanto Cristiano Ronaldo. O astro marcou sete vezes com a camisa portuguesa no período em que os eleitores deveriam analisar os candidatos para definir seus votos. O desempenho não foi suficiente para dar a Portugal o título da Copa das Confederações, mas encaminhou a classificação do país para a Copa do Mundo.

REINVENÇÃO

Aos 32 anos, Cristiano Ronaldo precisou se reinventar para continuar como um candidato real ao prêmio de melhor jogador do mundo. Para começar, o jogador passou a aceitar ser poupado das partidas menos importantes do Real Madrid (ficou fora da vários confrontos da reta final do Espanhol). Além disso, CR7 é cada vez menos um atacante de lado de campo e tem passado a maior parte do tempo como centroavante.


Mais de Opinião

– Chuva de gols e regularidade: 5 motivos para Messi ser melhor do mundo
– Atuação do ano e garçom: 5 motivos para Neymar ser eleito o melhor do mundo
– Messi ficará menor se a Argentina não se classificar para a Copa?
– Eu quero a Argentina na Copa-2018… e você deveria querer também


Sonho de ter Cristiano Ronaldo transforma estrelas em “moedas de troca”
Comentários Comente

Rafael Reis

A possível saída de Cristiano Ronaldo do Real Madrid fez alguns dos principais clubes do planeta transformarem estrelas de primeiro escalão do futebol mundial em potenciais moedas de troca.

De acordo com diferentes veículos da imprensa europeia, Chelsea, Manchester United e Milan estão dispostos a incluir craques dos seus elencos atuais na proposta para contar com o português.

No caso do Chelsea, a intenção é aproveitar o interesse do Real pelo belga Eden Hazard, eleito o craque da Premier League duas temporadas atrás, para convencer os espanhóis a mandarem CR7 para Londres.

Segundo o britânico “Daily Express”, a oferta do Chelsea pelo atual melhor jogador do mundo seria de 200 milhões de euros (R$ 737 milhões), além da cessão de Hazard.

A estratégia do Manchester United para resgatar Ronaldo, que já defendeu o clube entre 2003 e 2009, é parecida.

De acordo com o “Daily Mirror”, o time dirigido por José Mourinho admite pagar os mesmos 200 milhões de euros (R$ 737 milhões), acrescidos do goleiro espanhol David de Gea, o melhor da posição na Inglaterra nos últimos três anos e um sonho antigo do Real.

Outro clube que deseja aproveitar o desejo do atual bicampeão europeu de contratar um novo dono para sua camisa 1 é o Milan.

Em entrevista ao “Corriere delo Sport”, no último fim de semana, Massimiliano Mirabelli, diretor de futebol do time italiano, admitiu que pode incluir o goleiro Gianluigi Donnarumma, em litígio com o Milan, em uma proposta por CR7.

Também interessado em contar com o português, o Paris Saint-Germain é exceção. Sem contar com nenhum jogador que está na mira do Real, o time francês deve se limitar a uma oferta financeira para ser o destino do craque. Por enquanto a proposta do PSG gira em torno de 140 milhões de euros (R$ 516 milhões).

Principal astro da conquista das duas últimas edições da Liga dos Campeões pelo Real, Cristiano Ronaldo tem uma multa rescisória na casa de 874 milhões de euros (R$ 3,2 bilhões), ou seja, um valor proibitivo para qualquer clube do mundo.

A chance de CR7 mudar de clube na próxima temporada se tornou o principal assunto da janela de transferências do futebol europeu depois de o jornal português “A Bola” publicar na última sexta-feira que o camisa 7 não planeja voltar a Madri depois da Copa das Confederações.

De acordo com a publicação, o melhor jogador do mundo cansou de sua vida na Espanha. Segundo o jornal, o atacante está irritado com o comportamento da torcida do Real, descontente com o tratamento que tem recebido da imprensa espanhola e não aceitou bem a acusação de sonegação fiscal feita pela Promotoria da capital espanhola.


Mais de Cidadãos do Mundo

Novato da seleção alemã já foi suspenso por comentário machista
Por onde andam os jogadores da Alemanha que foi tri mundial na Copa-1990?
7 astros que podem protagonizar transferências milionárias nesta janela
Mistério e polêmicas: quem é o homem que tem revolucionado o Milan?


Agora sim, Cristiano Ronaldo é inquestionável como melhor do mundo
Comentários Comente

Rafael Reis

Ao ajudar o Real Madrid a conquistar pela 12ª vez o título da Liga dos Campeões da Europa, Cristiano Ronaldo não só praticamente garantiu a quinta Bola de Ouro de sua carreira, como também acabou com qualquer dúvida sobre o merecimento do prêmio.

Com a atuação decisiva sobre a Juventus e os dois gols na goleada por 4 a 1 deste sábado, o português se tornou quase uma unanimidade.

É difícil encontrar alguém que, neste momento, não considere o camisa 7 do Real o melhor jogador do mundo na temporada 2016/17.

E essa foi a grande vitória individual de CR7 no Millenium Stadium, em Cardiff.

O português já era favorito ao prêmio mesmo antes de a bola rolar na decisão da Champions. Mas a temporada cheia de altos e baixos levantava uma dúvida: seria CR7 o principal candidato ao prêmio pelo futebol que estava apresentando ou pelos holofotes que o iluminam?

A reposta para aqueles que queriam ver a Bola de Ouro para Lionel Messi, o artilheiro do futebol europeu na temporada, ou para Gianluigi Buffon, o goleiro líder da Juventus, foi dada no mais alto estilo.

Desde 2010, quando Diego Milito brilhou no confronto entre Inter de Milão e Bayern de Munique, um jogador não marcava duas vezes na final do torneio interclubes mais importante do planeta.

Cristiano Ronaldo venceu Buffon pela primeira vez em um tapa cheio de classe na bola que contou com um leve desvio em Bonucci. Foi o gol que abriu o marcador e começou a desenhar o destino da decisão.

Quando o Real já tinha um 2 a 1 no placar, o português tratou de sepultar as últimas esperanças da Juventus. Como um raio, o camisa 7 surgiu em velocidade dentro da área para escrever seu nome na história… mais uma vez.

Sim, Cristiano Ronaldo será eleito pela quinta vez o melhor jogador do mundo e irá igualar o recorde do seu arquirrival, Messi. E, depois da decisão da Champions, não dá mais para questionar isso.


Mais de Opinião

– Por que o Brasil produz os melhores laterais da Champions (e do mundo)?
– Melhor do mundo, técnico, dispensas: Barça “define futuro” nesta semana
– Tite é o melhor do Brasil, mas está no nível dos grandes técnicos do mundo?
– A seleção brasileira já é a melhor do planeta?


Cristiano Ronaldo é só o 19º melhor do mundo? Para estatísticos, sim
Comentários Comente

Rafael Reis

Cristiano Ronaldo vai a campo neste sábado em busca do quarto título de Liga dos Campeões da Europa de sua carreira e de uma quase certeza que será eleito pela quinta vez o melhor jogador do mundo.

Mas, de acordo com os algoritmos do “Who Scored?”, site especializado nas estatísticas do futebol, o astro do Real Madrid é o dono apenas do 19º melhor desempenho da atual temporada.

Segundo a ferramenta, o futebol mostrado por CR7 em 2016/17 é digno da nota 7,61. A avaliação é feita por uma inteligência artificial a partir da análise dos dados de cada atleta em incontáveis fundamentos, como gols, assistências, dribles e desarmes.

A média atual é a pior da carreira de Cristiano Ronaldo desde a chegada ao Real Madrid, em 2009. O português nunca fechou uma temporada com nota abaixo de 7,99 (2015/16).

Para as estatísticas do “Who Scored?”, o melhor jogador do planeta é o brasileiro Neymar (8,52), com pequena vantagem para o argentino Lionel Messi (8,47), seu companheiro no Barcelona. O espanhol Thiago Alcántara (8,28), do Bayern de Munique, completa o pódio.

Além do camisa 11 do Barça, outros dois brasileiros tiveram uma temporada melhor que CR7 na visão dos algoritmos que analisam o desempenho dos jogadores.

O lateral esquerdo Alex Sandro, da Juventus, adversária do Real na decisão deste sábado, tem 7,63 de média e aparece na 17ª colocação no ranking. O 18º é o meia-atacante Felipe Anderson, da Lazio, com 7,62.

Apesar da queda de desempenho apontada pela fria análise das estatísticas e das inteligências artificiais, Cristiano Ronaldo é o favorito para ganhar pela quinta vez o prêmio de melhor do mundo por ter sido o jogador mais decisivo da competição mais importante da temporada.

Dos dez gols anotou pelo português na atual edição da Champions, oito saíram na fase de mata-mata. CR7 marcou cinco vezes contra o Bayern de Munique, nas quartas de final, e mais três ante o Atlético de Madri, na semi.

Atuações que foram essenciais para colocar o Real frente a Juventus neste sábado, em Cardiff, e que, se não conquistaram os computadores do “Who Scored?”, certamente chamaram a atenção dos eleitores do prêmio.

OS 10 MELHORES DA TEMPORADA, SEGUNDO O “WHO SCORED?”

1 – Neymar (BRA/Barcelona) – 8,52
2 – Lionel Messi (ARG/Barcelona) – 8,47
3 – Thiago Alcántara (ESP/Bayern de Munique) – 8,28
4 – Edin Dzeko (BOS/Roma) – 7,85
5 – Arjen Robben (HOL/Bayern de Munique) – 7,82
6 – Eden Hazard (BEL/Chelsea) – 7,81
7 – Luis Suárez (URU/Barcelona) – 7,81
8 – Dries Mertens (BEL/Napoli) – 7,76
9 – Alexis Sánchez (CHI/Arsenal) – 7,76
10 – Alejandro Gómez (ARG/Atalanta) – 7,75


Mais de Cidadãos do Mundo

Clube que revelou Dybala adia jogo para não competir com final da Champions
Por onde andam os jogadores do último título da Juventus na Champions?
5 destaques da fase de grupos da Libertadores para seu time contratar
Buffon largou casamento para viver com apresentador esportiva de TV


Acusação de estupro é mais uma na lista de polêmicas extracampo de CR7
Comentários Comente

Rafael Reis

Eleito quatro vezes o melhor do mundo, vice-artilheiro da Liga dos Campeões e autor de oito gols nas últimas três partidas do Real Madrid na competição europeia, Cristiano Ronaldo é um dos dois maiores jogadores de futebol de sua geração.

Mas a vida do atacante português, que enfrenta nesta quarta-feira o Atlético de Madri por vaga na decisão da Champions, não é intensa só dentro de campo.

O astro coleciona polêmicas, a maioria de cunho sexual, e faz a festa dos paraparazzi e tabloides desde que era um garoto prodígio que vestia as cores do Manchester United, há mais de uma década.

A mais recente delas veio a público no mês passado e tem arranhado a imagem do atacante, em grande fase na Liga dos Campeões e favorito para a conquista da quinta Bola de Ouro de sua carreira.

De acordo com a revista alemã “Der Spiegel”, Cristiano Ronaldo pagou 375 mil dólares (R$ 1,2 milhão, na cotação atual) a uma jovem norte-americana em 2010 para que ela se calasse sobre um estupro praticado por ele no ano anterior.

O caso, segundo a publicação, foi descoberto no meio de uma investigação sobre jogadores que praticavam sonegação fiscal e através de documentos cedidos pelo site “Football Leaks”. A estrela do Real, por meio de seu advogado e da empresa que gerencia sua imagem, negou a acusação.

Relembre abaixo outras quatro polêmicas protagonizadas por CR7:

SUPOSTO ABUSO SEXUAL

Essa não é a primeira vez que Cristiano Ronaldo enfrenta uma acusação de estupro. Em 2005, quando tinha 20 anos e jogava pelo Manchester United, o português precisou depor em uma delegacia de Londres sob um suposto abuso sexual cometido por ele contra uma mulher em um hotel de luxo inglês. CR7 alegou que a acusação não passava de uma “armação”, e o caso acabou arquivado.

QUEM É A MÃE?


Cristiano Ronaldo tem um filho, mas quase ninguém no mundo sabe quem é a mãe de Cristianinho, de apenas seis anos. Sua identidade é um mistério porque o astro do Real Madrid pagou para que ela se afastasse do garoto e não vendesse a história para nenhum veículo de imprensa. De acordo com o jornal britânico “Daily MIrror”, o silêncio dela, supostamente uma garçonete que vivia nos EUA, custou 12 milhões de euros (R$ 42 milhões) ao jogador.

AMEAÇAS CONTRA URACH

De acordo com a subcelebridade brasileira Andressa Urach, Cristiano Ronaldo ameaçou “mandar gente atrás dela” depois que a modelo revelou à imprensa inglesa que havia tido relações sexuais com o astro português. Urach também afirmou ter sido trancada durante três horas e meia pelos seguranças de CR7 para que não tirasse uma foto ao lado do jogador. Após se tornar evangélica, a subcelebridade admitiu ter inventado várias histórias para aumentar sua fama, mas até hoje faz questão de frisar que tudo que falou sobre o camisa 7 do Real Madrid é verdade.

RUMORES SOBRE SEXUALIDADE

Apesar de estar sempre cercado de mulheres lindas, Cristiano Ronaldo é um alvo costumeiro de rumores sobre sua sexualidade. O mais intenso aconteceu em 2015, quando a imprensa espanhola revelou que o jogador português estava viajando frequentemente a Marrocos para encontrar um amigo, o kickboxer Badr Hari. Em fevereiro deste ano, o lutador foi condenado a dois anos de prisão por brigas e atos de violência em Amsterdã.


Mais de Cidadãos do Mundo

Perto do tetra, Messi só bate 1 dos últimos 6 campeões da Chuteira de Ouro
Por onde andam os jogadores do Mazembe que surpreenderam o Inter em 2010?
Como Falcao enterrou piadas para se tornar líder de time sensação da Europa
Geração saúde: 7 jogadores de sucesso que foram flagrados fumando cigarro


Quem é a modelo que acusa Cristiano Ronaldo de usar enchimento na cueca?
Comentários Comente

Rafael Reis

Uma declaração dada pela modelo Elisa de Panicis a um programa de televisão no Chile, duas semanas atrás, tem feito a festa dos tabloides e veículos interessados na vida pessoal de Cristiano Ronaldo.

Durante as gravações do reality show “Doble Tentación”, exibido na emissora Mega, a modelo afirmou que o melhor jogador do mundo costuma usar enchimento na cueca para deixar a genitália mais volumosa, principalmente quando fotografa ou grava comerciais de roupas íntimas.

Mas, afinal, quem é Elisa de Panicis? E como ela poderia saber (se é que realmente sabe) algo tão íntimo a respeito do craque do Real Madrid?

Nascida na Itália, a beldade de 24 anos afirma em sua conta no Instagram (295 mil seguidores) que é “atriz, cantora, modelo e dançarina”.

No entanto, sua fama vem de incontáveis participações em programas de TV, especialmente reality shows, em três países diferentes: Itália, Espanha e Chile.

Elisa já estrelou o “Superviventes”, versão espanhola de “Survivor”, reality show que gerou o brasileiro “No Limite”; o “MYHYV” (Mujeres y Hombres y Viceversa), um programa de formação de casais; o “I’m a Celebrity… Get Me Out of Here”, de convivência entre famosos na selva, e atualmente está no ar com o “Doble Tentación”, onde solteiros, como ela, devem seduzir pessoas comprometidas e destruir casais já existentes.

Subcelebridade, forma como seria tratada no Brasil, a modelo foi apontada no ano passado como affair de Cristiano Ronaldo. Os dois tiveram um caso durante as férias do astro português em Ibiza, pouco antes da Eurocopa-2016, em junho.

Segundo Elisa, CR7 a descobriu enquanto ela participava do “I’m a Celebrity… Get Me Out of Here”. Mas o primeiro contato aconteceu apenas em Ibiza.

“Eu estava em um barco com alguns amigos e, obviamente, eu tinha o número dele [Cristiano Ronaldo] porque tínhamos amigos em comum. Então, mandei uma mensagem para ele perguntando como ele estava”, disse, durante o “Doble Tentación”.

Pouco depois desse primeiro contato, a modelo foi flagrada por paparazzi no iate do jogador. “Nós nos divertimos, mas não foi nada de especial. Temos uma boa amizade”, completou.

Cristiano Ronaldo possui desde 2013 uma linha de roupas íntimas masculinas, a CR7 Underwear. A última campanha publicitária da marca foi protagonizada pelo próprio jogador… com ou sem enchimento.


Mais de Cidadãos do Mundo

Por onde andam os jogadores do time dos “galácticos” do Real Madrid?
Árbitro que prejudicou Bayern foi o 1º a marcar pênalti com ajuda de vídeo
Piqué pertence à “nobreza” do Bayern, mas carrega símbolo do Real no nome
“Show” no Espanhol faz Messi retomar liderança isolada da Chuteira de Ouro


Time com os mais caros do mundo vale R$ 2,4 bi e tem duelo CR7 x Neymar
Comentários Comente

Rafael Reis

Quanto dinheiro seria necessário para um clube de futebol montar a seleção do mundo? De acordo com o “Transfermarkt”, site especializado no mercado da bola, 725 milhões de euros (cerca de R$ 2,4 bilhões).

É essa a soma dos valores de mercado estimados dos jogadores mais caros do planeta em cada posição.

A seleção do mundo-2017 é 2% mais cara do que a do ano passado. Em abril de 2016, os 11 atletas mais valiosos do planeta, posição por posição, valiam 710 milhões de euros (R$ 2,3 bilhões, na cotação atual).

A base da equipe continua a mesma: Neuer no gol, Carvajal na lateral direita, Alaba na esquerda, Pogba no meio-campo, Messi pela faixa direita do ataque e Suárez no posto de centroavante.

A principal mudança é que, ao contrário de 2016, a seleção do mundo deste ano tem presença de um jogador brasileiro.

Em alta no Barcelona e na seleção, Neymar tem agora valor estimado de 100 milhões de euros (R$ 332 milhões) e divide com o português Cristiano Ronaldo, atual melhor jogador do mundo, o posto de atacante pela esquerda mais caro da Terra.

Esse é apenas um dos quatro empates no time dos mais valiosos do planeta.

No miolo de zaga, quatro nomes dividem o posto de defensor mais valorizado: o italiano Bonucci (Juventus), o espanhol Sergio Ramos (Real Madrid), o uruguaio Godín (Atlético de Madri) e o alemão Boateng (Bayern). Cada um deles vale 40 milhões de euros (R$ 133 milhões).

A outra indefinição está no meio de campo. Sergio Busquets (Barcelona) e Toni Kroos (Real Madrid) têm preço estimado em 60 milhões de euros (R$ 199 milhões) e disputam um lugar ao lado de Pogba.

Segundo o “Transfermarkt”, o jogador mais valioso do planeta continua sendo Messi, que está avaliado em 120 milhões de euros (R$ 399 milhões). Cristiano Ronaldo e Neymar dividem a segunda colocação.

Espanha e Alemanha, as duas últimas campeãs mundiais, são os países mais representados na seleção dos mais caros. Cada uma delas emplacou três jogadores na lista.

Conheça a seleção dos mais caros do mundo (por posição)
G – Manuel Neuer (ALE, Bayern) – 45 milhões de euros
LD – Dani Carvajal (ESP, Real Madrid) – 30 milhões de euros
Z – Leonardo Bonucci (ITA, Juventus) ou Sergio Ramos (ESP, Real Madrid) – 40 milhões de euros
Z – Diego Godín (URU, Atlético de Madri) ou Jérôme Boateng (ALE, Bayern) – 40 milhões de euros
LE – David Alaba (AUT, Bayern) – 45 milhões de euros
V – Sergio Busquets (ESP, Barcelona) ou Toni Kroos (ALE, Real Madrid) – 60 milhões de euros
V – Paul Pogba (FRA, Manchester United) – 80 milhões de euros
MAD – Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 120 milhões de euros
MAC – Antoine Griezmann (FRA, Atlético de Madri) – 90 milhões de euros
MAE  – Neymar (BRA, Barcelona) ou Cristiano Ronaldo (POR, Real Madrid) – 100 milhões de euros
A – Luis Suárez (URU, Barcelona) – 90 milhões de euros


Mais de Cidadãos do Mundo

Lewa e Aubameyang encostam em Messi e esquentam briga por Chuteira de Ouro
Fama em dose dupla: 5 jogadores com mulheres que são estrelas
Por onde andam os jogadores do Manchester que impediu Mundial do Palmeiras?
Goleador das eliminatórias é homem de um time só e carrega legado familiar


Lewa e Aubameyang encostam em Messi e esquentam briga por Chuteira de Ouro
Comentários Comente

Rafael Reis

Artilheiros do Campeonato Alemão, os atacantes Robert Lewandowski (Bayern de Munique) e Pierre-Emerick Aubameyang (Borussia Dortmund) balançaram as redes no fim de semana e encostaram na liderança da Chuteira de Ouro, prêmio concedido ao goleador máximo das ligas nacionais da Europa nesta temporada.

O polonês marcou três vezes na goleada por 6 a 0 aplicada pelo Bayern sobre o Augsburg, enquanto o gabonês fez o gol de empate do Dortmund no 1 a 1 no clássico ante o Schalke 04.

Com os gols do fim de semana, Lewandowski e Aubameyang se igualaram ao holandês Bas Dost, do Sporting. O trio soma 48 pontos (24 gols) e está a apenas um gol de Lionel Messi, o líder da Chuteira de Ouro.

O argentino do Barcelona cumpriu suspensão no domingo e não participou do 4 a 1 sobre o Granada. Com isso, viu a aproximação dos seus adversários pela primeira colocação do ranking de goleadores do Velho Continente.

Messi já tem três Chuteiras de Ouro no currículo (2009/10, 2011/12 e 2012/23) e busca a quarta conquista para igualar o recorde de Cristiano Ronaldo.

CR7, aliás, continua longe da briga pelo prêmio nesta temporada. Com 19 gols no Espanhol e 38 pontos, aparece apenas na 13ª colocação do ranking.

O atual vencedor da Chuteira de Ouro é Luis Suárez, do Barcelona, que somou 80 pontos (40 gols) na última temporada. Nesta edição, o uruguaio tem 44 pontos e ocupa o sétimo lugar.

O “Blog do Rafael Reis” publica a cada terça-feira uma nova parcial do prêmio.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 50 pontos (25 gols)
2º – Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) – 48 pontos (24 gols)
3º – Bas Dost (HOL, Sporting) – 48 pontos (24 gols)
4º – Pierre-Emerick Aubameyang (GAB, Borussia Dortmund) – 48 pontos (24 gols)
5º – Edin Dzeko (BOS, Roma) – 46 pontos (23 gols)
6º – Andrea Belotti (ITA, Torino) – 44 pontos (23 gols)
7º – Luis Suárez (URU, Barcelona) – 44 pontos (22 gols)
8º – Anthony Modeste (FRA, Colônia) – 44 pontos (22 gols)
9º – Romelu Lukaku (BEL, Everton) – 42 pontos (21 gols)
10º – Edinson Cavani (URU, Paris Saint-Germain) – 40,5 pontos (27 gols)


Mais de Cidadãos do Mundo

Fama em dose dupla: 5 jogadores com mulheres que são estrelas
Por onde andam os jogadores do Manchester que impediu Mundial do Palmeiras?
Goleador das eliminatórias é homem de um time só e carrega legado familiar
Perdoado no doping, ele trocou as drogas pela seleção inglesa em 2 anos


Dependência? Como o Real “ignora” a seca de gols de CR7 na Champions
Comentários Comente

Rafael Reis

O Real Madrid derrotou o Napoli por 3 a 1 na primeira partida das oitavas de final da Liga dos Campeões. Benzema, Kroos e Casemiro marcaram os gols da vitória, o que talvez faça os mais desaviados perguntarem: Cristiano Ronaldo não jogou?

Jogou sim, mas passou em branco… como aconteceu, aliás, em cinco das sete partidas disputadas pelo português nesta edição da Champions.

Problema para Zinedine Zidane? Que nada. Pelo menos na competição europeia, a equipe espanhola nunca dependeu tão pouco do faro artilheiro do seu principal jogador.

Dos 19 gols anotados pelo atual campeão europeu no torneio desta temporada, só dois saíram dos pés do melhor jogador do mundo. Isso representa apenas 10,5% do total, a menor taxa de dependência de toda a “era CR7” no Real.

Desde que desembarcou na Espanha, em 2009, Cristiano Ronaldo sempre foi responsável por pelo menos 25% dos gols marcados pelos galácticos nas sete primeiras apresentações de cada edição do principal torneio interclubes do planeta.

Na temporada passada, essa dependência chegou à incrível marca de 57,1%. Na ocasião, o português anotou 12 dos primeiros 21 gols do Real na Liga dos Campeões. Ou seja, mais da metade do total de comemorações da equipe branca tiveram assinatura do craque.

Foi graças a essa fúria artilheira que Cristiano Ronaldo se tornou o maior artilheiro da história da Champions. O camisa 7 já marcou ao longo da carreira 95 gols no torneio continental, dois a mais do que Lionel Messi, seu tradicional arquirrival e segundo colocado no ranking.

Mas se a tradicional maior fonte de gols do Real secou, como o time espanhol está se virando para balançar as redes na Liga dos Campeões 2016/17?

A resposta não está na descoberta de um novo artilheiro, capaz de substituir tudo aquilo que CR7 fazia. Mas sim, na pulverização dos gols.

Até o momento, dez jogadores do Real já marcaram nesta edição da Champions: Morata, Varane, Bale, Asensio, Lucas Vázquez, Benzema, Kovacic, Kroos, Casemiro e, claro, o astro português.

Na temporada anterior, quando a dependência de CR7 atingiu nível recorde, só sete atletas que vestiam branco haviam balançado as redes nesta altura da competição: Benzema, Nacho, Modric, Carvajal, Kovacic, Jesé e ele.

Um time cada vez menos dependente do seu maior astro e cada vez mais solidário. Eis o Real Madrid que sonha com o segundo título consecutivo na Liga dos Campeões.

Real Madri vence Napoli e Bayer de Munique arrasa Arsenal pela Champions


Mais de Clubes

– Em três anos, China acumula prejuízo de R$ 2,4 bilhões no Mercado da Bola
– Janela europeia bate recorde e aumenta em 47,7% gastos com reforços
– Rival de estreia do Botafogo na Libertadores já faliu e tem ações na Bolsa
– Como um time com 23% das receitas do Palmeiras virou o “rei” da América